Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 4
2008Biologia

(FUVEST - 2008 - 2 FASE)Organismos eucariticos, multicelulares, heterotrficos e com revestimento de quitina. a) Quais organismos podem ser includos nessa descrio? b) A quitina e a celulose tm estruturas qumicas semelhantes. Que funes essas substncias tm em comum nos organismos em que esto presentes?

Questão 4
2008História

(FUVEST 2008)O estabelecimento dos franceses na Baa de Guanabara, em 1555, um entre outros episdios que ilustram as relaes entre a Frana e as terras americanas pertencentes Coroa lusitana, durante os trs primeiros sculos da colonizao. a) Explique o que levou os franceses a se estabelecerem pela primeira vez nessas terras. b) Cite e caracterize uma outra tentativa francesa de ocupao na Amrica Portuguesa.

Questão 5
2008Biologia

(FUVEST - 2008 - 2 FASE)A tabela abaixo apresenta algumas caractersticas de dois tipos de fibras musculares do corpo humano. a) Em suas respectivas provas, um velocista corre 200 m, com velocidade aproximada de 36 km/h, e um maratonista corre 42 km, com velocidade aproximada de 18 km/h. Que tipo de fibra muscular se espera encontrar, em maior abundncia, nos msculos do corpo de cada um desses atletas? b) Em que tipo de fibra muscular deve ser observado o maior nmero de mitocndrias? Justifique.

Questão 5
2008Matemática

(FUVEST - 2008)A medida x, em radianos, de um ngulo satisfaz e verifica a equao sen x + sen 2x + sen 3x = 0. Assim, a) determine x. b) calcule cos x + cos 2x + cos3x .

Questão 5
2008Português

(FUVEST 2008) Para Pirandello, o cmico nasce de uma percepo do contrrio, como no famoso exemplo de uma velha j decrpita que se cobre de maquiagem, veste-se como uma moa e pinta os cabelos. Ao se perceber que aquela senhora velha o oposto do que uma respeitvel velha senhora deveria ser, produz-se o riso, que nasce da ruptura das expectativas, mas sobretudo do sentimento de superioridade. A percepo do contrrio pode, porm, transformar-se num sentimento do contrrio ʊ quando aquele que ri procura entender as razes pelas quais a velha se mascara, na iluso de reconquistar a juventude perdida. Nesse passo, a velha da anedota no mais est distante do sujeito que percebe, porque este pensa que tambm poderia estar no lugar da velha ʊ e seu riso se mistura com a compreenso piedosa e se transforma num sorriso. Para passar da atitude cmica para a atitude humorstica, preciso renunciar ao distanciamento e ao sentimento de superioridade. Adaptado de Elias Thom Saliba, Razes do riso. a) Considerando o que o texto conceitua, explique brevemente qual a diferena essencial entre a percepo do contrrio e o sentimento do contrrio. b) Ao se perceber que aquela senhora velha o oposto do que uma respeitvel velha senhora deveria ser, produz-se o riso (...). Sem prejuzo para o sentido do trecho acima, reescreva-o, substituindo se perceber e produz-se por formas verbais cujo sujeito seja ns e o oposto por no corresponde. Faa as adaptaes necessrias.

Questão 5
2008BiologiaMatemática

(FUVEST - 2008 - 1 FASE) Por recomendao mdica, uma pessoa deve fazer, durante um curtoperodo, dieta alimentar que lhe garanta um mnimo dirio de 7 miligramas de vitamina A e 60microgramas de vitamina D, alimentando-se exclusivamente de um iogurte especial e de umamistura de cereais, acomodada em pacotes. Cada litro do iogurte fornece 1 miligrama devitamina A e 20 microgramas de vitamina D. Cada pacote de cereais fornece 3 miligramas devitamina A e 15 microgramas de vitamina D. Consumindo x litros de iogurte e y pacotes decereais diariamente, a pessoa ter certeza de estar cumprindo a dieta se

Questão 5
2008Química

(FUVEST 2008 - 2 fase) Mesmo em regies no poludas, a gua da chuva no apresenta pH igual a 7, devido ao atmosfrico, que nela se dissolve, estabelecendo-se os equilbrios equilbrio 1 equilbrio 2 No equilbrio 1, o valor da concentrao dissolvido na gua, , obtido pela lei de Henry, que fornece a solubilidade do na gua, em funo da presso parcial desse gs, , no ar. O valor da constante de equilbrio 2, a 25C, Atualmente, a concentrao de CO_2 na atmosfera se aproxima de 400ppm. Calcule a presso parcial de CO_2 para um local em que a presso do ar 1,0 atm. Escreva a expresso da constante do equilbrio 2. Calcule o pH da gua da chuva (o grfico a seguir poder ajudar, evitando operaes como extrao de raiz quadrada e de logaritmo).

