Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão
2012Química

(FUVEST 2012 - 2 fase) A um recipiente, contendo soluo aquosa de cido sulfrico, foi adicionada uma massa m de carbonato de sdio. Imediatamente aps a adio desse sal, foi adaptado, boca do recipiente, um cilindro de raio r, no interior do qual um mbolo, de massa desprezvel, pode se deslocar sem atrito. Aps algum tempo, o carbonato de sdio foi totalmente consumido, e o gs liberado moveu o mbolo para cima. Nessa transformao, o cido sulfrico era o reagente em excesso. a) Escreva a equao qumica balanceada que representa a transformao que ocorreu dentro do recipiente. b) O experimento descrito foi repetido utilizando-se carbonato de potssio em lugar de carbonato de sdio. A massa de carbonato de potssio utilizada nesse segundo experimento tambm foi m. A altura atingida pelo mbolo foi a mesma nos dois experimentos? Explique. (Considere desprezvel a variao de temperatura no sistema). c) Escreva a expresso matemtica que relaciona a altura x, atingida pelo mbolo, com a massa m de carbonato de sdio. Para isso, considere que - a solubilidade do gs, na soluo, desprezvel, e no h perda de gs para a atmosfera; - nas condies do experimento, o gs formado se comporta como um gs ideal, cujo volume dado por V = nRT/P, em que: P = presso do gs n = quantidade de matria do gs (em mol) R = constante universal dos gases T = temperatura do gs (em K) Observao: Use a abreviatura MM para representar a massa molar do carbonato de sdio.

Questão
2012Física

(FUVEST 2012 - 2 FASE) Um pequeno cata-vento do tipo Savonius, como o esquematizado na figura ao lado, acoplado a uma bomba dgua, utilizado em uma propriedade rural. A potncia til P (W) desse sistema para bombeamento de gua pode ser obtida pela expresso P = 0,1 x A x v3 , em que A (m2) a rea total das ps do cata-vento e v (m/s), a velocidade do vento. Considerando um cata-vento com rea total das ps de 2 m2 , velocidade do vento de 5 m/s e a gua sendo elevada de 7,5 m na vertical, calcule a) a potncia til P do sistema; b) a energia E necessria para elevar 1l de gua; c) o volume V1 de gua bombeado por segundo; d) o volume V2 de gua, bombeado por segundo, se a velocidade do vento cair pela metade.

Questão
2012Física

(FUVEST 2012 - 2 FASE)O fluxo de ons atravs de membranas celulares gera impulsos eltricos que regulam aes fisiolgicas em seres vivos. A figura ao lado ilustra o comportamento do potencial eltrico V em diferentes pontos no interior de uma clula, na membrana celular e no lquido extracelular. O grfico desse potencial sugere que a membrana da clula pode ser tratada como um capacitor de placas paralelas com distncia entre as placas igual espessura da membrana, d = 8 nm. No contexto desse modelo, determine a) o sentido do movimento - de dentro para fora ou de fora para dentro da clula - dos ons de cloro (Cl ) e de clcio (Ca2+), presentes nas solues intra e extracelular; b) a intensidade E do campo eltrico no interior da membrana; c) as intensidades FCl e FCa das foras eltricas que atuam, respectivamente, nos ons Cl e Ca2+ enquanto atravessam a membrana; d) o valor da carga eltrica Q na superfcie da membrana em contato com o exterior da clula, se a capacitncia C do sistema for igual a 12 pF.

Questão
2012Biologia

(FUVEST - 2012)Ao longo da evolução dos vertebrados, a

Questão
2012Física

(FUVEST2012 - 1 FASE) Uma fibra tica um guia de luz, flexvel e transparente, cilndrico, feito de slica ou polmero, de dimetro no muito maior que o de um fio de cabelo, usado para transmitir sinais luminosos a grandes distncias, com baixas perdas de intensidade. A fibra tica constituda de um ncleo, por onde a luz se propaga e de um revestimento, como esquematizado na figura acima (corte longitudinal). Sendo o ndice de refrao do ncleo 1,60 e o do revestimento, 1,45, o menor valor do ngulo de incidncia T do feixe luminoso, para que toda a luz incidente permanea no ncleo, , aproximadamente,

Questão
2012Física

(FUVEST2012 - 1 FASE)Em uma aula de laboratrio, os estudantes foram divididos em dois grupos. O grupo A fez experimentos com o objetivo de desenhar linhas de campo eltrico e magntico. Os desenhos feitos esto apresentados nas figuras I, II, III e IV abaixo. Aos alunos do grupo B, coube analisar os desenhos produzidos pelo grupo A e formular hipteses. Dentre elas, a nica correta que as figuras I, II, III e IV podem representar, respectivamente, linhas de campo

Questão
2012Física

(FUVEST2012 - 1 FASE) Um mbile pendurado no teto tem trs elefantezinhos presos um ao outro por fios, como mostra a figura. As massas dos elefantes de cima, do meio e de baixo so, respectivamente, 20 g, 30 g e 70 g. Os valores de tenso, em newtons, nos fios superior, mdio e inferior so, respectivamente, iguais a

Questão
2012Física

(FUVEST2012 - 1 FASE)Energia eltrica gerada em Itaipu transmitida da subestao de Foz do Iguau (Paran) a Tijuco Preto (So Paulo), em alta tenso de 750 kV, por linhas de 900 km de comprimento. Se a mesma potncia fosse transmitida por meio das mesmas linhas, mas em 30 kV, que a tenso utilizada em redes urbanas, a perda de energia por efeito Joule seria, aproximadamente,

