Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 3
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase) Leia o seguinte texto: Mal traadas Canad planeja extinguir os carteiros No mundo inteiro, os servios de correio tentam se adaptar disseminao do e-mail, do Facebook, do SMS e do Skype, que golpearam quase at a morte os hbitos tradicionais de correspondncia, mas em nenhum lugar se chegou to longe quanto no Canad. Em dezembro, o Canada Post anunciou nada menos que a extino do carteiro tal como o conhecemos. A meta acabar com o andarilho uniformizado que, faa chuva ou faa sol, distribui envelopes de porta em porta e, s vezes, at conhece os rostos por trs dos nomes dos destinatrios. Os adultos de amanh se lembraro dele tanto quanto os de hoje se recordam dos leiteiros, profetizou o blog de assuntos metropolitanos do jornal Toronto Star, conformado marcha inelutvel da modernidade tecnolgica. Claudia Antunes, http://revistapiaui.estadao.com.br. Adaptado a) Qual a relao de sentido existente entre o ttulo Mal traadas e o assunto do texto? b) Sem alterar o sentido, reescreva o trecho conformado marcha inelutvel da modernidade tecnolgica, substituindo a palavra conformado por um sinnimo e o adjetivo inelutvel pelo verbo lutar, fazendo as modificaes necessrias. Exemplo: marcha inevitvel da modernidade tecnolgica = marcha da modernidade tecnolgica que no se pode evitar.

Questão 3
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Leia os dois fragmentos abaixo I. necessrio, pois, aceitar como princpio e ponto de partida o fato de que existe uma hierarquia de raas e civilizaes, e que ns pertencemos a raa e civilizao superiores, reconhecendo ainda que a superioridade confere direitos, mas, em contrapartida, impe obrigaes estritas. A legitimao bsica da conquista de povos nativos a convico de nossa superioridade, no simplesmente nossa superioridade mecnica, econmica e militar, mas nossa superioridade moral. Nossa dignidade se baseia nessa qualidade, e ela funda nosso direito de dirigir o resto da humanidade. O poder material apenas um meio para esse fim. Declarao do francs Jules Harmand, em 1910. Apud: Edward Said. Cultura e imperialismo. So Paulo: Companhia das Letras, 1995. Adaptado. II. (...) apesar das suas diferenas, os ingleses e os franceses viam o Oriente como uma entidade geogrfica e cultural, poltica, demogrfica, sociolgica e histrica sobre cujos destinos eles acreditavam ter um direito tradicional. Para eles, o Oriente no era nenhuma descoberta repentina, mas uma rea ao leste da Europa cujo valor principal era definido uniformemente em termos de Europa, mais particularmente em termos que reivindicavam especificamente para a Europa para a cincia, a erudio, o entendimento e a administrao da Europa o crdito por ter transformado o Oriente naquilo que era. Edward Said. Orientalismo. So Paulo: Companhia das Letras, 1990. a) Identifique a principal ideia defendida no texto I e explique sua relao com a expanso imperialista europeia no final do sculo XIX. b) Relacione o texto I com o texto II, quanto concepo poltica neles presente.

Questão 3
2015Física

(Fuvest 20152fase)Um recipiente hermeticamente fechado e termicamente isolado, com volume de 750 L, contm ar inicialmente presso atmosfrica de 1 atm e temperatura de 27C. No interior do recipiente, foi colocada uma pequena vela acesa, de 2,5 g. Sabendo‐se que a massa da vela consumida a uma taxa de 0,1 g/min e que a queima da vela produz energia razo de 3,6 x 104J/g, determine a) a potncia W da vela acesa; b) a quantidade de energia E produzida pela queima completa da vela; c) o aumento T da temperatura do ar no interior do recipiente, durante a queima da vela; d) a presso P do ar no interior do recipiente, logo aps a queima da vela.

Questão 4
2015Química

(FUVEST 2015 - 2 fase) Compostos com um grupo NO2ligado a um anel aromtico podem ser reduzidos, sendo o grupo NO2transformado em NH2, como representado ao lado. Compostos alifticos ou aromticos com grupo NH2, por sua vez, podem ser transformados em amidas ao reagirem com anidrido actico. Essa transformao chamada de acetilao do grupo amino, como exemplificado ao lado. Essas transformaes so utilizadas para a produo industrial do paracetamol, que um frmaco empregado como analgsico e antitrmico. a) Qual o reagente de partida que, aps passar por reduo e em seguida por acetilao, resulta no paracetamol? Escreva a frmula estrutural desse reagente, no quadro da pgina de respostas. O fenol (C6H5OH) tambm pode reagir com anidrido actico. Nessa transformao, forma‐se acetato de fenila. b) Na etapa de acetilao do processo industrial de produo do paracetamol, formam‐se, tambm, cido actico e um subproduto diacetilado (mas monoacetilado no nitrognio). Complete o esquema da pgina de respostas, de modo a representar a equao qumica balanceada de formao do subproduto citado.

Questão 4
2015História

(Fuvest 2015) Uma observação comparada dos regimes de trabalho adotados nas Américas de colonização ibérica permite afirmar corretamente que, entre os séculos XVI e XVIII,

Questão 4
2015Geografia

(FUVEST 2015 - 2 FASE) Observe o mapa. Com base no mapa e em seus conhecimentos sobre os EUA, a) aponte duas razes da importncia geopoltica desse pas, na atualidade, considerando sua localizao e dimenso territorial; b) explique a importncia econmica, para esse pas, da regio circundada no mapa, considerando os recursos naturais e os aspectos humanos.

