Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão
1999Português

(Fuvest 1999) Leia: Oh! Benedito o que semeia Livros... livros à mão cheia... E manda o povo pensar! O livro caindo nalma É germe - que faz a palma, É chuva - que faz o mar. Vós, que o templo das ideias Largo - abris às multidões, Pra o batismo luminoso Das grandes revoluções Agora que o trem de ferro Acorda o tigre no cerro E espanta os caboclos nus, Fazei desse rei dos ventos - Ginete dos pensamentos, - Arauto da grande luz!... (Castro Alves) Se iniciarmos a segunda estrofe pelo pronome TU, os verbos ABRIS e FAZEI, que aparecem no texto, deverão mudar, respectivamente, para:

Questão
1999Português

(Fuvest-SP-1999) Existe, hoje, uma percepção disseminada pela intelectualidade e por boa parte da opinião pública mundial de uma grande e acelerada mudança operando em várias dimensões da sociedade moderno-contemporânea. Não há, certamente, consenso sobre esse fenômeno, variando definições, terminologia e, sobretudo, avaliações positivas, negativas ou matizadas. De qualquer modo, há uma tendência maciça para reconhecer o caráter ampliado das mudanças econômicas e tecnológicas que afetariam, com maior ou menor impacto, todas as sociedades do planeta, justificando o termo globalização mesmo quando se critica a sua possível banalização como instrumento de conhecimento. Gilberto Velho, Revista de Cultura Brasileira, 03/98, n 1. Em relação às mudanças econômicas e tecnológicas mencionadas no texto, é correto afirmar que

Questão
1999História

(Fuvest 1999) Ao povo dei tanto privilégio quanto lhe bastasse, nada tirando ou acrescentando à sua honra; Quanto aos que tinham poder e eram famosos por sua riqueza, também tive cuidado para que não sofressem nenhum dano... e não permiti que nenhum dos dois lados triunfasse injustamente. Sobre esse texto, é correto afirmar que seu autor,

Questão
1999Português

(Fuvest 1999) A frase em que a correlação de tempos e modos verbais FOGE às normas da língua escrita padrão é

Questão
1999História

(Fuvest 1999) A peste, a fome e a guerra constituíram os elementos mais visíveis e terríveis do que se conhece como a crise do século XIV. Como consequência dessa crise, ocorrida na Baixa Idade Média,

Questão
1999Português

(Fuvest 1999) O segmento do texto em que a preposição DE estabelece uma relação de causa é: A carruagem parou ao pé de uma casa amarelada, com uma portinha pequena. Logo à entrada, um cheiro mole e salobro enojou-a. A escada, de degraus gastos, subia ingrememente, apertada entre paredes onde a cal caía, e a umidade fizera nódoas. No patamar da sobreloja, uma janela com um gradeadozinho de arame, parda do pó acumulado, coberta de teias de aranha, coava a luz suja do saguão. E por trás de uma portinha, ao lado, sentia-se o ranger de um berço, o chorar doloroso de uma criança. (Eça de Queirós, O PRIMO BASÍLIO)

Questão
1999História

(Fuvest) Em 10 de novembro de 1937, para justificar o golpe que instaurava o Estado Novo, Getlio Vargas discursava: Colocada entre as ameaas caudilhescas e o perigo das formaes partidrias sistematicamente agressivas, a Nao, embora tenha por si o patriotismo da maioria absoluta dos brasileiros e o amparo decisivo e vigilante das foras armadas no dispe de meios defensivos eficazes dentro dos quadros legais, vendo-se obrigada a lanar mo das medidas excepcionais que caracterizam o estado de risco iminente da soberania nacional e da agresso externa. Baseando-se no texto anterior, pode-se entender que

Questão
1999Matemática

(Fuvest 1999) Um estudante terminou um trabalho que tinha n páginas. Para numerar todas essas páginas, iniciando com a página 1, ele escreveu 270 algarismos. Então o valor de n é:

Questão
1999Português

(Fuvest 1999) O espectador de olhar imediatista talvez tenha dificuldade para apreender a principal qualidade de KENOMA. Tal mérito não ocupa a tela de modo escancarado, mas por meio do acúmulo de imagens. É preciso aceitar o ritmo cadenciado e os silêncios da narrativa para perceber a sintonia da direção com o ambiente retratado - um grotão esquecido do Brasil, registrado por uma câmera realista, às vezes documental, mas com toques lúdicos. Mérito significativo em se tratando de um relato de investigação sobre uma realidade social e geográfica distante dos realizadores. Ainda mais em uma época tomada por filmes cujo ritmo acelerado impede a permanência das imagens na retina e a apreensão de seus significados após a sessão. (ÉPOCA, 31/08/98, p. 89) O termo MÉRITO em Tal MÉRITO não ocupa... refere-se a

Questão
1999Matemática

(Fuvest 1999) Se as matrizes A e B indicadas na figura adiante são tais que AB = BA, pode-se afirmar que

Questão
1999Física

(Fuvest 1999) Um corpo de massa m é lançado com velocidade inicial V0 na parte horizontal de uma rampa, como indicada na figura. Ao atingir o ponto A, ele abandona a rampa, com uma velocidade VA(VAx,VAy), segue uma trajetória que passa pelo ponto de máxima altura B e retorna à rampa no ponto C. Despreze o atrito. Sejam hA, hB e hC as alturas dos pontos A, B e C, respectivamente, VB(VBx,VBy) a velocidade do corpo no ponto B e VC(VCx,VCy), a velocidade do corpo no ponto C. Considere as afirmações:I) V0 = VAx = VBx = VCxII) VAx = VB = VCxIII) mVB²/2 = mVA²/2 - mg (hB - hA)IV) mV0²/2 = mghBV)mVAy²/2 = mg (hB - hA) São corretas as afirmações:

Questão
1999Matemática

(Fuvest 1999) Se é um ângulo tal que e sen = a, então tg( - ) é igual a

Questão
1999Química

(Fuvest 1999) O esquema simplificado a seguir mostra como se pode obter ácido nítrico, HNO3, a partir de ar e água: Nesse esquema, água, NH3 e NO2 sofrem, respectivamente, (Obs: desproporcionamento = oxidação e redução simultânea do mesmo elemento numa dada substância.)

Questão
1999Matemática

(Fuvest 1999) Considere, na figura I a seguir, a área A(x) da região interior à figura formada pelos 3 quadrados e compreendida entre o eixo 0y e a reta vertical passando pelo ponto (x, 0). Então o gráfico da função y = A(x), para 0x4, é:

Questão
1999Física

(Fuvest 1999) Um balão de pesquisa, cheio de gás hélio, está sendo preparado para sua decolagem. A massa do balão vazio (sem gás) é MB e a massa do gás hélio no balão é M. O balão está parado devido às cordas que o prendem ao solo. Se as cordas forem soltas, o balão iniciará um movimento de subida vertical com aceleração de 0,2 m/s2. Para que o balão permaneça parado, sem a necessidade das cordas, deve-se adicionar a ele um lastro de massa igual a:

NOVIDADES
Kuadro