Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão
2011Biologia

Na evoluo dos vegetais, o gro de plen surgiuem plantas que correspondem, atualmente, ao grupodos pinheiros. Isso significa que o gro de plen surgiuantes

Questão
2011Redação

(FUVEST 2011) Leia o seguinte texto: Era o que ele estudava. A estrutura, quer dizer, a estrutura ele repetia e abria as mos branqussimas ao esboar o gesto redondo. Eu ficava olhando seu gesto impreciso porque uma bolha de sabo mesmo imprecisa, nem slida nem lquida, nem realidade nem sonho. Pelcula e oco. A estrutura da bolha de sabo, compreende? No compreendia. No tinha importncia. Importante era o quintal da minha meninice com seus verdes canudos de mamoeiro, quando cortava os mais tenros que sopravam as bolas maiores, mais perfeitas. Lygia Fagundes Telles, A estrutura da bolha de sabo, 1973. A estrutura da bolha de sabo consequncia das propriedades fsicas e qumicas dos seus componentes. As cores observadas nas bolhas resultam da interferncia que ocorre entre os raios luminosos refletidos em suas superfcies interna e externa. Considere as afirmaes abaixo sobre o incio do conto de Lygia Fagundes Telles e sobre a bolha de sabo: I. O excerto recorre, logo em suas primeiras linhas, a um procedimento de coeso textual em que pronomes pessoais so utilizados antes da apresentao de seus referentes, gerando expectativa na leitura. II. Os principais fatores que permitem a existncia da bolha so a fora de tenso superficial do lquido e a presena do sabo, que reage com as impurezas da gua, formando a sua pelcula visvel. III. A tica geomtrica pode explicar o aparecimento de cores na bolha de sabo, j que esse fenmeno no consequncia da natureza ondulatria da luz. Est correto apenas o que se afirma em

Questão
2011FísicaQuímica

(FUVEST - 2011)A lei de conservao da carga eltrica pode ser enunciada como segue:

Questão
2011Biologia

(FUVEST - 2011) Ao noticiar o desenvolvimento de mecanismos de preveno contra a esquistossomose, um texto jornalstico trouxe a seguinte informao: Protena do parasita da doena ensina organismo a se defender dele. Folha de S. Paulo, 06/08/2010. Traduzindo a notcia em termos biolgicos, correto afirmar que uma protena, presente

Questão
2011Química

(FUVEST 2011- 2 fase) Em um laboratrio, h dois frascos com solues aquosas diferentes:  cido actico de concentrao 1,0 mol/L;  cido clordrico de concentrao 4,2*10^-3 mol/L. Fazendo dois testes, em condies iguais para as duas solues, observou-se que,  ao mergulhar, nas solues, os eletrodos de um aparelho para medir a condutibilidade eltrica, a intensidade da luz da lmpada do aparelho era a mesma para as duas solues;  ao adicionar a mesma quantidade de indicador universal para cidos e bases a amostras de mesmo volume das duas solues, a colorao final observada era a mesma. a) Explique por que duas solues to diferentes exibem comportamentos to semelhantes. b) Considerando os valores fornecidos nesta questo, calcule a constante de dissociao inica do cido actico. Mostre os clculos.

Questão
2011Matemática

(FUVEST - 2011) No plano cartesiano 0xy, considera a parbola P de equao y = -4x + 8x + 12 e a reta r da equao y = 3x + 6. Determine: a) Os pontos A e B, de interseco da parbola P com o eixo coordenado 0x, bem como o vrtice V da parbola P. b) O ponto C, da abscissa positiva, que pertence interseco de P com a reta r. c) A rea do quadriltero de vrtices A, B, C e V.

Questão
2011Biologia

(FUVEST - 2011) Os acidentes em que as pessoas so queimadas por cnidrios ocorrem com frequncia no litoral brasileiro. Esses animais possuem cnidoblastos ou cnidcitos, clulas que produzem uma substncia txica, que composta por vrias enzimas e fica armazenada em organelas chamadas nematocistos. Os cnidrios utilizam essa substncia txica para sua defesa e a captura de presas a) Em que organela(s) do cnidoblasto ocorre a sntese das enzimas componentes da substncia txica? b) Aps a captura da presa pelo cnidrio, como ocorrem sua digesto e a distribuio de nutrientes para as clulas do corpo do animal?

Questão
2011Química

(FUVEST - 2011) Um slido branco apresenta as seguintes propriedades: I. solvel em gua. II. Sua soluo aquosa condutora de corrente eltrica. III. Quando puro, o slido no conduz corrente eltrica. IV. Quando fundido, o lquido puro resultante no conduz corrente eltrica. Considerando essas informaes, o slido em questo pode ser:

Questão
2011BiologiaQuímica

(FUVEST 2011 - 2 fase) A soluo de azul de bromotimol atua como indicador de pH. Em meio cido, sua cor fica amarela e, em meio bsico, azul. Para valores de pH entre 6 e 7, a soluo fica verde. Considere um aqurio de gua doce, iluminado e montado com peixes e plantas aquticas. Retirouse uma amostra de gua desse aqurio (amostra 1) e a ela adicionou-se soluo de azul de bromotimol (indicador de pH), observando-se a cor verde. a) O aqurio foi mantido, por certo tempo, em ambiente escuro. Nova amostra de gua foi retirada (amostra 2) e, ao se adicionar o indicador de pH, a colorao foi diferente da observada na amostra 1. Explique o que provocou a diferena de pH entre as amostras 1 e 2. b) A adio excessiva de rao para peixes levou ao aumento da populao de decompositores no aqurio. Que colorao esperada ao se adicionar o indicador de pH a uma amostra de gua do aqurio (amostra 3)? Justifique sua resposta.

