Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão
2007Física

(FUVEST - 2007 - 2 fase - Questo 8) O plutnio (238Pu) usado para a produo direta de energia eltrica em veculos espaciais. Isso realizado em um gerador que possui duas placas metlicas, paralelas, isoladas e separadas por uma pequena distncia D. Sobre uma das placas deposita-se uma fina camada de 238Pu, que produz 5 1014 desintegraes por segundo. O 238Pu se desintegra, liberando partculas alfa, das quais alcana a outra placa, onde so absorvidas. Nesse processo, as partculas alfa transportam uma carga positiva Q e deixam uma carga -Q na placa de onde saram, gerando uma corrente eltrica entre as placas, usada para alimentar um dispositivo eletrnico, que se comporta como uma resistncia eltrica R = 3,0 109 . Estime a) a corrente I, em amperes, que se estabelece entre as placas. b) a diferena de potencial V, em volts, que se estabelece entre as placas. c) a potncia eltrica PE, em watts, fornecida ao dispositivo eletrnico nessas condies. NOTE E ADOTE O 238Pu um elemento radioativo, que decai naturalmente, emitindo uma partcula alfa (ncleo de 4He). Carga Q da partcula alfa = 2 1,6 10-19 C

Questão
2007Química

(FUVEST - 2007 - 1a fase) Os comprimidos de um certo anti-cido efervescente contm cido acetilsaliclico, cido ctrico e determinada quantidade de bicarbonato de sdio, que no totalmente consumida pelos outros componentes, quando o comprimido dissolvido em gua. Para determinar a porcentagem em massa do bicarbonato de sdio (NaHCO3) nesses comprimidos, foram preparadas 7 solues de vinagre, com mesmo volume, porm de concentraes crescentes. Em um primeiro experimento, determinou-se a massa de um certo volume de gua e de um comprimido do anti-cido. A seguir, adicionou-se o comprimido gua, agitou-se e, aps cessar a liberao de gs, fez-se nova pesagem. Procedimento anlogo foi repetido para cada uma das 7 solues. Os resultados desses 8 experimentos esto no grfico. Considerando desprezvel a solubilidade do gs na gua e nas solues utilizadas, a porcentagem em massa de bicarbonato de sdio nos comprimidos de anti-cido , aproximadamente, de: Dados: Dados: massa do comprimido = 3,0 g massas molares (g/mol): dixido de carbono = 44 bicarbonato de sdio = 84 vinagre = soluo aquosa diluda de cido actico

Questão
2007Química

(FUVEST - 2007 - 1a fase)O cientista e escritor Oliver Sacks, em seu livro Tio Tungstnio, nos conta a seguinte passagem de sua infncia: Ler sobre [Humphry] Davy e seus experimentos estimulou-me a fazer diversos outros experimentos eletroqumicos... Devolvi o brilho s colheres de prata de minha me colocandoas em um prato de alumnio com uma soluo morna de bicarbonato de sdio [NaHCO3]. Pode-se compreender o experimento descrito, sabendo-se que - objetos de prata, quando expostos ao ar, enegrecem devido formao de Ag2O e Ag2S (compostos inicos). - as espcies qumicas Na+, A3+ e Ag+ tm, nessa ordem, tendncia crescente para receber eltrons. Assim sendo, a reao de oxirreduo, responsvel pela devoluo do brilho s colheres, pode ser representada por:

Questão
2007Química

Reescreva as seguintes equaes qumicas, utilizando estruturas de Lewis (frmulas eletrnicas em que os eltrons de valncia so representados por ou x), tanto para os reagentes quanto para os produtos.

Questão
2007Física

(FUVEST - 2007 - 1a fase)Na cozinha de uma casa, ligada rede eltrica de 110 V, h duas tomadas A e B. Deseja-se utilizar, simultaneamente, um forno de microondas e um ferro de passar, com as caractersticas indicadas. Para que isso seja possvel, necessrio que o disjuntor (D) dessa instalao eltrica, seja de, no mnimo,

Questão
2007Física

(FUVEST - 2007 - 1a fase) A janela de uma casa age como se fosse um espelho e reflete a luz do Sol nela incidente, atingindo, s vezes, a casa vizinha Para a hora do dia em que a luz do Sol incide na direo indicada na figura, o esquema que melhor representa a posio da janela capaz de refletir o raio de luz na direo de P

Questão
2007Química

(FUVEST - 2007 - 1a fase) A dissoluo de um sal em gua pode ocorrer com liberao de calor, absoro de calor ou sem efeito trmico. Conhecidos os calores envolvidos nas transformaes, mostradas no diagrama que segue, possvel calcular o calor da dissoluo de cloreto de sdio slido em gua, produzindo Na+ (aq) e Cl-(aq). ] Com os dados fornecidos, pode-se afirmar que a dissoluo de 1 mol desse sal

Questão 1
2006Matemática

(FUVEST - 2006)Um tapete deve ser bordado sobre uma tela de 2 m por 2 m, com as cores marrom, mostarda, verde e laranja, da seguinte forma: o padro quadrado de 18 cm por 18 cm, mostrado abaixo, ser repetido tanto na horizontal quanto na vertical; e uma faixa mostarda, de 5 cm de largura, ser bordada em toda a volta do tapete, como na figura. a) Qual o tamanho do maior tapete quadrado, como descrito acima, que pode ser bordado na tela? Quantas vezes o padro ser repetido? b) Se com um novelo de l pode-se bordar 400 cm , qual o nmero mnimo de novelos de l mostarda necessrio para confeccionar esse tapete?

