Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 4
2015Química

(FUVEST 2015 - 2 fase) Compostos com um grupo NO2ligado a um anel aromtico podem ser reduzidos, sendo o grupo NO2transformado em NH2, como representado ao lado. Compostos alifticos ou aromticos com grupo NH2, por sua vez, podem ser transformados em amidas ao reagirem com anidrido actico. Essa transformao chamada de acetilao do grupo amino, como exemplificado ao lado. Essas transformaes so utilizadas para a produo industrial do paracetamol, que um frmaco empregado como analgsico e antitrmico. a) Qual o reagente de partida que, aps passar por reduo e em seguida por acetilao, resulta no paracetamol? Escreva a frmula estrutural desse reagente, no quadro da pgina de respostas. O fenol (C6H5OH) tambm pode reagir com anidrido actico. Nessa transformao, forma‐se acetato de fenila. b) Na etapa de acetilao do processo industrial de produo do paracetamol, formam‐se, tambm, cido actico e um subproduto diacetilado (mas monoacetilado no nitrognio). Complete o esquema da pgina de respostas, de modo a representar a equao qumica balanceada de formao do subproduto citado.

Questão 4
2015História

(FUVEST - 2015) Uma observao comparada dos regimes de trabalho adotados nas Amricas de colonizao ibrica permite afirmar corretamente que, entre os sculos XVI e XVIII,

Questão 4
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2a FASE) Resolva os trs itens abaixo. a) Calculee b) Dado o nmero complexo z =, encontre o menor inteiro ݊n 0 para o qual zn seja real. c) Encontre um polinmio de coeficientes inteiros que possua zcomo raiz e que no possua raiz real.

Questão 4
2015Geografia

(FUVEST 2015 - 2 FASE) Observe o mapa. Com base no mapa e em seus conhecimentos sobre os EUA, a) aponte duas razes da importncia geopoltica desse pas, na atualidade, considerando sua localizao e dimenso territorial; b) explique a importncia econmica, para esse pas, da regio circundada no mapa, considerando os recursos naturais e os aspectos humanos.

Questão 4
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Os cartazes acima circularam durante a Guerra Civil Espanhola (1936‐1939). a) Identifique, em cada um dos cartazes, um elemento que permita associ‐los, respectivamente, s principais foras polticas envolvidas nessa guerra. b) Caracterize as principais propostas das foras polticas representadas nos cartazes.

Questão 4
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A figura abaixo mostra rgos do sistema digestrio humano. Identifique com a letra correspondente, nomeando‐o, a) o rgo cuja secreo contm bicarbonato de sdio, alm de vrias enzimas digestivas; b) o principal rgo responsvel pela absoro de nutrientes; c) o rgo em que se inicia a digesto de protenas; d) o rgo que produz substncias que auxiliam a digesto de gorduras, mas que no produz enzimas.

Questão 4
2015Física

(Fuvest 20152 fase)O espelho principal de um dos maiores telescpios refletores do mundo, localizado nas Ilhas Canrias, tem 10 m de dimetro e distncia focal de 15 m. Supondo que, inadvertidamente, o espelho seja apontado diretamente para o Sol, determine a) o dimetro D da imagem do Sol; b) a densidade S de potncia no plano da imagem, em W/m2; c) a variao T da temperatura de um disco de alumnio de massa 0,6 kg colocado no plano da imagem, considerando que ele tenha absorvido toda a energia incidente durante 4 s.

Questão 4
2015Português

​​​​(FUVEST 2015 - 2 fase) Leia a seguinte mensagem publicitria de uma empresa da rea de logstica: A gente anda na linha para levar sua empresa mais longe Mudamos o jeito de transportar contineres no Brasil e Mercosul. Atravs do modal ferrovirio, oferecemos solues logsticas econmicas, seguras e sustentveis. a) Visando a obter maior expressividade, recorre-se, no ttulo da mensagem, ao emprego de expresso com duplo sentido. Indique essa expresso e explique sucintamente. b) Segundo o anncio, uma das vantagens do produto (transporte ferrovirio) nele oferecido o fato de esse produto ser sustentvel. Cite um motivo que justifique tal afirmao.

Questão 5
2015Física

(Fuvest 2015 2fase)Uma criana de 30 kg est em repouso no topo de um escorregador plano de 2,5 m de altura, inclinado 30 em relao ao cho horizontal. Num certo instante, ela comea a deslizar e percorre todo o escorregador. Determine a) a energia cintica E e o mdulo Q da quantidade de movimento da criana, na metade do percurso; b) o mdulo F da fora de contato entre a criana e o escorregador; c) o mdulo a da acelerao da criana.

