Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 5
2013Física

(Fuvest 2013 2 fase) Um equipamento, como o esquematizado na figura abaixo, foi utilizado por J. J. Thomson, no final do sculo XIX, para o estudo de raios catdicos em vcuo. Um feixe fino de eltrons (cada eltron tem massa m e carga e) com velocidade de mdulo Vo, na direo horizontal x, atravessa a regio entre um par de placas paralelas, horizontais, de comprimento L. Entre as placas, h um campo eltrico de mdulo constante E na direo vertical y. Aps sarem da regio entre as placas, os eltrons descrevem uma trajetria retilnea at a tela fluorescente T. Determine a) o mdulo a da acelerao dos eltrons enquanto esto entre as placas; b) o intervalo de tempo t que os eltrons permanecem entre as placas; c) o desvio y na trajetria dos eltrons, na direo vertical, ao final de seu movimento entre as placas; d) a componente vertical Vy da velocidade dos eltrons ao sarem da regio entre as placas note e adote: Ignore os efeitos de borda do campo eltrico; Ignore efeitos gravitacionais.

Questão 6
2013História

A Revolução Mexicana, iniciada em 1910, arrastou-se por quase dez anos e envolveu diversos projetos políticos e sociais a) Identifique e analise uma das principais reivindicações dos zapatistas durante essa Revolução. b) Cite e analise duas das principais mudanças sociais trazidas por essa Revolução.

Questão 6
2013Matemática

(FUVEST - 2013) Considere o polinmio p(x) = x4+1. a) Ache todas as razes complexas de p(x). b) Escreva p(x) como produto de dois polinmios de segundo grau, com coeficientes reais.

Questão 6
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase) Leia as seguintes manchetes: Grupo I Esperada, na Cmara, a mensagem pedindo a decretao do estado de guerra. (Jornal do Brasil, 07 de outubro de 1937.) Encerrou seus trabalhos a Conferncia de Paris (Folha da Manh, 16 de julho de 1947.) Causaram viva apreenso nos E.U.A. os discos voadores (Folha da Manh, 30 de julho de 1952.) Grupo II Quase metade dos mdicos receita o que indstria quer (Folha de S. Paulo, 31 de maio de 2010.) Novo terminal de Cumbica atender 19 milhes ao ano (Folha de S. Paulo, 26 de junho de 2011.) MEC divulga hoje resultados do Enem por escolas (Zero Hora, 22 de novembro de 2012.) a) Cada um dos grupos de manchetes acima reproduzidos, por ter sido escrito em pocas diferentes, caracteriza-se pelo uso reiterado de determinados recursos lingusticos. Indique um recurso lingustico que caracteriza as manchetes de cada um desses grupos. b) Manchetes jornalsticas costumam suprimir vrgulas. Transcreva a ltima manchete de cada grupo, acrescentando vrgulas onde forem cabveis, de acordo com a norma-padro da lngua portuguesa.

Questão 6
2013Química

(FUVEST - 2013) A porcentagem em massa de sais no sangue de aproximadamente 0,9%. Em um experimento, alguns glbulos vermelhos de uma amostra de sangue foram coletados e separados em trs grupos. Foram preparadas trs solues, identificadas por X, Y e Z, cada qual com uma diferente concentrao salina. A cada uma dessas solues foi adicionado um grupo de glbulos vermelhos. Para cada soluo, acompanhou-se, ao longo do tempo, o volume de um glbulo vermelho, como mostra o grfico. Com base nos resultados desse experimento, correto afirmar que

Questão 6
2013Geografia

(FUVEST - 2013- 2 fase) Entre as caractersticas que distinguem a gua do mar das guas dos rios continentais, destaca-se a alta concentrao de sal. Pensando-se na escala planetria, essa concentrao no , todavia, a mesma em todos os lugares e varia conforme se pode ver no planisfrio abaixo. Com base nas informaes acima e em seus conhecimentos sobre as zonas climticas, a precipitao atmosfrica e a hidrografia do planeta, a) explique um fator natural responsvel pela menor concentrao de sal das guas ocenicas nas proximidades dos polos; b) identifique e explique uma causa da diminuio da salinidade das guas ocenicas em direo ao continente africano na rea assinalada.

