Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 44
2015Inglês

(FUVEST 2015) Between now and 2050 the number of people living in cities will grow from 3.9 billion. The proportion of urban dwellers will swell from 54% to 67% of the worlds population, according to the UN. In other words, for the next 36 years the worlds cities will expand by the equivalent of sic So Paulos every year. This growth will largely occur in developing countries. But most governments there are ignoring the problem, says William Cobbett of the Cities Alliance, on NGO that supports initiatives such as the one launched by New York University to help cities make long-term preparations for their growth. Whether we want it or not, urbanisation is inevitable, say specialists. The real question is: how can we improve its quality? The Economist,June 21st 2014. Adaptado. Segundo William Cobbet:

Questão 45
2015Matemática

(FUVEST 2015) A trajetória de um projétil, lançado da beira de um penhasco sobre um terreno plano e horizontal, é parte de uma parábola com eixo de simetria vertical, como ilustrado na figura. O ponto P sobre o terreno, pé da perpendicular traçada a partir do ponto ocupado pelo projétil, percorre 30m desde o instante do lançamento até o instante em que o projétil atinge o solo. A altura máxima do projétil, de 200m acima do terreno, é atingida no instante em que a distância percorrida por P,a partir do instante do lançamento, é de 10m. Quantos metros acima do terreno estava o projétil quando foi lançado?

Questão 46
2015Matemática

(FUVEST 2015) Na cidade de São Paulo, as tarifas de transporte urbano podem ser pagas usando o bilhete único. A tarifa é de 3,00 para uma viagem simples (ônibus ou metrô/trem), e de 4,65 para uma viagem de integração (ônibus e metrô/trem). Um usuário vai recarregar seu bilhete único, que está com um saldo de R$ 12,50. O menor valor de recarga para o qual seria possível zerar o saldo do bilhete após algumas utilizações é

Questão 47
2015Matemática

(Fuvest 2015) A equação x2 + 2x + y2 + my = n, em que m e n são constantes, representa uma circunferência no plano cartesiano. Sabe-se que a reta y = -x + 1 contém o centro da circunferência e a intersecta no ponto (-3, 4). Os valores de m e n são, respectivamente,

Questão 48
2015Matemática

(FUVEST 2015) No triângulo retângulo ABC, ilustrado na figura, a hipotenusa AC mede 12 cm e o cateto BC mede 6 cm. Se M é o ponto médio de BC, então a tangente do ângulo MÂC é igual a:

Questão 49
2015Matemática

(Fuvest 2015) O sólido da figura é formado pela pirâmide SABCD sobre o paralelepípedo reto ABCDEFGH. Sabe-se que S pertence à reta determinada por A e E e que AE = 2cm, AD = 4cm e AB = 5cm. A medida do segmento SA que faz com que o volume do sólido seja igual a 4/3 do volume da pirâmide SEFGH é

Questão 50
2015Matemática

(Fuvest 2015) No sistema linear  nas variáveis x, y e z, a e m são constantes reais. É correto afirmar:

Questão 51
2015Matemática

(FUVEST 2015) Sabe-se que existem números reais A e x0, sendo A 0, tais que senx + 2 cos x = A cos (x - x0)para todo x real. O valor de A é igual a:

Questão 52
2015Matemática

(Fuvest 2015) Dadas as sequências e,definidas para valores inteiros positivos de n, considere as seguintes afirmações: I. an é uma progressão geométrica; II. bn é uma progressão geométrica; III. cn é uma progressão aritmética; IV. dn é uma progressão geométrica. São verdadeiras apenas

Questão 53
2015Matemática

(FUVEST 2015) De um baralho de 28 cartas, sete de cada naipe, Luís recebe cinco cartas: duas de ouros, uma de espadas, uma de copas e uma de paus. Ele mantém consigo as duas cartas de ouros e troca as demais por três cartas escolhidas ao acaso dentre as 23 cartas que tinham ficado no baralho. A probabilidade de, ao final, Luís conseguir cinco cartas de ouros é:

Questão 54
2015Matemática

(FUVEST 2015) Examine o gráfico. Com base nos dados do gráfico, pode-se afirmar corretamente que a idade

Questão 55
2015MatemáticaQuímica

(FUVEST 2015) A grafite de um lápis tem quinze centímetros de comprimento e dois milímetros de espessura. Dentre os valores abaixo, o que mais se aproxima do número de átomos presentes nessa grafite é:

Questão 56
2015MatemáticaGeografia

(FUVEST 2015) Diz-se que dois pontos da superfície terrestre são antípodas quando o segmento de reta que os une passa pelo centro da Terra. Podem ser encontradas, em sites da internet, representações, como a reproduzida abaixo, em que as áreas escuras identificam os pontos da superfície terrestre que ficam, assim como os seus antípodas, sobre terra firme. Por exemplo, os pontos antípodas de parte do sul da América do Sul estão no leste da Ásia. Se um ponto tem latitude x graus nortee longitude y graus leste, então seu antípoda tem latitude e longitude, respectivamente,

Questão
2015Geografia

(FUVEST 2015 - 2 FASE) Considere o texto abaixo para responder questo. O que houve em Canudos e continua a acontecer hoje, no campo como nas grandes cidades brasileiras, foi o choque do Brasil oficial e mais claro com o Brasil real e mais escuro (...). Euclides da Cunha, formado, como todos ns, pelo Brasil oficial, de repente, ao chegar ao serto, viu‐se ofuscado pelo Brasil real de Antnio Conselheiro e seus seguidores. Sua intuio de escritor de gnio e seu nobre carter de homem de bem colocaram‐no imediatamente ao lado do Conselheiro, para honra e glria do escritor. De modo que, entre outros erros e contradies, s lhe ocorreu, alm da corajosa denncia do crime, pregar uma modernizao que consistiria, finalmente, em conformar o Brasil real pelos moldes do Brasil oficial. Isto , uma modernizao falsificadora e falsa, que, como a que esto tentando fazer agora, talvez pior do que uma invaso declarada. Esta apenas destri e assola, enquanto a falsa modernizao, no campo como na cidade, descaracteriza, assola, destri e avilta o povo do Brasil real. Ariano Suassuna. Folha de S. Paulo, 30/11/1999. Adaptado. a) Identifique e explique dois elementos da questo agrria brasileira contempornea que justificam a expresso falsa modernizao no campo. b) Descreva uma caracterstica comu

Questão
2015Português

(FUVEST -2015) Alusio de Azevedo, enredo na narrativa, fatores de contextualizao, gerao nacionalista, naturalismo no Brasil, romantismo E Jernimo via e escutava, sentindo ir-se-lhe toda a alma pelos olhos enamorados. Naquela mulata estava o grande mistrio, a sntese das impresses que ele recebeu chegando aqui: ela era a luz ardente do meio-dia; ela era o calor vermelho das sestas da fazenda; era o aroma quente dos trevos e das baunilhas, que o atordoara nas matas brasileiras; era a palmeira virginal e esquiva que se no torce a nenhuma outra planta; era o veneno e era o acar gostoso; era o sapoti mais doce que o mel e era a castanha do caju, que abre feridas com o seu azeite de fogo; ela era a cobra verde e traioeira, a lagarta viscosa, a murioca doida, que esvoaava havia muito tempo em torno do corpo dele, assanhando-lhe os desejos, acordando-lhe as fibras embambecidas pela saudade da terra, picando-lhe as artrias, para lhe cuspir dentro do sangue uma centelha daquele amor setentrional, uma nota daquela msica feita de gemidos de prazer, uma larva daquela nuvem de cantridas que zumbiam em torno da Rita Baiana e espalhavam-se pelo ar numa fosforescncia afrodisaca. Alusio Azevedo, O cortio. O efeito expressivo do texto bem como seu pertencimento ao Naturalismo em literatura baseia-se amplamente no procedimento de explorar de modo intensivo aspectos biolgicos da natureza. Entre esses procedimentos empregados no texto, s NO se encontra a