Questão 4
2015Física

(Fuvest 20152 fase)O espelho principal de um dos maiores telescpios refletores do mundo, localizado nas Ilhas Canrias, tem 10 m de dimetro e distncia focal de 15 m. Supondo que, inadvertidamente, o espelho seja apontado diretamente para o Sol, determine a) o dimetro D da imagem do Sol; b) a densidade S de potncia no plano da imagem, em W/m2; c) a variao T da temperatura de um disco de alumnio de massa 0,6 kg colocado no plano da imagem, considerando que ele tenha absorvido toda a energia incidente durante 4 s.

Questão 4
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2a FASE) Resolva os trs itens abaixo. a) Calculee b) Dado o nmero complexo z =, encontre o menor inteiro ݊n 0 para o qual zn seja real. c) Encontre um polinmio de coeficientes inteiros que possua zcomo raiz e que no possua raiz real.

Questão 4
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A figura abaixo mostra rgos do sistema digestrio humano. Identifique com a letra correspondente, nomeando‐o, a) o rgo cuja secreo contm bicarbonato de sdio, alm de vrias enzimas digestivas; b) o principal rgo responsvel pela absoro de nutrientes; c) o rgo em que se inicia a digesto de protenas; d) o rgo que produz substncias que auxiliam a digesto de gorduras, mas que no produz enzimas.

Questão 4
2015Português

​​​​(FUVEST 2015 - 2 fase) Leia a seguinte mensagem publicitria de uma empresa da rea de logstica: A gente anda na linha para levar sua empresa mais longe Mudamos o jeito de transportar contineres no Brasil e Mercosul. Atravs do modal ferrovirio, oferecemos solues logsticas econmicas, seguras e sustentveis. a) Visando a obter maior expressividade, recorre-se, no ttulo da mensagem, ao emprego de expresso com duplo sentido. Indique essa expresso e explique sucintamente. b) Segundo o anncio, uma das vantagens do produto (transporte ferrovirio) nele oferecido o fato de esse produto ser sustentvel. Cite um motivo que justifique tal afirmao.

Questão 4
2015História

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) Os cartazes acima circularam durante a Guerra Civil Espanhola (1936‐1939). a) Identifique, em cada um dos cartazes, um elemento que permita associ‐los, respectivamente, s principais foras polticas envolvidas nessa guerra. b) Caracterize as principais propostas das foras polticas representadas nos cartazes.

Questão 5
2015Matemática

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) A funo ݂f est definida da seguinte maneira: para cada inteiro mpar ݊n, a) Esboce o grfico de ݂f para b) Encontre os valores de x,, tais que f(x) =

Questão 5
2015Português

(FUVEST 2015 - 2 fase)Limite inferior Aprendi muito com o economista-filsofo Roberto de Oliveira Campos, particularmente quando tive a honra e a oportunidade de conviver com ele durante anos na Cmara dos Deputados. Sentvamos juntos e assistamos aos mesmos discursos, alguns muito bons e sbios. Frequentemente, diante de alguns incontrolveis colegas que exerciam uma oratria de alta visibilidade, com os dois braos agitados tentando encontrar uma ideia, Roberto me surpreendia com a afirmao: Delfim, acabo de demonstrar um teorema. E sacava uma mordaz concluso crtica contra o incauto orador. Um belo dia, um falante e conhecido deputado ensurdeceu o plenrio com uma gritaria que entupiu os ouvidos dos colegas. A quantidade de sandices ditas no longo discurso com o ar de quem estava inventando o mundo fez Roberto reagir com incontida indignao. Soltou de supeto: Delfim, constru um axioma, uma afirmao preliminar que deve ser aceita pela f, sem exigir prova: a ignorncia no tem limite inferior. E completou, com a perversidade de sua imensa inteligncia: Com ele poderemos construir mundos maravilhosos. Antonio Delfim Netto, Folha de S. Paulo, 17/09/2014. Adaptado a) Explique por que o axioma formulado por Roberto de Oliveira Campos tornaria possvel construir mundos maravilhosos. b) Identifique o trecho do texto que explica o emprego da expresso oratria de alta visibilidade.

Questão 5
2015Biologia

(FUVEST - 2015 - 2 FASE) No processo de adaptao ao ambiente terrestre, animais e plantas sofreram modificaes morfolgicas e funcionais.Considere a classificao tradicional das plantas em algas, brifitas, pteridfitas, gimnospermas e angiospermas. a) Qual(is) desses grupos de plantas independe(m) da gua para a fecundao? Que estrutura permite o encontro dos gametas, em substituio gua? b) As brifitas, primeiro grupo de plantas preponderantemente terrestre, tm tamanho reduzido. As pteridfitas, surgidas posteriormente, so plantas de grande tamanho, que chegaram a constituir extensas florestas. Que relao existe entre o mecanismo de transporte de gua e o tamanho das plantas nesses grupos?

Questão 5
2015Física

(Fuvest 2015 2fase)Uma criana de 30 kg est em repouso no topo de um escorregador plano de 2,5 m de altura, inclinado 30 em relao ao cho horizontal. Num certo instante, ela comea a deslizar e percorre todo o escorregador. Determine a) a energia cintica E e o mdulo Q da quantidade de movimento da criana, na metade do percurso; b) o mdulo F da fora de contato entre a criana e o escorregador; c) o mdulo a da acelerao da criana.

NOVIDADES
Kuadro