Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 18
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Reflorestar as margens dos rios Pinheiros e Tiet, arborizar praas, ruas e escolas, criar novos parques, melhorar a qualidade do ar e da vida das pessoas, aumentar a conscincia ecolgica dos adultos e das futuras geraes. (...) Logo, logo voc vai ver o Pomar em cada canto da cidade. Projeto Pomar. Concreto aqui, s os resultados. (Adaptado de ISTO, 19/9/2001) Considerando-se o contexto deste anncio, o tipo de efeito de sentido que ocorre na expresso deixa no ar tambm se verifica em:

Questão 18
2002Geografia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) O processo de descolonizao na frica foi acompanhado por

Questão 19
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Reflorestar as margens dos rios Pinheiros e Tiet, arborizar praas, ruas e escolas, criar novos parques, melhorar a qualidade do ar e da vida das pessoas, aumentar a conscincia ecolgica dos adultos e das futuras geraes. (...) Logo, logo voc vai ver o Pomar em cada canto da cidade. Projeto Pomar. Concreto aqui, s os resultados. (Adaptado de ISTO, 19/9/2001) Considerada no contexto do anncio, a imagem pretende indicar, principalmente,

Questão 19
2002Geografia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Relacione os itens apresentados com a foto, assinando a alternativa que indica caractersticas presentes no baixo vale do rio Ganges.

Questão 20
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) A caracterstica da relao do adulto com o velho a falta de reciprocidade que se pode traduzir numa tolerncia sem o calor da sinceridade. No se discute com o velho, no se confrontam opinies com as dele, negando-lhe a oportunidade de desenvolver o que s se permite aos amigos: a alteridade, a contradio, o afrontamento e mesmo o conflito. Quantas relaes humanas so pobres e banais porque deixamos que o outro se expresse de modo repetitivo e porque nos desviamos das reas de atrito, dos pontos vitais, de tudo o que em nosso confronto pudesse causar o crescimento e a dor! Se a tolerncia com os velhos entendida assim, como uma abdicao do dilogo, melhor seria dar-lhe o nome de banimento ou discriminao. (Ecla Bosi, Memria e sociedade Lembranas de velhos) Na avaliao da autora, o que habitualmente caracteriza a relao do adulto com o velho

Questão 20
2002Geografia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) O rali Paris-Dacar a maior e mais difcil prova da categoria no mundo. Em 2001, teve sua largada no dia 1∘ de janeiro, em Paris (49N), e terminou em 21 de janeiro, em Dacar (15N). Os participantes cruzaram a Frana, Espanha, Marrocos, Mauritnia, Mali e Senegal, em um percurso de 10.739 km. Assinale a alternativa que representa caractersticas climticas das regies percorridas, durante a prova.

Questão 21
2002Biologia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Os vrus

Questão 21
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) A caracterstica da relao do adulto com o velho a falta de reciprocidade que se pode traduzir numa tolerncia sem o calor da sinceridade. No se discute com o velho, no se confrontam opinies com as dele, negando-lhe a oportunidade de desenvolver o que s se permite aos amigos: a alteridade, a contradio, o afrontamento e mesmo o conflito. Quantas relaes humanas so pobres e banais porque deixamos que o outro se expresse de modo repetitivo e porque nos desviamos das reas de atrito, dos pontos vitais, de tudo o que em nosso confronto pudesse causar o crescimento e a dor! Se a tolerncia com os velhos entendida assim, como uma abdicao do dilogo, melhor seria dar-lhe o nome de banimento ou discriminao. (Ecla Bosi,Memria e sociedade Lembranas de velhos) Considerando-se o sentido do conjunto do texto, correto afirmar que

Questão 22
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) A caracterstica da relao do adulto com o velho a falta de reciprocidade que se pode traduzir numa tolerncia sem o calor da sinceridade. No se discute com o velho, no se confrontam opinies com as dele, negando-lhe a oportunidade de desenvolver o que s se permite aos amigos: a alteridade, a contradio, o afrontamento e mesmo o conflito. Quantas relaes humanas so pobres e banais porque deixamos que o outro se expresse de modo repetitivo e porque nos desviamos das reas de atrito, dos pontos vitais, de tudo o que em nosso confronto pudesse causar o crescimento e a dor! Se a tolerncia com os velhos entendida assim, como uma abdicao do dilogo, melhor seria dar-lhe o nome de banimento ou discriminao. (Ecla Bosi,Memria e sociedade Lembranas de velhos) O termo alteridade liga-se, pelo radical e pelo sentido, a uma palavra que aparece no trecho:

Questão 22
2002Biologia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Em seu trabalho com ervilhas, publicado em 1866, Mendel representou os fatores hereditrios determinantes dos estados amarelo e verde do carter cor da semente pelas letras A e a, respectivamente. O conhecimento atual a respeito da natureza do material hereditrio permite dizer que a letra A usada por Mendel simboliza

Questão 23
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) A caracterstica da relao do adulto com o velho a falta de reciprocidade que se pode traduzir numa tolerncia sem o calor da sinceridade. No se discute com o velho, no se confrontam opinies com as dele, negando-lhe a oportunidade de desenvolver o que s se permite aos amigos: a alteridade, a contradio, o afrontamento e mesmo o conflito. Quantas relaes humanas so pobres e banais porque deixamos que o outro se expresse de modo repetitivo e porque nos desviamos das reas de atrito, dos pontos vitais, de tudo o que em nosso confronto pudesse causar o crescimento e a dor! Se a tolerncia com os velhos entendida assim, como uma abdicao do dilogo, melhor seria dar-lhe o nome de banimento ou discriminao. (Ecla Bosi,Memria e sociedade Lembranas de velhos) A frase em que a palavra sublinhada preserva o sentido com que foi empregada no texto :

Questão 23
2002Biologia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Os dois processos que ocorrem na meiose, responsveis pela variabilidade gentica dos organismos que se reproduzem sexuadamente, so:

Questão 24
2002Biologia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Caranguejo, caramujo e anmona-do-mar pertencem a trs filos diferentes de animais. A esses mesmos filos, pertencem, respectivamente:

Questão 24
2002Português

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Antnio. Assim se chamava meu pai, vindo de Piracicaba, cidade do interior de So Paulo. (...) Foi saco de pancada quando pequeno, pois meu av paterno levava ao exagero a filosofia do quem d o po d o ensino. No entanto nunca se referiu de maneira rancorosa a esses castigos, nem achou necessrio desforrar-se em mim do tanto que havia apanhado. Quando as coisas no lhe agradavam, preferia gargalhar num jeito muito seu, que lembrava bola de pingue-pongue descendo lentamente uma escada. Duas vezes apenas botou de lado esse tipo de reao. (Mrio Lago, Na rolana do tempo) Considere as seguintes afirmaes: I. A frase quem d o po d o ensino a que apresenta marcas mais visveis do gnero narrativo, ao qual pertence o texto. II. Em nem achou necessrio expressa-se juzo subjetivo do narrador. III. A expresso duas vezes apenas, na ltima frase, aponta para excees que confirmam a validade de uma regra habitual, formulada na frase anterior. Em relao ao texto, est correto somente o que se afirma em

Questão 25
2002Biologia

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Ao comermos um sanduche de po, manteiga e bife, a digesto do