Questão 6
2013Biologia

(FUVEST- 2013) A figura abaixo mostra um equipamento que coleta gases produzidos por plantas aquticas. Nele, so colocados ramos que ficam submersos em lquido; uma vlvula controla a sada dos gases. a) Que gs(gases) (so) coletado(s) de um equipamento como esse, quando a planta mantida sob mesma temperatura e sob intensidade luminosa a1) inferior ao ponto de compensao ftico? a2) superior ao ponto de compensao ftico? b) Dois equipamentos, preparados com a mesma quantidade de planta e o mesmo volume de lquido, foram mantidos sob as mesmas condies de temperatura e de exposio luz; apenas um fator diferiu entre as duas preparaes. Aps duas horas, verificou-se que a quantidade de gases coletada de um dos equipamentos foi 20% maior do que a do outro. Qual fator, que variou entre as preparaes, pode explicar essa diferena na quantidade de gases coletada?

Questão 6
2013Química

(FUVEST2013 - 2 fase) Os chamados compostos de Grignard foram preparados, pela primeira vez, por Victor Grignard no final do sculo XIX. Esses compostos podem ser obtidos pela reao de um haleto de alquila ou haleto de arila com magnsio metlico, utilizando um ter como solvente, conforme representado pelas seguintes equaes qumicas: Os compostos de Grignard so muito teis, por exemplo, para preparar alcois a partir de cetonas ou aldedos, conforme representado abaixo: Os compostos de Grignard tambm reagem com aminas, alcois e cidos carboxlicos, conforme representado pelas seguintes equaes qumicas: Assim sendo, para preparar um composto de Grignard, preciso escolher corretamente o haleto orgnico, que no deve conter grupos funcionais que reajam com o composto de Grignard que se pretende preparar. a) Dentre os cinco compostos representados na pgina de respostas, apenas dois so adequados para reagir com magnsio e preparar compostos de Grignard. Indique esses dois compostos, justificando sua escolha. b) Escreva a frmula estrutural do produto orgnico da reao representada na pgina de respostas.

Questão 6
2013Física

(Fuvest 2013 2 fase) A potncia eltrica instalada no Brasil 100 GW. Considerando que o equivalente energtico do petrleo seja igual a 4x107 J/L, que a potncia mdia de radiao solar por unidade de rea incidente na superfcie terrestre seja igual a 250 W/m2 e que a relao de equivalncia entre massa m e energia E expressa por E = mc2, determine a) a rea A de superfcie terrestre, na qual incide uma potncia mdia de radiao solar equivalente potncia eltrica instalada no Brasil; b) a energia eltrica EB consumida no Brasil em um ano, supondo que, em mdia, 80% da potncia instalada seja utilizada; c) o volume V de petrleo equivalente energia eltrica consumida no Brasil em um ano; d) a massa m equivalente energia eltrica consumida no Brasil em um ano. Note e adote: 1 GW = 109 W c = 3 x 108 m/s 1 ano = 3 x 107 s

Questão 7
2013Química

(FUVEST - 2013) A partir de consideraes tericas, foi feita umaestimativa do poder calorfico (isto , da quantidade de calor liberada na combusto completa de 1 kg de combustvel) de grande nmero de hidrocarbonetos. Dessa maneira, foi obtido o seguinte grfico de valores tericos: Com base no grfico, um hidrocarboneto que libera 10.700 kcal/kg em sua combusto completa pode ser representado pela frmula

Questão 7
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase)Leia com ateno o trecho de Til, de Jos de Alencar, para responder ao que se pede. [Berta] -Agora creio em tudo no que me disseram, e no que se pode imaginar de mais horrvel. Que assassines por paga a quem no te fez mal, que por vingana pratiques crueldades que espantam, eu concebo; s como a suuarana, que s vezes mata para estancar a sede, e outras por desfastio entra na mangueira e estraalha tudo. Mas que te vendas para assassinar o filho de teu benfeitor, daquele em cuja casa foste criado, o homem de quem recebeste o sustento; eis o que no se compreende; porque at as feras lembram-se do benefcio que se lhes fez, e tm um faro para conhecerem o amigo que as salvou. [Jo] - Tambm eu tenho, pois aprendi com elas; respondeu o bugre; e sei me sacrificar por aqueles que me querem. No me torno, porm, escravo de um homem, que nasceu rico, por causa das sobras que me atirava, como atiraria a qualquer outro, ou a seu negro. No foi por mim que ele fez isso; mas para se mostrar ou por vergonha de enxotar de sua casa a um pobre-diabo. A terra nos d de comer a todos e ningum se morre por ela. [Berta] - Para ti, portanto, no h gratido? [Jo] - No sei o que ; demais, Galvo j ps-me quites dessa dvida da farinha que lhe comi. Estamos de contas justas! acrescentou Jo Fera com um suspiro profundo. a) Nesse trecho, Jo Fera refere-se de modo acerbo a uma determinada relao social (aquela que o vinculara, anteriormente, ao seu benfeitor, conforme diz Berta), revelando o mal-estar que tal relao lhe provoca. Que relao social essa e em que consiste o mal-estar que lhe est associado? b) A fala de Jo Fera revela que, no contexto scio-histrico em que estava inserido, sua posio social o fazia sentir-se ameaado de ser identificado com um outro tipo social -identificao, essa, que ele considera intolervel. De que identificao se trata e por que Jo a abomina? Explique sucintamente.