Questão
2012Biologia

(FUVEST - 2012)As afirmações abaixo referem-se a característicasdo ciclo de vida de grupos de plantas terrestres:musgos, samambaias, pinheiros e plantas com flores. O grupo evolutivamente mais antigo possui fasehaploide mais duradoura do que fase diploide. Todos os grupos com fase diploide mais duradourado que fase haploide apresentam raiz, caule e folhaverdadeiros. Os grupos que possuem fase haploide e diploide deigual duração apresentam, também, rizoides, filoidese cauloides (ou seja, raiz, folha e caule nãoverdadeiros). Está correto apenas o que se afirma em

Questão
2012Química

(FUVEST - 2012) Para investigar o fenmeno de oxidao do ferro, fez-se o seguinte experimento: No fundo de cada um de dois tubos de ensaio, foi colocada uma amostra de fios de ferro, formando uma espcie de novelo. As duas amostras de ferro tinham a mesma massa. O primeiro tubo foi invertido e mergulhado, at certa altura, em um recipiente contendo gua. Com o passar do tempo, observou-se que a gua subiu dentro do tubo, atingindo seu nvel mximo aps vrios dias. Nessa situao, mediu-se a diferena (x) entre os nveis da gua no tubo e no recipiente. Alm disso, observou-se corroso parcial dos fios de ferro. O segundo tubo foi mergulhado em um recipiente contendo leo em lugar de gua. Nesse caso, observou-se que no houve corroso visvel do ferro e o nvel do leo, dentro e fora do tubo, permaneceu o mesmo. Sobre tal experimento, considere as seguintes afirmaes: I. Com base na variao (x) de altura da coluna de gua dentro do primeiro tubo de ensaio, possvel estimar a porcentagem de oxignio no ar. II. Se o experimento for repetido com massa maior de fios de ferro, a diferena entre o nvel da gua no primeiro tubo e no recipiente ser maior que x. III. O segundo tubo foi mergulhado no recipiente com leo a fim de avaliar a influncia da gua no processo de corroso. Est correto o que se afirma em

Questão
2012Química

(FUVEST - 2012) Uma estudante de Qumica realizou um experimento para investigar as velocidades de difuso dos gases HCℓ e NH3. Para tanto, colocou, simultaneamente, dois chumaos de algodo nas extremidades de um tubo de vidro, como mostrado na figura acima. Um dos chumaos estava embebido de soluo aquosa de HCℓ(g), e o outro, de soluo aquosa de NH3(g). Cada um desses chumaos liberou o respectivo gs. No ponto de encontro dos gases, dentro do tubo, formou-se, aps 10 s, um anel de slido branco (NH4Cℓ), distante 6,0 cm do chumao que liberava HCℓ(g). a) Qual dos dois gases, desse experimento, tem maior velocidade de difuso? b) Quando o experimento foi repetido a uma temperatura mais alta, o anel deNH4Cℓ(s)se formou na mesma posio. O tempo necessrio para a formao do anel, a essa nova temperatura, foi igual a, maior ou menor do que 10 s? c) Com os dados do experimento descrito, e sabendo-se a massa molar de um dos dois gases, pode-se determinar a massa molar do outro. Para isso, utiliza-se a expresso: Considere que se queira determinar a massa molar do HCℓ. Caso o algodo embebido de soluo aquosa de NH3(g)seja colocado no tubo um pouco antes do algodo que liberaHCℓ(g)(e no simultaneamente), como isso afetar o valor obtido para a massa molar doHCℓ? A alternativa que responde aos itens acima :

Questão
2012Biologia

(FUVEST - 2012)O retículo endoplasmático e o complexo de Golgisão organelas celulares cujas funções estãorelacionadas. O complexo de Golgi

Questão
2012Química

(FUVEST - 2012) Na dcada de 1780, o mdico italiano Luigi Galvani realizou algumas observaes, utilizando rs recentemente dissecadas. Em um dos experimentos, Galvani tocou dois pontos da musculatura de uma r com dois arcos de metais diferentes, que estavam em contato entre si, observando uma contrao dos msculos, conforme mostra a figura: Interpretando essa observao com os conhecimentos atuais, pode-se dizer que as pernas da r continham solues diludas de sais. Pode-se, tambm, fazer uma analogia entre o fenmeno observado e o funcionamento de uma pilha. Considerando essas informaes, foram feitas as seguintes afirmaes: I. Devido diferena de potencial entre os dois metais, que esto em contato entre si e em contato com a soluo salina da perna da r, surge uma corrente eltrica. II. Nos metais, a corrente eltrica consiste em um fluxo de eltrons. III. Nos msculos da r, h um fluxo de ons associado ao movimento de contrao. Est correto o que se afirma em

Questão
2012Química

(FUVEST - 2012)Água e etanol misturam-se completamente, emquaisquer proporções. Observa-se que o volume finalda mistura é menor do que a soma dos volumes deetanol e de água empregados para prepará-la. O gráficoa seguir mostra como a densidade varia em função daporcentagem de etanol (em volume) empregado parapreparar a mistura (densidades medidas a 20 C). Se 50 mL de etanol forem misturados a 50 mL de água,a 20 C, o volume da mistura resultante, a essa mesmatemperatura, será de, aproximadamente,

Questão
2012Química

(FUVEST 2012 - 2 fase) Uma das consequncias do efeito estufa o aquecimento dos oceanos. Esse aumento de temperatura provoca