Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 87
2018Inglês

(FUVEST - 2018) Its a perilous time to be a statue. Not that it has ever been a particularly secure occupation, exposed as statues are to the elements, bird droppings and political winds. Just ask Queen Victoria, whose rounded frame perches atop hundreds of plinths across the Commonwealth, with an air of solemn, severe solidity. But in 1963 in Quebec, members of a separatist paramilitary group stuck dynamite under the dress of her local statue. It exploded with a force so great that her head was found 100 yards away. Today, the head is on display in a museum, with her body preserved in a room some miles away. The art historian Vincent Gigure said that the fact its damaged is what makes it so important. Theres another reason to conserve the beheaded Victoria. Statues of women, standing alone and demanding attention in a public space, are extremely rare. To be made a statue, a woman had to be a naked muse, royalty or the mother of God. Or occasionally, an icon of war, justice or virtue: Boadicea in her chariot in London, the Statue of Liberty in New York. Still, of 925 public statues in Britain, only 158 are women standing on their own. Of those, 110 are allegorical or mythical, and 29 are of Queen Victoria. Julia Baird, The New York Times. September 4, 2017. Adaptado No texto, a figura da rainha Vitria associada ao conceito de

Questão 88
2018Inglês

(Fuvest 2018) Its a perilous time to be a statue. Not that it has ever been a particularly secure occupation, exposed as statues are to the elements, bird droppings and political winds. Just ask Queen Victoria, whose rounded frame perches atop hundreds of plinths across the Commonwealth, with an air of solemn, severe solidity. But in 1963 in Quebec, members of a separatist paramilitary group stuck dynamite under the dress of her local statue. It exploded with a force so great that her head was found 100 yards away. Today, the head is on display in a museum, with her body preserved in a room some miles away. The art historian Vincent Giguère said that the fact its damaged is what makes it so important. Theres another reason to conserve the beheaded Victoria. Statues of women, standing alone and demanding attention in a public space, are extremely rare. To be made a statue, a woman had to be a naked muse, royalty or the mother of God. Or occasionally, an icon of war, justice or virtue: Boadicea in her chariot in London, the Statue of Liberty in New York. Still, of 925 public statues in Britain, only 158 are women standing on their own. Of those, 110 are allegorical or mythical, and 29 are of Queen Victoria. Julia Baird, The New York Times. September 4, 2017. Adaptado No texto, a referência ao número de estátuas expostas em espaços públicos na Grã-Bretanha indica

Questão 89
2018Inglês

(FUVEST -2018) Algorithms are everywhere. They play the stockmarket, decide whether you can have a mortgage and may one day drive your car for you. They search the internet when commanded, stick carefully chosen advertisements into the sites you visit and decide what prices to show you in online shops. () But what exactly are algorithms, and what makes them so powerful? An algorithm is, essentially, a brainless way of doing clever things. It is a set of precise steps that need no great mental effort to follow but which, if obeyed exactly and mechanically, will lead to some desirable outcome. Long division and column addition are examples that everyone is familiar withif you follow the procedure, you are guaranteed to get the right answer. So is the strategy, rediscovered thousands of times every year by schoolchildren bored with learning mathematical algorithms, for playing a perfect game of noughts and crosses. The brainlessness is key: each step should be as simple and as free from ambiguity as possible. Cooking recipes and driving directions are algorithms of a sort. But instructions like stew the meat until tender or its a few miles down the road are too vague to follow without at least some interpretation. () The Economist, August 30, 2017. No texto, um exemplo associado ao fato de algoritmos estarem por toda parte

Questão 90
2018Inglês

(Fuvest 2018) Algorithms are everywhere. They play the stockmarket, decide whether you can have a mortgage and may one day drive your car for you. They search the internet when commanded, stick carefully chosen advertisements into the sites you visit and decide what prices to show you in online shops. () But what exactly are algorithms, and what makes them so powerful? An algorithm is, essentially, a brainless way of doing clever things. It is a set of precise steps that need no great mental effort to follow but which, if obeyed exactly and mechanically, will lead to some desirable outcome. Long division and column addition are examples that everyone is familiar withif you follow the procedure, you are guaranteed to get the right answer. So is the strategy, rediscovered thousands of times every year by schoolchildren bored with learning mathematical algorithms, for playing a perfect game of noughts and crosses. The brainlessness is key: each step should be as simple and as free from ambiguity as possible. Cooking recipes and driving directions are algorithms of a sort. But instructions like stew the meat until tender or its a few miles down the road are too vague to follow without at least some interpretation. () The Economist, August 30, 2017. Segundo o texto, a execução de um algoritmo consiste em um processo que

