Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 4
2015Física

(Fuvest 20152 fase)O espelho principal de um dos maiores telescpios refletores do mundo, localizado nas Ilhas Canrias, tem 10 m de dimetro e distncia focal de 15 m. Supondo que, inadvertidamente, o espelho seja apontado diretamente para o Sol, determine a) o dimetro D da imagem do Sol; b) a densidade S de potncia no plano da imagem, em W/m2; c) a variao T da temperatura de um disco de alumnio de massa 0,6 kg colocado no plano da imagem, considerando que ele tenha absorvido toda a energia incidente durante 4 s.

Questão 4
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2a FASE) Resolva os trs itens abaixo. a) Calculee b) Dado o nmero complexo z =, encontre o menor inteiro ݊n 0 para o qual zn seja real. c) Encontre um polinmio de coeficientes inteiros que possua zcomo raiz e que no possua raiz real.

Questão 4
2015Português

​​​​(FUVEST 2015 - 2 fase) Leia a seguinte mensagem publicitria de uma empresa da rea de logstica: A gente anda na linha para levar sua empresa mais longe Mudamos o jeito de transportar contineres no Brasil e Mercosul. Atravs do modal ferrovirio, oferecemos solues logsticas econmicas, seguras e sustentveis. a) Visando a obter maior expressividade, recorre-se, no ttulo da mensagem, ao emprego de expresso com duplo sentido. Indique essa expresso e explique sucintamente. b) Segundo o anncio, uma das vantagens do produto (transporte ferrovirio) nele oferecido o fato de esse produto ser sustentvel. Cite um motivo que justifique tal afirmao.

Questão 5
2015Química

A figura ao lado ilustra as estabilidades relativas das espcies que apresentam estado de oxidao +2 e +4 dos elementos da mesma famlia: carbono, silcio, germnio, estanho e chumbo. As estabilidades relativas podem ser interpretadas pela comparao entre potenciais padro de reduo das espcies +4 formando as espcies +2, como representado a seguir para os elementos chumbo (Pb), germnio (Ge) e estanho (Sn): Os potenciais padro de reduo dessas trs semirreaes, E10, E20 e E30, foram determinados experimentalmente, obtendo‐se os valores -0,12 V, -0,094 V e 1,5 V, no necessariamente nessa ordem. Sabe‐se que, quanto maior o valor do potencial padro de reduo, maior o carter oxidante da espcie qumica. a) Considerando as informaes da figura, atribua, na tabela da pgina de respostas, os valores experimentais aos potenciais padro de reduo E10, E20 e E30. b) O elemento carbono pode formar xidos, nos quais a proporo entre carbono e oxignio est relacionada ao estado de oxidao do carbono. Comparando os xidos CO e CO2, qual seria o mais estvel? Explique, com base na figura apresentada acima.

Questão 5
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) No processo de adaptao ao ambiente terrestre, animais e plantas sofreram modificaes morfolgicas e funcionais.Considere a classificao tradicional das plantas em algas, brifitas, pteridfitas, gimnospermas e angiospermas. a) Qual(is) desses grupos de plantas independe(m) da gua para a fecundao? Que estrutura permite o encontro dos gametas, em substituio gua? b) As brifitas, primeiro grupo de plantas preponderantemente terrestre, tm tamanho reduzido. As pteridfitas, surgidas posteriormente, so plantas de grande tamanho, que chegaram a constituir extensas florestas. Que relao existe entre o mecanismo de transporte de gua e o tamanho das plantas nesses grupos?

Questão 5
2015História

(FUVEST 2015)Examine a seguinte imagem, que foi inspirada pela situação da Índia de 1946. A leitura correta da imagem permite concluir que ela constitui uma crítica

Questão 5
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A cidade do Rio de Janeiro abre o sculo XX defrontando‐se com perspectivas extremamente promissoras. Aproveitando‐se de seu papel privilegiado na intermediao dos recursos da economia cafeeira e de sua condio de centro poltico do pas, a sociedade carioca via acumularem‐se no seu interior vastos recursos enraizados principalmente no comrcio e nas finanas, mas derivando j para as aplicaes industriais. A mudana da natureza das atividades econmicas do Rio foi de monta, portanto, a transform‐lo no maior centro cosmopolita da nao, em ntimo contato com a produo e o comrcio europeus e americanos, absorvendo‐os e irradiando‐os para todo o pas. Muito cedo, no entanto, ficou evidente o anacronismo da velha estrutura urbana do Rio de Janeiro diante das demandas dos novos tempos. Nicolau Sevcenko. Literatura como misso. Tenses sociais e criao cultural na Primeira Repblica. So Paulo: Brasiliense, 1983. Adaptado. a) Cite dois exemplos que justifiquem o mencionado anacronismo da velha estrutura urbana do Rio de Janeiro. b) Cite duas importantes mudanas socioeconmicas pelas quais a cidade do Rio de Janeiro passou no princpio do sculo XX.