Questão 5
2008História

(FUVEST 2008)Nos Estados Unidos, a expanso para o Oeste se completou no final do sculo XIX. Discorra sobre esse fenmeno histrico no que se refere a) questo indgena e incorporao de terras para a agricultura. b) ao Oeste, como temtica da cultura norte-americana, por exemplo na literatura, no cinema e nos meios de comunicao.

Questão 5
2008Biologia

(FUVEST - 2008 - 2fase) A distribuio espacial dos frigorficos de carne bovina no Brasil obedece a lgicas distintas. Por exemplo, algumas empresas distribuem seus frigorficos por diferentes estados, em funo de problemas sanitrios. No entanto, possvel observar a existncia de algumas importantes concentraes espaciais, a exemplo das destacadas no mapa com os nmeros 1 e 2. Nesse sentido, explique a concentrao de frigorficos a) na rea 1, citando, ao menos, duas caractersticas geogrficas dessa rea. b) na rea 2, considerando, ao menos, um aspecto fsico-natural e um histrico-geogrfico dessa rea.

Questão 6
2008Matemática

(FUVEST - 2008)So dados, no plano cartesiano de origem O, a circunferncia de equao , o ponto P (1, ) e a reta s que passa por P e paralela ao eixo y. Seja E o ponto de ordenada positiva em que a reta s intercepta a circunferncia. Assim sendo, determine a) a reta tangente circunferncia no ponto E. b) o ponto de encontro das alturas do tringulo OPE

Questão 6
2008Geografia

(FUVEST - 2008 - 2fase) Em setembro de 2007, aconteceram passeatas, em diversas cidades do Pas, como forma de protesto contra a privatizao da Vale (Companhia Vale do Rio Doce, antiga CVRD). a) Caracterize o contexto poltico-econmico mundial e nacional em que se deu a privatizao da Vale. b) Outros movimentos pr-reestatizao de empresas pblicas que foram privatizadas tm ocorrido na Amrica Latina. Identifique um pas em que isto aconteceu recentemente e explique o fato.

Questão 6
2008Português

(FUVEST 2008) I. No deis aos ces o que santo, nem atireis aos porcos as vossas prolas (...). (Mateus, 7:6) II. Voc pode atirar prolas aos porcos. Mas no adianta nada atirar prolas aos gatos, aos ces ou s galinhas porque isso no tem nenhum significado estabelecido. Millr Fernandes, Millr definitivo: a bblia do caos. a) Considerando-se que o texto II tem como referncia o texto I, qual a expresso que, de acordo com Millr Fernandes, tem um significado estabelecido? b) No texto I, os significados dos segmentos no deis aos ces o que santo e nem atireis aos porcos as vossas prolas reforam-se mutuamente ou se contradizem? Justifique sucintamente sua resposta.

Questão 6
2008História

(FUVEST 2008)A extino do trfico de escravos africanos no Brasil ocorreu em 1850. Com relao a esse marco histrico, a) explique o papel da Inglaterra nessa deciso. b) relacione-o com a chegada de imigrantes.

Questão 6
2008Biologia

(FUVEST - 2008 - 2 FASE)Os protozorios de gua doce, em geral, possuem vacolos pulsteis, que constantemente se enchem de gua e se esvaziam, eliminando gua para o meio externo. J os protozorios de gua salgada raramente apresentam essas estruturas. Explique: a) a razo da diferena entre protozorios de gua doce e de gua salgada, quanto ocorrncia dos vacolos pulsteis. b) o que deve ocorrer com um protozorio de gua salgada, desprovido de vacolo pulstil, ao ser transferido para gua destilada.

Questão 6
2008BiologiaPortuguês

(FUVEST - 2008 - 1 FASE)Considere o dilogo abaixo, extrado do texto O sonho, de autoria do poeta e dramaturgo sueco August Strindberg (1849 -1912): Ins: - s capaz de me dizer por que que as flores crescem no estrume? O Vidraceiro: - Crescem melhor assim porque tm horror ao estrume. A idia delas afastarem-se, o mais depressa possvel, e aproximarem-se da luz, a fim de desabrocharem... e morrerem. O texto acima descreve, em linguagem figurada, o crescimento das flores. Segundo o conceito de nutrio vegetal, correto afirmar que o estrume