Questão
2011Química

(FUVEST - 2011) O istopo 14 do carbono emite radiao , sendo que 1 g de carbono de umvegetal vivo apresenta cerca de 900 decaimentos por hora - valor que permanece constante,pois as plantas absorvem continuamente novos tomos de 14C da atmosfera enquanto estovivas. Uma ferramenta de madeira, recolhida num stio arqueolgico, apresentava 225decaimentos por hora por grama de carbono. Assim sendo, essa ferramenta deve datar,aproximadamente, de Dado: tempo de meia-vida do 14C = 5 700 anos.

Questão
2011QuímicaGeografia

(FUVEST - 2011) O acidente ocorrido em abril de 2010, em uma plataforma de petrleo no Golfo do Mxico, colocou em risco o delicado equilbrio do ecossistema da regio. Alm da tentativa de conteno, com barreiras fsicas, de parte do leo derramado, foram utilizados dispersantes qumicos. Dispersantes so compostos que contm, em uma mesma molcula, grupos compatveis com leo (lipoflicos) e com gua (hidroflicos). Levando em conta as informaes acima e com base em seus conhecimentos, indique a afirmao correta.

Questão
2011Geografia

(FUVEST - 2011 - 2 fase) A eroso dos solos um grave problema ambiental e socioeconmico. A intensidade dos processos erosivos, por sua vez, relaciona-se a fatores naturais e ao humana. a) Identifique e explique dois fatores que contribuem para a eroso dos solos, sendo um deles natural e outro decorrente da ao humana. b) Identifique e explique um problema socioeconmico relacionado eroso dos solos em reas urbanas.

Questão
2011Matemática

(FUVEST 2011 - 2 fase)a) Quantos so os nmeros inteiros positivos de quatro algarismos, escolhidos sem repetio, entre 1, 3, 5, 6, 8, 9? b) Dentre os nmeros inteiros positivos de quatro algarismos citados no item a), quantos so divisveis por 5? c) Dentre os nmeros inteiros positivos de quatro algarismos citados no item a), quantos so divisveis por 4?

Questão
2011HistóriaGeografia

(FUVEST 2011 - 2 fase)Desde a Antiguidade at a poca helnica, e durante a Idade Mdia (em algumas culturas, at hoje) se conferiu aos terremotos, como a todos os fenmenos cuja causa se desconhecia, uma explicao mstica. Os filsofos da antiga Grcia foram os primeiros a aventar causas naturais dos terremotos; no entanto, durante o perodo medieval, explicaes desse tipo foram formalmente proibidas por serem consideradas herticas, e a nica causa aceita na Europa era a da clera divina. Somente em princpios do sculo XVII que se voltou a especular acerca das causas naturais de tais fenmenos. Alejandro Nava, Terremotos. 4 ed. Mxico: FCE, 2003, p.24-25. Traduzido e adaptado. O texto menciona mudanas, da Antiguidade at o incio do sculo XVII, na explicao dos fenmenos naturais. Hoje em dia, tambm preciso considerar que as consequncias dos terremotos no dependem s de sua magnitude, mas tambm do grau de desenvolvimento social do local onde ocorrem, como foi possvel notar nos terremotos de 2010 no Haiti. a) Identifique e explique as mudanas que, no contexto intelectual do sculo XVII, contriburam para que os terremotos e outros fenmenos naturais deixassem de ser vistos apenas como fenmenos msticos. b) No caso do Haiti, a pobreza do pas ampliou o efeito devastador do fenmeno natural. Explique, historicamente, essa pobreza e seu impacto no agravamento das consequncias dos terremotos.

Questão
2011HistóriaGeografia

(FUVEST 2011 - 2 fase)Viver numa grande cidade implica o reconhecimento de mltiplos sinais. Trata-se de uma atividade do olhar, de uma identificao visual, de um saber adquirido, portanto. Se o olhar do transeunte, que fixa fortuitamente uma mulher bonita e viva ou um grupo de moas voltando do trabalho, pressupe um conhecimento da cor do luto e das vestimentas operrias, tambm o olhar do assaltante ou o do policial, buscando ambos a sua presa, implica um conhecimento especfico da cidade. Maria Stella Bresciani, Londres e Paris no sculo XIX: o espetculo da pobreza. So Paulo: Brasiliense, 1982, p.16. Adaptado. O texto mostra como o forte crescimento territorial e demogrfico de algumas cidades europeias, no sculo XIX, redefiniu formas de convivncia e sociabilidade de seus habitantes as quais, em alguns casos, persistem at hoje. a) Cite e explique dois motivos do crescimento de cidades como Londres e Paris, no sculo XIX. b) Indique e analise uma caracterstica, dentre as mencionadas no texto, que se faa presente em grandes cidades atuais.