Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 2
2004Português

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2)Leia com ateno as seguintes frases, extradas do termo de garantia de um produto para emagrecimento: I) Esta garantia ficar automaticamente cancelada se o produto no for corretamente utilizado. II) No se aceitar a devoluo do produto caso ele contenha menos de 60% de seu contedo. III) As despesas de transporte ou quaisquer nus decorrente do envio do produto para troca corre por conta do usurio. a) Reescreva os trechos sublinhados nas frases I e II, substituindo as conjunes que os iniciam por outras equivalentes e fazendo as alteraes necessrias. b) Reescreva a frase III, fazendo as correes necessrias

Questão 2
2004Português

(FUVEST - 2004 - 1a fase) Uma flor, o Quincas Borba. Nunca em minha infncia, nunca em toda a minha vida, achei um menino mais gracioso, inventivo e travesso. Era a flor, e no j da escola, seno de toda a cidade. A me, viva, com alguma cousa de seu, adorava o filho e trazia-o amimado, asseado, enfeitado, com um vistoso pajem atrs, um pajem que nos deixava gazear a escola, ir caar ninhos de pssaros, ou perseguir lagartixas nos morros do Livramento e da Conceio, ou simplesmente arruar, toa, como dous peraltas sem emprego. E de imperador! Era um gosto ver o Quincas Borba fazer de imperador nas festas do Esprito Santo. De resto, nos nossos jogos pueris, ele escolhia sempre um papel de rei, ministro, general, uma supremacia, qualquer que fosse. Tinha garbo o traquinas, e gravidade, certa magnificncia nas atitudes, nos meneios. Quem diria que Suspendamos a pena; no adiantemos os sucessos. Vamos de um salto a 1822, data da nossa independncia poltica, e do meu primeiro cativeiro pessoal. (Machado de Assis,Memrias pstumas de Brs Cubas) A busca de uma supremacia, qualquer que fosse, que neste trecho caracteriza o comportamento de Quincas Borba, tem como equivalente, na trajetria de Brs Cubas,

Questão 2
2004História

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2) A imprensa de tipos mveis de madeira foi inicialmente uma inveno chinesa do sculo XI. Posteriormente, em meados do sculo XV, a imprensa foi introduzida, com modificaes, na Europa, difundindo-se a produo de livros religiosos e, logo depois, de livros de literatura, de poesia e de viagens, tudo isto com extraordinria rapidez. Considerando o texto, indique: a) Como e por quem eram transmitidos os conhecimentos escritos antes da introduo da imprensa na Europa medieval? b) Uma transformao decorrente da difuso da imprensa na Europa entre os sculos XVI e XVIII.

Questão 2
2004Química

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2)Tensoativos so substncias que promovem a emulsificao de uma mistura de gua e leo, no permitindo sua separao em camadas distintas. Esta propriedade se deve ao fato de possuirem, em sua estrutura molecular, grupos com grande afinidade pela gua (hidroflicos) e tambm grupos com afinidade pelo leo (lipoflicos). Um tensoativo, produzido a partir de duas substncias naturais, sendo uma delas a sacarose (C12H22O11), utilizado na produo de alimentos tais como sorvetes, maioneses e molhos para salada.Sua frmula estrutural mostrada abaixo. a) Qual a frmula molecular do composto que, ao reagir com a sacarose, produz o tensoativo citado? A que funo orgnica pertence? b) Na frmula estrutural do tensoativo, circunde, com uma linha pontilhada, a parte hidroflica e a parte lipoflica. Justifique sua escolha, em termos de foras de interao do tensoativo com a gua e com o leo.

Questão 2
2004Geografia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2) Analise o mapa. a) Descreva o mapa. b) Explique as diferenas regionas.

Questão 2
2004Biologia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2)Os genomas de dois parasitas que causam a esquistossomose foram seqenciados, um passo que pode levar a vacinas para tratar e erradicar a doena. A esquistossomose causa mais enfermidade do que qualquer outra doena parasitria, com exceo da malria. (New Scientist,20/09/03) a) O que significa dizer que os genomas dos dois parasitas foram seqenciados? b) A que reinos de seres vivos pertencem os agentes causadores da malria e da esquistossomose? c) Qual a maneira mais comum de uma pessoa contrair malria? d) Como uma pessoa contrai esquistossomose?

Questão 3
2004Biologia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3)A figura abaixo esquematiza o corao de um mamfero. a) Em qual das cmaras do corao, identificadas por A, B, C e D, chega o sangue rico em gs oxignio? b) Em qual dessas cmaras chega o sangue rico em gs carbnico? c) Qual dos vasos, identificados por I, II, III e IV, leva sangue do corao para os pulmes? d) Qual desses vasos traz sangue dos pulmes?