Questão
2018Química

(FUVEST - 2018) Um mtodo largamente aplicado para evitar a corroso em estruturas de ao enterradas no solo, como tanques e dutos, a proteo catdica com um metal de sacrifcio. Esse mtodo consiste em conectar a estrutura a ser protegida, por meio de um fio condutor, a uma barra de um metal diferente e mais facilmente oxidvel, que, com o passar do tempo, vai sendo corrodo at que seja necessria sua substituio. Um experimento para identificar quais metais podem ser utilizados como metal de sacrifcio consiste na adio de um pedao de metal a diferentes solues contendo sais de outros metais, conforme ilustrado, e cujos resultados so mostrados na tabela. O smbolo (+)indica que foi observada uma reao qumica e o ()indica que no se observou qualquer reao qumica. Da anlise desses resultados, conclui-se que pode(m) ser utilizado(s) como metal(is) de sacrifcio para tanques de ao: Note e adote: - o ao uma liga metlica majoritariamente formada pelo elemento ferro.

Questão
2018História

(FUVEST- 2018) Os Imprios helensticos, amlgamas eclticas de formas gregas e orientais, alargaram o espao da civilizao urbana da Antiguidade clssica, diluindo-lhe a substncia [...]. De 200 a.C. em diante, o poder imperial romano avanou para leste [...] e nos meados do sculo II as suas legies haviam esmagado todas as barreiras srias de resistncia do Oriente. P. Anderson. Passagens da Antiguidade ao feudalismo. Porto: Afrontamento, 1982. Na regio das formaes sociais gregas,

Questão
2018Biologia

(FUVEST 2018 - Primeira Fase) Nos ces labradores, a cor da pelagem preta, chocolate ou dourada depende da interao entre dois genes, um localizado no cromossomo 11 (alelos B e b) e o outro, no cromossomo 5 (alelos E e e). O alelo dominante B responsvel pela sntese do pigmento preto e o alelo recessivo b pela produo do pigmento chocolate. O alelo dominante E determina a deposio do pigmento preto ou chocolate nos pelos; e o alelo eimpede a deposio de pigmento no pelo. Dentre 36 ces resultantes de cruzamentos de ces heterozigticos nos dois lcus com ces duplo-homozigticos recessivos, quantos com pelagem preta, chocolate e dourada, respectivamente, so esperados?

Questão
2018Geografia

(FUVEST 2018/19) O Protocolo de Kyoto refere-se:

Questão
2018Geografia

(FUVEST-2018) Aps a assinatura do Protocolo de Kyoto em 1997, estabeleceu-se a criao de um mercado mundial de crditos de carbono, relacionado necessidade de reduo das emisses de gases do efeito estufa. Sobre esse assunto, correto afirmar que:

Questão
2018Biologia

(FUVEST 2018 - Primeira Fase) No grupo dos fungos, so conhecidas perto de 100 mil espcies. Esse grupo to diverso inclui espcies que

Questão
2018Geografia

(FUVEST- segunda fase) O mapa representa a Rodovia Interocenica, conhecida no Brasil como BR317. Na parte destacada no retngulo, est o trecho dessa estrada que vem sendo utilizado (de forma mais acentuada, de 2010 a 2015) como porta de entrada para o Brasil, de grupos de migrantes vindos da Amrica Centra. a) Identifique o pas de origem desse fluxo recente e explique, citando uma razo de natureza fsica e outra social, para a migrao. b) Explique por que a entrada no Brasil se d por esse trecho especfico da estrada mencionada, considerando, dentre outros elementos, algumas de suas caractersticas fsicas

Questão
2018Geografia

E(FUVEST- segunda fase) Estudos sobre os megaeventos esportivos tm demonstrado seu carter indutor de significativas transformaes urbanas nas cidades que sediam os Jogos Olmpicos. Tais intervenes urbanas so realizadas a partir de investimentos financeiros na melhoria de infraestruturas e imagem dessas cidades. De modo geral, esses megaeventos articulam interesses governamentais, industriais e empresariais. Considerando o exemplo dos Jogos Olmpicos realizados em 2016 na cidade do Rio de Janeiro, atenda ao que se pede. a) Explique dois impactos dos Jogos Olmpicos na capital fluminense no que se refere mercantilizao da cidade. b) Cite dois exemplos de estratgias urbanas relacionadas aos interesses governamentais e empresariai

Questão
2018Química

(FUVEST - 2018 - 2 fase) Uma pessoa que vive numa cidade ao nvel do mar pode ter dificuldade para respirar ao viajar para La Paz, na Bolvia (cerca de 3600 m de altitude). a) Ao nvel do mar, a presso baromtrica 760 mmHg e a presso parcial de oxignio 159 mmHg. Qual a presso parcial de oxignio em La Paz, onde a presso baromtrica cerca de 490 mmHg? b) Qual o efeito da presso parcial de oxignio, em La Paz, sobre a difuso do oxignio do pulmo para o sangue, em comparao com o que ocorre ao nvel do mar? Como o sistema de transporte de oxignio para os tecidos responde a esse efeito, aps uma semana de aclimatao do viajante