Questão 5
2015Química

A figura ao lado ilustra as estabilidades relativas das espcies que apresentam estado de oxidao +2 e +4 dos elementos da mesma famlia: carbono, silcio, germnio, estanho e chumbo. As estabilidades relativas podem ser interpretadas pela comparao entre potenciais padro de reduo das espcies +4 formando as espcies +2, como representado a seguir para os elementos chumbo (Pb), germnio (Ge) e estanho (Sn): Os potenciais padro de reduo dessas trs semirreaes, E10, E20 e E30, foram determinados experimentalmente, obtendo‐se os valores -0,12 V, -0,094 V e 1,5 V, no necessariamente nessa ordem. Sabe‐se que, quanto maior o valor do potencial padro de reduo, maior o carter oxidante da espcie qumica. a) Considerando as informaes da figura, atribua, na tabela da pgina de respostas, os valores experimentais aos potenciais padro de reduo E10, E20 e E30. b) O elemento carbono pode formar xidos, nos quais a proporo entre carbono e oxignio est relacionada ao estado de oxidao do carbono. Comparando os xidos CO e CO2, qual seria o mais estvel? Explique, com base na figura apresentada acima.

Questão 5
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) No processo de adaptao ao ambiente terrestre, animais e plantas sofreram modificaes morfolgicas e funcionais.Considere a classificao tradicional das plantas em algas, brifitas, pteridfitas, gimnospermas e angiospermas. a) Qual(is) desses grupos de plantas independe(m) da gua para a fecundao? Que estrutura permite o encontro dos gametas, em substituio gua? b) As brifitas, primeiro grupo de plantas preponderantemente terrestre, tm tamanho reduzido. As pteridfitas, surgidas posteriormente, so plantas de grande tamanho, que chegaram a constituir extensas florestas. Que relao existe entre o mecanismo de transporte de gua e o tamanho das plantas nesses grupos?

Questão 5
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A funo ݂f est definida da seguinte maneira: para cada inteiro mpar ݊n, a) Esboce o grfico de ݂f para b) Encontre os valores de x,, tais que f(x) =

Questão 5
2015História

(FUVEST 2015)Examine a seguinte imagem, que foi inspirada pela situação da Índia de 1946. A leitura correta da imagem permite concluir que ela constitui uma crítica

Questão 5
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase)Limite inferior Aprendi muito com o economista-filsofo Roberto de Oliveira Campos, particularmente quando tive a honra e a oportunidade de conviver com ele durante anos na Cmara dos Deputados. Sentvamos juntos e assistamos aos mesmos discursos, alguns muito bons e sbios. Frequentemente, diante de alguns incontrolveis colegas que exerciam uma oratria de alta visibilidade, com os dois braos agitados tentando encontrar uma ideia, Roberto me surpreendia com a afirmao: Delfim, acabo de demonstrar um teorema. E sacava uma mordaz concluso crtica contra o incauto orador. Um belo dia, um falante e conhecido deputado ensurdeceu o plenrio com uma gritaria que entupiu os ouvidos dos colegas. A quantidade de sandices ditas no longo discurso com o ar de quem estava inventando o mundo fez Roberto reagir com incontida indignao. Soltou de supeto: Delfim, constru um axioma, uma afirmao preliminar que deve ser aceita pela f, sem exigir prova: a ignorncia no tem limite inferior. E completou, com a perversidade de sua imensa inteligncia: Com ele poderemos construir mundos maravilhosos. Antonio Delfim Netto, Folha de S. Paulo, 17/09/2014. Adaptado a) Explique por que o axioma formulado por Roberto de Oliveira Campos tornaria possvel construir mundos maravilhosos. b) Identifique o trecho do texto que explica o emprego da expresso oratria de alta visibilidade.

Questão 5
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A cidade do Rio de Janeiro abre o sculo XX defrontando‐se com perspectivas extremamente promissoras. Aproveitando‐se de seu papel privilegiado na intermediao dos recursos da economia cafeeira e de sua condio de centro poltico do pas, a sociedade carioca via acumularem‐se no seu interior vastos recursos enraizados principalmente no comrcio e nas finanas, mas derivando j para as aplicaes industriais. A mudana da natureza das atividades econmicas do Rio foi de monta, portanto, a transform‐lo no maior centro cosmopolita da nao, em ntimo contato com a produo e o comrcio europeus e americanos, absorvendo‐os e irradiando‐os para todo o pas. Muito cedo, no entanto, ficou evidente o anacronismo da velha estrutura urbana do Rio de Janeiro diante das demandas dos novos tempos. Nicolau Sevcenko. Literatura como misso. Tenses sociais e criao cultural na Primeira Repblica. So Paulo: Brasiliense, 1983. Adaptado. a) Cite dois exemplos que justifiquem o mencionado anacronismo da velha estrutura urbana do Rio de Janeiro. b) Cite duas importantes mudanas socioeconmicas pelas quais a cidade do Rio de Janeiro passou no princpio do sculo XX.