Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 1
2013Biologia

(FUVEST- 2013) Logo aps a realizao de provas esportivas, parte da rotina dos atletas inclui a ingesto de gua e de bebidas isotnicas; tambm feita a coleta de urina para exames antidoping, em que so detectados medicamentos e drogas, eventualmente ingeridos, que o corpo descarta. As bebidas isotnicas contm gua, glicose e sais minerais, apresentando concentrao inica semelhante encontrada no sangue humano. No esquema ao lado, os nmeros de 1 a 4 indicam processos, que ocorrem em um nfron do rim humano. a) Qual(is) nmero(s) indica(m) processo(s) pelo(s) qual(is) passa a gua? b) Qual(is) nmero(s) indica(m) processo(s) pelo(s) qual(is) passam as substncias dissolvidas, detectveis no exame antidoping? c) Aps uma corrida, um atleta, em boas condies de sade, eliminou muito suor e muita urina e, depois, ingeriu bebida isotnica. Entre os componentes da bebida isotnica, qual(is) no ser(o) utilizado(s) para repor perdas de substncias eliminadas pela urina e pelo suor? Justifique sua resposta.

Questão 2
2013Geografia

(FUVEST - 2020 - 2 fase - Questo 1) PROVA NCLEO COMUM Leia o texto de Jos de Alencar, do romance Til.Cerca de uma lgua abaixo da confluncia do Atibaia com o Piracicaba, e margem deste ltimo rio, estava situada a fazenda das Palmas. Ficava no seio de uma bela floresta virgem, porventura a mais vasta e frondosa, das que ento contava a provncia de So Paulo, e foram convertidas a ferro e fogo em campos de cultura. Daquela que borda as margens do Piracicaba, () ainda restam grandes matas, cortadas de roas e cafezais. Mas dificilmente se encontram j aqueles gigantes da selva brasileira, cujos troncos enormes deram as grandes canoas, que serviram explorao de Mato Grosso. Da partiam pelo caminho dgua as expedies que os arrojados paulistas levavam s regies desconhecidas do Cuiab, descortinando o deserto, e rasgando as entranhas da terra virgem, para arrancar-lhe as fezes, que o mundo chama ouro e comunga como a verdadeira hstia. (Jos de Alencar, Til). Considere o texto e seus conhecimentos para responder: a) O texto acima faz referncia ao bioma originalmente dominante no estado de So Paulo. De que bioma se trata e qual a sua situao atual na regio do estado de So Paulo citada no texto? b) Depois de ter-se implantado na regio mencionada no texto, para que outras reas do territrio do estado de So Paulo se expandiu a cultura do caf? c) Indique o bioma dominante no atual estado de Mato Grosso e explique os principais usos da terra nesse estado, na atualidade.

Questão 2
2013Biologia

(FUVEST - 2020 - 2 fase - Questo 1) PROVA NCLEO COMUM Analise as definies encontradas no quadro abaixo: a) Para uma determinada rea geogrfica, num deter mi - na do tempo, as definies de espcie exti ca e de espcie nativa so mutuamente exclusivas. Do qua - dro acima, escolha dois outros pares de definies que tambm sejam mutuamente exclusivas. b) A palmeira do aa (Euterpe o/eracea), oriunda da Mata Amaznica, est sendo plantada, por produtores, em reas da Mata Atlntica de So Paulo e tem tomado o lugar originalmente ocupado pelo palmiteiro-juara (Euterpe edulis), que ocorre espontaneamente nessas matas litorneas. possvel aplicar as definies de espcie nativa, espcie extica e espcie invasora para a palmeira do aa? Justifique.

Questão 2
2013Física

(Fuvest 2013 2 fase) O telmetro de superposio um instrumento tico, de concepo simples, que no passado foi muito utilizado em cmeras fotogrficas e em aparelhos de medio de distncias. Uma representao esquemtica de um desses instrumentos est na pgina de respostas. O espelho semitransparente E1 est posicionado a 45o em relao linha de viso, horizontal, AB. O espelho E2 pode ser girado, com preciso, em torno de um eixo perpendicular figura, passando por C, variando-se assim o ngulo entre o plano de E2 e a linha horizontal. Deseja-se determinar a distncia AB do objeto que est no ponto B ao instrumento. a) Desenhe na figura da pgina de respostas, com linhas cheias, os raios de luz que, partindo do objeto que est em B, atingem o olho do observador - um atravessa o espelho E1 e o outro refletido por E2 no ponto C. Suponha que ambos cheguem ao olho do observador paralelos e superpostos. b) Desenhe, com linhas tracejadas, o trajeto aproximado de um raio de luz que parte do objeto em B, incide em C e refletido por E2. Com o objeto em um ponto B especfico, o ngulo foi ajustado em 44, para que os raios cheguem ao olho do observador paralelos e superpostos. Nessa condio, c) determine o valor do ngulo entre as linhas AB e BC; d) com AC = 10 cm, determine o valor de AB.