Questão 1
2006Português

(FUVEST - 2006 - 1 FASE ) Ele se aproximou e com voz cantante de nordestino que a emocionou, perguntou-lhe: ⎯ E se me desculpe, senhorinha, posso convidar a passear? ⎯ Sim, respondeu atabalhoadamente com pressa antes que ele mudasse de idia. ⎯ E, se me permite, qual mesmo a sua graa? ⎯ Macaba. ⎯ Maca ⎯ o qu? ⎯ Bea, foi ela obrigada a completar. ⎯ Me desculpe mas at parece doena, doena de pele. ⎯ Eu tambm acho esquisito mas minha me botou ele por promessa a Nossa Senhora da Boa Morte se eu vingasse, at um ano de idade eu no era chamada porque no tinha nome, eu preferia continuar a nunca ser chamada em vez de ter um nome que ningum tem mas parece que deu certo ⎯ parou um instante retomando o flego perdido e acrescentou desanimada e com pudor ⎯ pois como o senhor v eu vinguei... pois ... ⎯ Tambm no serto da Paraba promessa questo de grande dvida de honra. Eles no sabiam como se passeia. Andaram sob a chuva grossa e pararam diante da vitrine de uma loja de ferragem onde estavam expostos atrs do vidro canos, latas, parafusos grandes e pregos. E Macaba, com medo de que o silncio j significasse uma ruptura, disse ao recm-namorado: ⎯ Eu gosto tanto de parafuso e prego, e o senhor? Da segunda vez em que se encontraram caa uma chuva fininha que ensopava os ossos. Sem nem ao menos se darem as mos caminhavam na chuva que na cara de Macaba parecia lgrimas escorrendo. Clarice Lispector, A hora da estrela. Neste excerto, as falas de Olmpico e Macaba

Questão 1
2006Biologia

(FUVEST - 2006)O esquema abaixo representa as principais relaes alimentares entre espcies que vivem num lago de uma regio equatorial. Com relao a esse ambiente: a) Indique os consumidores primrios. b) Dentre os consumidores, indique quais ocupam um nico nvel trfico. c) Explique como o aumento das populaes das aves pode impactar as populaes de mosquitos.

Questão 1
2006História

(FUVEST - 2006)Tendo em vista as cidades-estado (polis), comente a seguinte passagem do livro Histria (Livro VIII, 144), na qual Herdoto verifica a existncia da unidade de todos os helenos pelo sangue e pela lngua, e os templos dos deuses e os sacrifcios oferecidos em comum, e a semelhana de nossa maneira de viver. Faa o comentrio em termos a) da identidade dos gregos. b) do significado da polis.

Questão 1
2006Geografia

(FUVEST - 2006) a) Analise os momentos I e II da charge do continente africano. b) Como os momentos I e II podem ser caracterizados na frica do Sul?

Questão 1
2006Português

(FUVEST - 2006) Atribuir ao doente a culpa dos males que o afligem procedimento tradicional na histria da humanidade. A obesidade no foge regra. Na Idade Mdia, a sociedade considerava a hansenase um castigo de Deus para punir os mpios. No sculo 19, quando proliferaram os aglomerados urbanos e a tuberculose adquiriu caractersticas epidmicas, dizia-se que a enfermidade acometia pessoas enfraquecidas pela vida devassa que levavam. Com a epidemia de Aids, a mesma histria: apenas os promscuos adquiririam o HIV. Coube cincia demonstrar que so bactrias os agentes causadores de tuberculose e da hansenase, que a Aids transmitida por um vrus e que esses microorganismos so alheios s virtudes e fraquezas humanas: infectam crianas, mulheres ou homens, no para puni-los ou v-los sofrer, mas porque pretendem crescer e multiplicar-se como todos os seres vivos. Tanto se lhes d se o organismo que lhes oferece condies de sobrevivncia pertence vestal ou ao pecador contumaz. (...) Drauzio Varella, Folha de S. Paulo, 12/11/2005. a) Crie uma frase com a palavra obesidade que possa ser acrescentada ao final do 2 pargrafo sem quebra de coerncia. b) Fazendo as adaptaes necessrias e respeitando a equivalncia de sentido que a expresso Tanto se lhes d (...) tem no texto, proponha uma frase, substituindo o pronome lhes pelo seu referente.

Questão 2
2006Biologia

(FUVEST - 2006) a) O cncer uma doena gentica, mas na grande maioria dos casos no herdado. Justifique essa afirmao. b) Uma das preocupaes com a destruio da camada de oznio da atmosfera o aumento da incidncia de cncer de pele. Explique a relao que existe entre a destruio da camada de oznio e o aumento da incidncia desse cncer.

Questão 2
2006História

(FUVEST - 2006)A personagem Dom Quixote representava um ideal de vida no mais dominante no tempo em que Miguel de Cervantes escreveu sua famosa obra (1605-1615). a) Explique esse ideal. b) Por que tal ideal deixou de ser dominante?