Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 80
2002Química

(FUVEST - 2002 - 1a fase) Para determinar a composio de umamistura slida de carbonato de sdio e hidrxido desdio, esta mistura foi tratada com cido clordricode concentrao 0,50 mol/L. Gastaram-se 500 mLdessa soluo para obter, aps ligeiro aquecimento,uma soluo neutra. No processo, houve liberaode gs carbnico que, aps secagem, apresentou ovolume de 1,23 L, medido temperatura de 25 C e presso de 1,0 bar. Quais eram, respectivamente, as quantidades, em mols,de carbonato de sdio e hidrxido de sdio, na misturaslida? Dado: Volume molar do gs carbnico a 25 C e 1 bar:24,6 L/mol

Questão 80
2002História

(FUVEST - 2002 - 1a fase) De todos os ismos que o sculo XX herdou ou criou, h um cuja vitalidade continua a todo vapor, neste incio de novo sculo, estando presente em todos os lugares e em todas as disputas, como, por exemplo, entre israelenses e palestinos. Trata-se do

Questão
2002História

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) A cidade e o Estado no surgiram na Grcia antiga. Mas a Plis, entre os sculos VIII e III a.C., foi uma criao especificamente grega. a) Indique as instituies bsicas da Plis. b) Comente sua especificidade e sua importncia histrica.

Questão
2002História

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) A servido e a relao feudo-vasslica constituem as duas instituies fundamentais do sistema feudal, tal como este se formou e desenvolveu na Idade Mdia Ocidental. Explique a origem e o funcionamento: a) da servido b) da vassalagem, ou da relao feudo-vasslica.

Questão
2002Geografia

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Durante o conflito com o Afeganisto, as foras militares terrestres dos Estados Unidos penetraram em reas de difcil acesso devido s caractersticas do relevo. Explique os processos que modelaram o relevo dessas reas, focalizando: a) sua gnese. b) o intemperismo predominante na regio.

