Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 66
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Sobre o trabalho compulsrio na Amrica Espanhola, durante o perodo colonial, possvel afirmar que o mesmo

Questão 66
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Considere as reaes de oxidao dos elementos Al, Mg e Si representadas pelas equaes abaixo e o calor liberado por mol de O2 consumido. H= -1120 kJ/mol de O2 H= -1200 kJ/mol de O2 H= -900kJ/mol de O2 Em reaes iniciadas por aquecimento, dentre esses elementos, aquele que reduz dois dos xidos apresentados e aquele que reduz apenas um deles, em reaes exotrmicas, so, respectivamente,

Questão 67
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Minhas composies me rendem muito, posso dizer que tenho mais encomendas do que poderia atender. E, para cada coisa, tenho seis, sete editores e mais ainda se o corao mo ditar; eles no negociam mais comigo: eu exijo e me pagam. Beethoven, em carta de 1801. Dessa afirmao, pode-se deduzir que Beethoven foi um artista que,

Questão 67
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Alguns alimentos so enriquecidos pela adio de vitaminas, que podem ser solveis em gordura ou em gua. As vitaminas solveis em gordura possuem uma estrutura molecular com poucos tomos de oxignio, semelhante de um hidrocarboneto de longa cadeia, predominando o carter apolar. J as vitaminas solveis em gua tm estrutura com alta proporo de tomos eletronegativos, como o oxignio e o nitrognio, que promovem forte interao com a gua. A seguir esto representadas quatro vitaminas: Dentre elas, adequado adicionar, respectivamente, a sucos de frutas puros e a margarinas, as seguintes:

Questão 68
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Os automveis movidos a gasolina, mesmoque utilizem uma relao ar-combustvel adequada, produzemsubstncias poluentes tais como hidrocarboneto no-queimado (HC), CO e NO. Atualmente os automveisso equipados com catalisadores que promovem astransformaes dos referidos poluentes gasosos, conformeas seguintes equaes: 2 CO + O22CO2 2 NO + 2 CON2 + 2 CO2 HC + OxignioDixido de carbono + gua O grfico abaixo d a porcentagem de poluentes transformados(Y), em funo da porcentagem de oxignio(X) presente na mistura do combustvel com ar. Logo, se a porcentagem de oxignio na mistura for: I. x1, a porcentagem de HC transformado ser menorque a de CO transformado. II. x2, a soma das quantidades de HC, CO e NO, nos gasesde escape, ser menor do que aquela obtida se aporcentagem de oxignio for x1 ou x3. III. x3, restar menos CO, para transformar NO em N2, doque se a porcentagem de oxignio for x1. , pois, correto o que se afirma:

Questão 68
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Os que trazem [o gado] so brancos, mulatos e pretos, e tambm ndios, que com este trabalho procuram ter algum lucro. Guiam-se indo uns adiante cantando, para serem seguidos pelo gado, e outros vm atrs das reses, tangendo-as, tendo o cuidado que no saam do caminho e se amontoem. Antonil, Cultura e opulncia do Brasil, 1711. O texto expressa uma atividade econmica caracterstica

Questão 69
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Galinhas no transpiram e, no vero, a freqncia de sua respirao aumenta para resfriar seu corpo. A maior eliminao de gs carbnico, atravs da respirao, faz com que as cascas de seus ovos, constitudas principalmente de carbonato de clcio, se tornem mais finas. Para entender tal fenmeno, considere os seguintes equilbrios qumicos: Para que as cascas dos ovos das galinhas no diminuam de espessura no vero, as galinhas devem ser alimentadas

Questão 69
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) No sculo XVIII, o governo portugus incorporou a maior parte da Amaznia ao seu domnio. A ampliao dessa fronteira da colnia portuguesa deveu-se

Questão 70
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) As figuras abaixo representam, esquematicamente, estruturas de diferentes substncias, temperatura ambiente. Sendo assim, as figuras I, II e III podem representar, respectivamente,

Questão 70
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Neste territrio no poder haver escravos. A servido foi abolida para sempre. Todos os homens nascem, vivem e morrem livres... Todo homem, qualquer que seja sua cor, pode ser admitido em qualquer emprego. Artigos 3 e 4 da Constituio do Haiti, assinada por Toussaint LOuverture, 1801 Lendo o texto acima e associando-o ao processo de independncia das Amricas espanhola e francesa, possvel concluir que

Questão 71
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) No Brasil, tanto no Primeiro Reinado, quanto no perodo regencial,

Questão 71
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Em soluo aquosa, ons de tlio podem serprecipitados com ons cromato. Forma-se o sal poucosolvel, cromato de tlio, Tx(CrO4)y. Tomaram-se 8 tubos de ensaio. Ao primeiro, adicionaram-se 1 mL de soluo de ons tlio (incolor) na concentraode 0,1 mol/L e 8 mL de soluo de onscromato (amarela), tambm na concentrao de0,1 mol/L. Ao segundo tubo, adicionaram-se 2 mL dasoluo de ons tlio e 7 mL da soluo de ons cromato.Continuou-se assim at o oitavo tubo, no qual os volumesforam 8 mL da soluo de ons tlio e 1 mL da soluode ons cromato. Em cada tubo, obteve-se um precipitadode cromato de tlio. Os resultados foram os dafigura. Os valores de x e y, na frmula Tx(CrO4)y, so,respectivamente:

Questão 72
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Considere trs metais A, B e C, dos quais apenas A reage com cido clordrico diludo, liberando hidrognio. Varetas de A, B e C foram espetadas em uma laranja, cujo suco uma soluo aquosa de pH =4. A e B foram ligados externamente por um resistor (formao da pilha 1). Aps alguns instantes, removeu-se o resistor, que foi ento utilizado para ligar A e C (formao da pilha 2). Nesse experimento, o plo positivo e o metal corrodo na pilha 1 e o plo positivo e o metal corrodo na pilha 2 so, respectivamente,

Questão 72
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Sobre a condio dos escravos no Brasil monrquico, possvel afirmar que eles

Questão 73
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) A ptria, velha superstio que serve to bem para manter os exrcitos sanguinrios e as polpudas negociatas; a religio, secular mentira que faz do homem um instrumento servil dos padres e dos ricos: a propriedade, instituio baseada na violncia, na astcia e que se faz passar por originariamente divina e eterna, enquanto no passa de um mero fruto do roubo. Luigi Molinari, por volta de 1900. O texto expressa idias filiadas ao

NOVIDADES
Kuadro