Questão 8
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase) No excerto abaixo, narra-se parte do encontro de Brs Cubas com Quincas Borba, quando este, reduzido misria, mendigava nas ruas do Rio de Janeiro: Tirei a carteira, escolhi uma nota de cinco mil-ris, - a menos limpa, - e dei-lha [a Quincas Borba]. Ele recebeu-ma com os olhos cintilantes de cobia. Levantou a nota ao ar, e agitou-a entusiasmado. - In hoc signo vinces!* bradou. E depois beijou-a, com muitos ademanes de ternura, e to ruidosa expanso, que me produziu um sentimento misto de nojo e lstima. Ele, que era arguto, entendeu-me; ficou srio, grotescamente srio, e pediu-me desculpa da alegria, dizendo que era alegria de pobre que no via, desde muitos anos, uma nota de cinco mil-ris. - Pois est em suas mos ver outras muitas, disse eu. - Sim? acudiu ele, dando um bote para mim. - Trabalhando, conclu eu. *In hoc signo vinces!: citao em latim que significa Com este sinal vencers (frase que teria aparecido no cu, junto de uma cruz, ao imperador Constantino, antes de uma batalha). Machado de Assis, Memrias pstumas de Brs Cubas. a) Tendo em vista a autobiografia de Brs Cubas e as consideraes que, ao longo de suas Memrias pstumas, ele tece a respeito do tema do trabalho, comente o conselho que, no excerto, ele d a Quincas Borba: - Trabalhando, conclu eu. b) Tendo, agora, como referncia, a histria de D. Plcida, contada no livro, discuta sucintamente o mencionado conselho de Brs Cubas.

Questão 8
2013Química

(FUVEST - 2013)Um funcionrio de uma empresa ficou encarregado de remover resduos de diferentes polmeros que estavam aderidos a diversas peas. Aps alguma investigao, o funcionrio classificou as peas em trs grupos, conforme o polmero aderido a cada uma. As frmulas estruturais de cada um desses polmeros so as seguintes: Para remover os resduos de polmero das peas, ofuncionrio dispunha de apenas dois solventes: gua e n-hexano. O funcionrio analisou as frmulas estruturais dos trs polmeros e procurou fazer a correspondncia entre cada polmero e o solvente mais adequado para solubiliz-lo. A alternativa que representa corretamente essa correspondncia :

Questão 9
2013Português

(FUVEST 2013 - 2 fase) Embora seja, com frequncia, irnico a respeito do livro e de si mesmo, o narrador das Viagens na minha terra no deixa de declarar ao leitor que essa obra primeiro que tudo, um smbolo , na medida em que, diz ele, uma profunda ideia (...) est oculta debaixo desta ligeira aparncia de uma viagenzita que parece feita a brincar, e no fim de contas uma coisa sria, grave, pensada (...). Tendo em vista essas declaraes do narrador e considerando a obra em seu contexto histrico e literrio, responda ao que se pede. a) Do ponto de vista da histria social e poltica de Portugal, o que est simbolizado nessa viagem? b) Considerada, agora, do ponto de vista da histria literria, o que essa obra de Garrett representa na evoluo da prosa portuguesa? Explique resumidamente.

Questão 9
2013Química

(FUVEST - 2013) Uma moeda antiga de cobre estava recoberta com uma camada de xido de cobre (II). Para restaurar seu brilho original, a moeda foi aquecida ao mesmo tempo em que se passou sobre ela gs hidrognio. Nesse processo, formou-se vapor de gua e ocorreu a reduo completa do ction metlico. As massas da moeda, antes e depois do processo descrito, eram, respectivamente, 0,795 g e 0,779 g.Assim sendo, a porcentagem em massa do xido de cobre (II) presente na moeda, antes do processo de restaurao, era

NOVIDADES
Kuadro