Questão
2002Geografia

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) As naes de grande extenso territorial tm nas hidrovias e ferrovias o centro de seus sistemas de transportes. No caso brasileiro, a nfase dada ao sistema rodovirio, responsvel por 96% do movimento de passageiros e por 63% do transporte de carga. a) Explique a predominncia do transporte rodovirio no Brasil. b) Qual a regio de maior densidade viria e de maior fluxo de transporte considerando as cinco grandes regies do IBGE? Justifique.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) E no h melhor resposta que o espetculo da vida: v-la desfiar seu fio, que tambm se chama vida, ver a fbrica que ela mesma, teimosamente, se fabrica, v-la brotar como h pouco em nova vida explodida; mesmo quando assim pequena a exploso, como a ocorrida; mesmo quando uma exploso como a de h pouco, franzina; mesmo quando a exploso de uma vida severina. (Joo Cabral de Melo Neto, Morte e vida severina) a) A fim de obter um efeito expressivo, o poeta utiliza, em a fbrica e se fabrica, um substantivo e um verbo que tm o mesmo radical. Cite da estrofe outro exemplo desse mesmo recurso expressivo. b) A expressividade dos seis ltimos versos decorre, em parte, do jogo de oposies entre palavras. Cite desse trecho um exemplo em que a oposio entre as palavras seja de natureza semntica.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Nas frases abaixo, h falta de paralelismo sinttico. Reescreva-as, mantendo seu sentido e fazendo apenas as alteraes necessrias para que se estabelea o paralelismo. a) Funcionrios cogitam uma nova greve e isolar o governador. b) Essa reforma agrria, por um lado, fixa o homem no campo, mas no lhe fornece os meios de subsistncia e de produzir.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Dilogo ultra-rpido Eu queria propor-lhe uma troca de idias ... Deus me livre! (Mrio Quintana) No dilogo acima, a personagem que responde: Deus me livre! cria um efeito de humor com o sentido implcito de sua frase fulminante. a) Continue a frase Deus me livre!, de modo que a personagem explicite o que estava implcito nessa frase. b) Transforme o dilogo acima em um nico perodo, utilizando apenas o discurso indireto e conservando o sentido do texto.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) O que di nem a frase (Quem paga seu salrio sou eu), mas a postura arrogante. Voc fala e o aluno nem presta ateno, como se voc fosse uma empregada. (Adaptado de entrevista dada por uma professora. Folha de S. Paulo, 03/06/01) a) A quem se refere o pronome voc, tal como foi usado pela professora? Esse uso prprio de que variedade lingstica? b) No trecho como se voc fosse uma empregada, fica pressuposto algum tipo de discriminao social? Justifique sua resposta.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Estas duas estrofes encontram-se em O samba da minha terra, de Dorival Caymmi: Quem no gosta de samba bom sujeito no , ruim da cabea ou doente do p. Eu nasci com o samba, no samba me criei, do danado do samba nunca me separei. a) Reescreva a primeira estrofe, iniciando-a com a frase afirmativa Quem gosta de samba e fazendo as adaptaes necessrias para que se mantenha a coerncia do pensamento de Caymmi. No utilize formas negativas. b) Reescreva os dois primeiros versos da segunda estrofe, substituindo as formas nasci e me criei, respectivamente, pelas formas verbais correspondentes de provir e conviver e fazendo as alteraes necessrias.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Considere este trecho de um dilogo entre pai e filho (do romance Lavoura arcaica, de Raduan Nassar): Quero te entender, meu filho, mas j no entendo nada. Misturo coisas quando falo, no desconheo, so as palavras que me empurram, mas estou lcido, pai, sei onde me contradigo, piso quem sabe em falso, pode at parecer que exorbito, e se h farelo nisso tudo, posso assegurar, pai, que tem muito gro inteiro. Mesmo confundindo, nunca me perco, distingo para o meu uso os fios do que estou dizendo. No trecho, ao qualificar o seu prprio discurso, o filho se vale tanto de linguagem denotativa quanto de linguagem conotativa. a) A frase estou lcido, pai, sei onde me contradigo um exemplo de linguagem de sentido denotativo ou conotativo? Justifique sua resposta. b) Traduza em linguagem de sentido denotativo o que est dito de forma figurada na frase: se h farelo nisso tudo, posso assegurar, pai, que tem muito gro inteiro.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) IRENE NO CU Irene preta Irene boa Irene sempre de bom humor. Imagino Irene entrando no cu: Licena, meu branco! E So Pedro bonacho: Entra, Irene. Voc no precisa pedir licena. (Manuel Bandeira, Libertinagem) Neste poema, aparecem duas caractersticas marcantes da poesia de Manuel Bandeira, recorrentes em Libertinagem: I) a predileo por certo grupo social e II) um modo peculiar de relacionar-se com o Catolicismo. a) Caracterize sucintamente o grupo social em questo. b) Caracterize, resumidamente, esse modo peculiar de relacionar-se com o Catolicismo.

Questão
2002História

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Se , como se diz comumente, pelo estudo do passado que se pode compreender o presente, utilize seu conhecimento de Histria para comentar criticamente a) a manchete de capa da revista poca/Globo, em outubro de 2001: A Globalizao do Medo. Viver ficou perigoso b) o ataque terrorista ao Pentgono e ao W.T.C., em 11 de setembro do mesmo ano.

Questão
2002Português

(FUVEST - 2002 - 2 FASE) Considere as afirmaes abaixo e responda s questes referentes a cada uma delas: I Em Primeiras estrias, o autor escolheu realizar um mergulho profundo no Brasil ainda arcaico e rural, preferindo, por isso, excluir do livro os assuntos que se relacionassem aos processos de modernizao do pas. a) Voc concorda com essa afirmao? Justifique sucintamente sua resposta. II Diante do estilo empregado na composio da maioria dos contos de Primeiras estrias, o leitor se v forado a renunciar a uma recepo passiva, sendo levado a participar ativamente da produo do sentido. b) Essa afirmao correta? Justifique resumidamente sua resposta.