Questão 5
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase)Limite inferior Aprendi muito com o economista-filsofo Roberto de Oliveira Campos, particularmente quando tive a honra e a oportunidade de conviver com ele durante anos na Cmara dos Deputados. Sentvamos juntos e assistamos aos mesmos discursos, alguns muito bons e sbios. Frequentemente, diante de alguns incontrolveis colegas que exerciam uma oratria de alta visibilidade, com os dois braos agitados tentando encontrar uma ideia, Roberto me surpreendia com a afirmao: Delfim, acabo de demonstrar um teorema. E sacava uma mordaz concluso crtica contra o incauto orador. Um belo dia, um falante e conhecido deputado ensurdeceu o plenrio com uma gritaria que entupiu os ouvidos dos colegas. A quantidade de sandices ditas no longo discurso com o ar de quem estava inventando o mundo fez Roberto reagir com incontida indignao. Soltou de supeto: Delfim, constru um axioma, uma afirmao preliminar que deve ser aceita pela f, sem exigir prova: a ignorncia no tem limite inferior. E completou, com a perversidade de sua imensa inteligncia: Com ele poderemos construir mundos maravilhosos. Antonio Delfim Netto, Folha de S. Paulo, 17/09/2014. Adaptado a) Explique por que o axioma formulado por Roberto de Oliveira Campos tornaria possvel construir mundos maravilhosos. b) Identifique o trecho do texto que explica o emprego da expresso oratria de alta visibilidade.

Questão 5
2015Física

(Fuvest 2015 2fase)Uma criana de 30 kg est em repouso no topo de um escorregador plano de 2,5 m de altura, inclinado 30 em relao ao cho horizontal. Num certo instante, ela comea a deslizar e percorre todo o escorregador. Determine a) a energia cintica E e o mdulo Q da quantidade de movimento da criana, na metade do percurso; b) o mdulo F da fora de contato entre a criana e o escorregador; c) o mdulo a da acelerao da criana.

Questão 5
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A funo ݂f est definida da seguinte maneira: para cada inteiro mpar ݊n, a) Esboce o grfico de ݂f para b) Encontre os valores de x,, tais que f(x) =

Questão 6
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Em 25 de abril de 1984, a Cmara dos Deputados do Brasil rejeitou a Emenda Constitucional que propunha o restabelecimento das eleies diretas para a presidncia da Repblica. Durante quase nove meses, situao e oposio realizaram articulaes polticas, visando escolha do novo presidente. Em 15 de janeiro de 1985, Tancredo Neves foi eleito presidente do Brasil por um Colgio Eleitoral. a) Explique em que consistia esse Colgio Eleitoral e como ele era composto. b) Identifique e caracterize a articulao poltica vitoriosa na eleio presidencial de 1985.

Questão 6
2015Física

(Fuvest 2015 2 fase) A regio entre duas placas metlicas, planas e paralelas est esquematizada na figura ao lado. As linhas tracejadas representam o campo eltrico uniforme existente entre as placas. A distncia entre as placas 5 mm e a diferena de potencial entre elas 300 V. As coordenadas dos pontos A, B e C so mostradas na figura. Determine a) os mdulos EA, EBe ECdo campo eltrico nos pontos A, B e C, respectivamente; b) as diferenas de potencial VABe VBCentre os pontos A e B e entre os pontos B e C, respectivamente; c) o trabalho realizado pela fora eltrica sobre um eltron que se desloca do ponto C ao ponto A.

Questão 6
2015Química

(FUVEST 2015 - 2 fase) O glicerol pode ser polimerizado em uma reao de condensao catalisada por cido sulfrico, com eliminao de molculas de gua, conforme se representa a seguir: a) Considerando a estrutura do monmero, pode‐se prever que o polmero dever ser formado por cadeias ramificadas. Desenhe a frmula estrutural de um segmento do polmero, mostrando quatro molculas do monmero ligadas e formando uma cadeia ramificada. Para investigar a influncia da concentrao do catalisador sobre o grau de polimerizao do glicerol (isto , a porcentagem de molculas de glicerol que reagiram), foram efetuados dois ensaios: Ao final desses ensaios, os polmeros 1 e 2 foram analisados separadamente. Amostras de cada um deles foram misturadas com diferentes solventes, observando‐se em que extenso ocorria a dissoluo parcial de cada amostra. A tabela a seguir mostra os resultados dessas anlises: b) Qual dos polmeros formados deve apresentar menor grau de polimerizao? Explique sua resposta, fazendo referncia solubilidade das amostras em etanol.

Questão 6
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase) Examine a tirinha. a) De acordo com o contexto, o que explica o modo de falar das personagens representadas pelas duas traas? b) Mantendo o contexto em que se d o dilogo, reescreva as duas falas do primeiro quadrinho, empregando o portugus usual e gramaticalmente correto.

Questão 6
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Um alfabeto minimalista constitudo por apenas dois smbolos, representados por *e #. Uma palavra de comprimento ݊, ݊n, 1, formada por nescolhas sucessivas de um desses dois smbolos. Por exemplo, # uma palavra de comprimento 1 e #**# uma palavra de comprimento 4. Usando esse alfabeto minimalista, a) quantas palavras de comprimento menor do que 6 podem ser formadas? b) qual o menor valor de ܰn para o qual possvel formar 1.000.000 de palavras de tamanho menor ou igual a n?