Questão 3
2004Química

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3)A anlise elementar de um determinado cido carboxlico resultou na frmula mnima C2H4O. Determinada amostra de 0,550 g desse cido foi dissolvida em gua, obtendo-se 100 mL de soluo aquosa. A esta, foram adicionadas algumas gotas de fenolftalena e, lentamente, uma soluo aquosa de hidrxido de sdio, de concentrao 0,100 mol/L. A cada adio, a mistura era agitada e, quando j tinham sido adicionados 62,4 mL da soluo de hidrxido de sdio, a mistura, que era incolor, tornou-se rsea. Para o cido analisado, a) calcule a massa molar. b) determine a frmula molecular. c) d as possveis frmulas estruturais. d) d as frmulas estruturais de dois steres ismeros do cido considerado. Dados: massa molar (g/mol) H....... 1,0 C..... 12,0 O .... 16,0

Questão 3
2004História

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3) O ouro e a prata que os reis incas tiveram em grande quantidade no eram avaliados [por eles] como tesouro porque, como se sabe, no vendiam nem compravam coisa alguma por prata nem por ouro, nem por eles pagavam os soldados, nem os gastavam com alguma necessidade que lhes aparecesse; tinham-nos como suprfluos, porque no eram de comer. Somente os estimavam por sua formosura e esplendor e para ornamento [das casas reais e ofcios religiosos]. Garcilaso de la Vega, Comentrios Reais, 1609. Com base no texto, aponte: a) As principais diferenas entre o conjunto das idias expostas no texto e a viso dos conquistadores espanhis sobre a importncia dos metais preciosos na colonizao. b) Os princpios bsicos do mercantilismo.

Questão 3
2004Geografia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3) Apresente e explique uma caracterstica a) dos primrdios da industrializao na Europa. b) dos novos espaos industriais europeus.

Questão 3
2004Português

(FUVEST - 2004 - 1a fase) Uma flor, o Quincas Borba. Nunca em minha infncia, nunca em toda a minha vida, achei um menino mais gracioso, inventivo e travesso. Era a flor, e no j da escola, seno de toda a cidade. A me, viva, com alguma cousa de seu, adorava o filho e trazia-o amimado, asseado, enfeitado, com um vistoso pajem atrs, um pajem que nos deixava gazear a escola, ir caar ninhos de pssaros, ou perseguir lagartixas nos morros do Livramento e da Conceio, ou simplesmente arruar, toa, como dous peraltas sem emprego. E de imperador! Era um gosto ver o Quincas Borba fazer de imperador nas festas do Esprito Santo. De resto, nos nossos jogos pueris, ele escolhia sempre um papel de rei, ministro, general, uma supremacia, qualquer que fosse. Tinha garbo o traquinas, e gravidade, certa magnificncia nas atitudes, nos meneios. Quem diria que Suspendamos a pena; no adiantemos os sucessos. Vamos de um salto a 1822, data da nossa independncia poltica, e do meu primeiro cativeiro pessoal. (Machado de Assis,Memrias pstumas de Brs Cubas) Considere as seguintes afirmaes: I. Excesso de complacncia e falta de limites assinalam no s a infncia de Brs Cubas e a de Quincas Borba, referidas no excerto, mas tambm a de Leonardo (filho), das Memrias de um sargento de milcias. II. Uma formao escolar licenciosa e indisciplinada, tal como a relatada no excerto, responde, em grande parte, pelas caractersticas de Brs Cubas, Leonardo (filho) e Macunama, personagens tipicamente malandras de nossa literatura. III. A educao caracterizada pelo desregramento e pelo excesso de mimo, indicada no excerto, tambm objeto de crtica em Libertinagem, de Manuel Bandeira, e Primeiras estrias, de Guimares Rosa. Est correto apenas o que se afirma em

Questão 3
2004Física

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3)Um brinquedo consiste em duas pequenas bolas A e B, de mesma massa M, e um fio flexvel: a bola B est presa na extremidade do fio e a bola A possui um orifcio pelo qual o fio passa livremente. Para o jogo, um operador (com treino!) deve segurar o fio e gir-lo, de tal forma que as bolas descrevam trajetrias circulares, com o mesmo perodo T e raios diferentes. Nessa situao, como indicado na figura 1, as bolas permanecem em lados opostos em relao ao eixo vertical fixo que passa pelo ponto O. A figura 2 representa o plano que contm as bolas e que gira em torno do eixo vertical, indicando os raios e os ngulos que o fio faz com a horizontal. Assim, determine: a) O mdulo da fora de tenso F, que permanece constante ao longo de todo o fio, em funo de M e g. b) A razo , entre os senos dos ngulos que o fio faz com a horizontal. c) O nmero N de voltas por segundo que o conjunto realiza quando o raio R1da trajetria descrita pela bolinha B for igual a 0,10 m. NOTE E ADOTE: No h atrito entre as bolas e o fio. Consideree

Questão 3
2004Português

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3)Compare o provrbio Por fora bela viola, por dentro po bolorento com a seguinte mensagem publicitria de um empreendimento imobilirio: Por fora as mais belas rvores. Por dentro a melhor planta. a) Os recursos sonoros utilizados no provrbio mantm-se na mensagem publicitria? Justifique sua resposta. b) Aponte o jogo de palavras que ocorre no texto publicitrio, mas no no provrbio.

Questão 3
2004Matemática

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 3 ADAPTADA)Um tringulo ABC tem lados de comprimentos AB = 5, 4 BC = eAC = 2. Sejam M e N os pontos de tais que a bissetriz relativa ao ngulo e a altura relativa ao lado . Determinar o comprimento de .

Questão 4
2004Português

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 4) I. Desespero meu: leitura obrigatria de livro indicado... II. Uma surpresa: to bom, aquele livro! III. Nenhum aborrecimento na leitura. a) Respeitando a seqncia em que esto apresentadas as trs frases acima, articule-as num nico perodo. Empregue os verbos e os nexos oracionais necessrios clareza, coeso e coerncia desse perodo. b) Transcreva o perodo abaixo, virgulando-o adequadamente: A obrigao de ler um livro como toda obrigao indispe-nos contra a tarefa imposta mas pode ocorrer se encontrarmos prazer nessa leitura que o peso da obrigao desaparea.

NOVIDADES
Kuadro