Questão 2
2013Geografia

(FUVEST - 2013- 2 fase) A partir do incio dos anos 2000, o governo brasileiro comea a lanar mo de uma nova estratgia de proteo ambiental no territrio nacional da qual resultou a delimitao das reas a serem conservadas, representadas no mapa abaixo. a) Indique dois objetivos da criao de corredores ecolgicos. Explique. b) Identifique duas ameaas proteo ambiental no corredor Leste da Amaznia. Explique.

Questão 2
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase)Leia o texto. Ditadura / Democracia A diferena entre uma democracia e um pas totalitrio que numa democracia todo mundo reclama, ningum vive satisfeito. Mas se voc perguntar a qualquer cidado de uma ditadura o que acha do seu pas, ele responde sem hesitao: No posso me queixar. Millr Fernandes, Millr definitivo: a bblia do caos. a) Para produzir o efeito de humor que o caracteriza, esse texto emprega o recurso da ambiguidade? Justifique sua resposta. b) Reescreva a segunda parte do texto (de Mas at queixar), pondo no plural a palavra cidado e fazendo as modificaes necessrias.

Questão 2
2013Matemática

(FUVEST - 2013) Percorre-se o paralelogramo ABCD em sentido anti-horrio. A partir de cada vrtice atingido ao longo do percurso, prolonga-se o lado recm-percorrido, construindo-se um segmento de mesmo comprimento que esse lado. As extremidades dos prolongamentos so denotadas por A, B, C e D, de modo que os novos segmentos sejam, ento, , , , e . Dado que AB = 4 e que a distncia de D reta determinada por A e B 3, calcule a rea do a) paralelogramo ABCD; b) tringulo BBC; c) quadriltero ABCD.

Questão 2
2013Química

(FUVEST - 2013) A uma determinada temperatura, as substncias HI, H2 e I2 esto no estado gasoso. A essa temperatura, o equilbrio entre as trs substncias foi estudado, em recipientes fechados, partindo-se de uma mistura equimolar de H2 e I2 (experimento A) ou somente de HI (experimento B). Pela anlise dos dois grficos, pode-se concluir que

Questão 2
2013Química

(FUVEST2013 - 2 fase) Uma estudante de Qumica elaborou um experimento para investigar a reao entre cobre metlico (Cu) e cido ntrico (HNO3(aq)). Para isso, adicionou o cido ntrico a um tubo de ensaio (I) e, em seguida, adicionou raspas de cobre metlico a esse mesmo tubo. Observou que houve liberao de calor e de um gs marrom, e que a soluo se tornou azul. A seguir, adicionou raspas de cobre a dois outros tubos (II e III), contendo, respectivamente, solues aquosas de cido clordrico (HCl(aq)) e nitrato de sdio (NaNO3(aq)). No observou qualquer mudana nos tubos II e III, ao realizar esses testes. Sabe-se que solues aquosas de ons Cu2+so azuis e que o gs NO2 marrom. a) Escreva, nos espaos delimitados na pgina de respostas, as equaes que representam a semirreao de oxidao e a semirreao de reduo que ocorrem no tubo I. b) Qual foi o objetivo da estudante ao realizar os testes com HCl (aq) e NaNO3(aq)? Explique.

Questão 2
2013História

(FUVEST - 2013 - 2 fase) Representando apenas 19,6% das exportaes brasileiras em 1822 (com a mdia de 18,4% nos anos 1820), o caf passou a liderar as exportaes brasileiras na dcada dos 1830 (com 28,6%), assumindo assim o lugar tradicionalmente ocupado pelo acar desde o perodo colonial. Nos meados do sculo XIX, passava a representar quase a metade do valor das exportaes e, no ltimo decnio do perodo monrquico, alcanava 61,5%. J a participao do acar no quadro dos valores das exportaes brasileiras passou de 30,1%, na dcada de 1820, a apenas 9,9%, nos anos 1880. O algodo alcanava 20,6%, na dcada de 1820, cifra jamais alcanada depois, em todo o perodo monrquico. Com exceo dos anos da guerra civil americana, que se refletiram na elevada participao do produto no conjunto das exportaes dos anos 1870 (18,3%), verifica-se o declnio das exportaes que, nos anos 1880, tm uma participao de apenas 4,2%. O comportamento das exportaes de fumo revela que essas oscilaram em torno de baixas percentagens, durante todo o perodo monrquico. Alcanando 2,5% do valor global das exportaes na dcada de 1820, decaiu, nas duas dcadas seguintes (1,9% para os anos 1830 e 1,8% para os anos 1840). Na segunda metade do sculo, melhorou a posio do fumo no conjunto das exportaes, tendo alcanado, nos anos 1860 e 1870, as maiores percentagens do perodo, com 3% e 3,4%. A participao do cacau no conjunto das exportaes nacionais cresceu de 0,5% na dcada de 1820 para 1,6% na ltima dcada da monarquia, a mais alta porcentagem do perodo. Srgio Buarque de Holanda (org.). Histria geral da civilizao brasileira. II. O Brasil Monrquico. 4. Declnio e queda do imprio. Rio de Janeiro: Difel, 1985, p. 119-126. Adaptado. Com base no texto, responda ao que se pede: a) Elabore um grfico das exportaes brasileiras de caf, acar e algodo no perodo monrquico, incluindo os respectivos dados percentuais (aproximados). b) Qual foi o principal produto de exportao brasileiro, respectivamente, nas dcadas de 1820, 1830 e 1880?

Questão 2
2013Inglês

(FUVEST 2013 2 Fase - 2 dia) Com base no poema School, responda em portugus: a) Aps o primeiro dia na escola, o menino voltou para casa com um bilhete que dizia: Danny precisa de uma rgua. Por que a exigncia de uma rgua pareceu apropriada? b) O que aconteceu no caminho de volta para casa e qual a consequncia desse acontecimento para o aprendizado do menino?

Questão 3
2013Física

(Fuvest 2013 2 fase) Um DJ, ao preparar seu equipamento, esquece uma caixa de fsforos sobre o disco de vinil, em um toca-discos desligado. A caixa se encontra a 10 cm do centro do disco. Quando o toca-discos ligado, no instante t = 0, ele passa a girar com acelerao angular constante = 1,1 rad/s2, at que o disco atinja a frequncia final f = 33 rpm que permanece constante. O coeficiente de atrito esttico entre a caixa de fsforos e o disco = 0,09. Determine a) a velocidade angular final do disco, , em rad/s; b) o instante tf em que o disco atinge a velocidade angular ; c) a velocidade angular do disco no instante tc em que a caixa de fsforos passa a se deslocar em relao ao mesmo; d) o ngulo total percorrido pela caixa de fsforos desde o instante t = 0 at o instante t = tc. Note e adote: Acelerao da gravidade local g =10 m/s2 e = 3

Questão 3
2013Matemática

(FUVEST - 2013) Um guindaste, instalado em um terreno plano, tem dois braos articulados que se movem em um plano vertical, perpendicular ao plano do cho. Na figura, os pontos, O, P1 eP2representam, respectivamente, a articulao de um dos braos com a base, a articulao dos dois braos e a extremidade livre do guindaste. O brao ܱܲ tem comprimento 6 e o brao ܲ tem comprimento 2. Num dado momento, a altura de ܲP2 2, P2est a uma altura menor do que P1e a distncia de O a P2 210. Sendo ܳQ o p da perpendicular de P2 ao plano do cho, determine a) o seno e o cosseno do ngulo P2Q entre a reta e o plano do cho; b) a medida do ngulo entre os braos do guindaste; c) o seno do ngulo P1Q entre o braoe o plano do cho.

Questão 3
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase) Leia este texto: Entre 1808, com a abertura dos portos, e 1850, no auge da centralizao imperial, modificara-se a pacata, fechada e obsoleta sociedade. O pas europeizava-se, para escndalo de muitos, iniciando um perodo de progresso rpido, progresso conscientemente provocado, sob moldes ingleses. O vesturio, a alimentao, a moblia mostram, no ingnuo deslumbramento, a subverso dos hbitos lusos, vagarosamente rompidos com os valores culturais que a presena europeia infiltrava, justamente com as mercadorias importadas. O contato litorneo das duas culturas, uma dominante j no perodo final da segregao colonial, articula-se no ajustamento das economias. Ao Estado, a realidade mais ativa da estrutura social, coube o papel de intermediar o impacto estrangeiro, reduzindo-o temperatura e velocidade nativas. Raymundo Faoro, Os donos do poder. a) Considerado o contexto, inteiramente adequado o emprego, no texto, das expresses europeizava-se e presena europeia? Explique sucintamente. b) As palavras litorneo e temperatura foram usadas, ambas, no texto, em seu sentido literal? Justifique sua resposta.

Questão 3
2013Química

(FUVEST - 2013) Quando certos metais so colocados em contato com solues cidas, pode haver formao de gs hidrognio. Abaixo, segue uma tabela elaborada por uma estudante de Qumica, contendo resultados de experimentos que ela realizou em diferentes condies. Experimento Reagentes Tempo para liberar 30 mL de H2 Observaes Soluo de HC(aq) de concentrao 0,2 mol/L Metal 1 200 mL 1,0 g de Zn (raspas) 30 s Liberao de H2 e calor 2 200 mL 1,0 g de Cu (fio) No liberou H2 Sem alteraes 3 200 mL 1,0 g de Zn (p) 18 s Liberao de H2 e calor 4 200 mL 1,0 g de Zn (raspas) + 1,0 g de Cu (fio) 8 s Liberao de H2 e calor; massa de Cu no se alterou Aps realizar esses experimentos, a estudante fez trs afirmaes: I. A velocidade da reao de Zn com cido aumenta na presena de Cu. II. O aumento na concentrao inicial do cido causa o aumento da velocidade de liberao do gs H2. III. Os resultados dos experimentos 1 e 3 mostram que, quanto maior o quociente superfcie de contato/massa total de amostra de Zn, maior a velocidade de reao. Com os dados contidos na tabela, a estudante somente poderia concluir o que se afirma em