Questão
2018Química

(FUVEST - 2018 - 2 fase) Em navios porta avies, comum o uso de catapultas para lanar os avies das curtas pistas de decolagem. Um dos possveis mecanismos de funcionamento dessas catapultas utiliza vapor de gua aquecido a 500 K para pressurizar um pisto cilndrico de 60 cm de dimetro e 3 m de comprimento, cujo mbolo ligado aeronave. Aps a presso do pisto atingir o valor necessrio, o mbolo solto de sua posio inicial e o gs expande rapidamente at sua presso se igualar presso atmosfrica (1 atm). Nesse processo, o mbolo empurrado, e o comprimento do cilindro expandido para 90 m, impulsionando a aeronave a ele acoplada. Esse processo dura menos de 2 segundos, permitindo que a temperatura seja considerada constante durante a expanso. a) Calcule qual a presso inicial do vapor de gua utilizado nesse lanamento. b) Caso o vapor de gua fosse substitudo por igual massa de nitrognio, nas mesmas condies, o lanamento seria bem sucedido? Justifique

Questão
2018Redação

REDAÇÃO Leia os textos para fazer sua redação. As obras de arte assumem a função da representação da cultura de um povo desde os tempos mais remotos da história das civilizações. É através delas que o ser humano transmite uma ideia ou expressão sensível. Contudo algumas obras de arte fogem do conceito de retratação do belo e do sensível, parecendo terem sido feitas para chocar e causar polêmicas. A principal obra do escultor inglês contemporâneo Marc Quinn é uma réplica de sua cabeça feita com cerca de 4,5 litros de seu próprio sangue extraído ao longo de cinco meses. Uma peça nova é feita a cada cinco anos, e elas ficam armazenadas em um recipiente de refrigeração especialmente desenvolvido para elas. http://gente.ig.com.br/cultura. Adaptado. Graças aos seus três urubus, a obra Bandeira Branca é o acontecimento mais movimentado da 29 Bienal [2010]. No dia da abertura, manifestantes de ONGs de proteção aos animais se posicionaram diante da instalação segurando cartazes com dizeres que pediam a libertação das aves. Chegaram a ser confundidos com a própria obra. Me entristece o fato de que apenas os animais estejam sendo ressaltados. Espalharam informações erradas sobre como os urubus estão sendo tratados, lamenta Nuno Ramos. Na obra, os urubus estão cercados por uma rede de proteção e têm como poleiro várias caixas de som que, de tempos em tempos, tocam uma tradicional marchinha de carnaval. As aves tinham a permanência na Bienal autorizada pelo próprio Ibama, que, depois, voltou atrás, alegando que as instalações estavam inapropriadas para a manutenção dos animais. Denúncias e proibições à parte, a obra de Nuno Ramos ganha sentido e fundamentação apenas na presença dos animais. Sem eles, a obra perde seu estatuto artístico e vira mero cenário, já que os animais são seus principais atores. IstoÉ. 08/10/2010. Adaptado. A exposição Queermuseu - Cartografias da Diferença na Arte Brasileira, realizada desde 15 de agosto no Santander Cultural, em Porto Alegre, foi cancelada após protestos em redes sociais. A mostra ficaria em cartaz até 8 de outubro, mas o espaço cultural cedeu às pressões de internautas. A seleção contava com 270 obras que tratavam de questões de gênero e diferença. Os trabalhos, em diferentes formatos, abordam a temática sexual de formas distintas, por vezes abstratas, noutras, mais explícitas. São assinados por 85 artistas, como Adriana Varejão, Candido Portinari, Ligia Clark, Yuri Firmesa e Leonilson. Folha de S.Paulo. 10/09/2017. Adaptado. Nos últimos dias, recebemos diversas manifestações críticas sobre a exposição Queermuseu Cartografias da diferença na Arte Brasileira. Ouvimos as manifestações e entendemos que algumas das obras da exposição Queermuseu desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo. Quando a arte não é capaz de gerar inclusão e reflexão positiva, perdeu seu propósito maior, que é elevar a condição humana. Por essa razão, decidimos encerrar a mostra neste domingo, 10/09. Garantimos, no entanto, que seguimos comprometidos com a promoção do debate sobre diversidade e outros grandes temas contemporâneos. https://www.facebook.com/SantanderCUltural/posts. Adaptado. A arte é um exercício contínuo de transgressão, principalmente a partir das vanguardas do começo do século 20. Isso dá a ela uma importância social muito grande porque, ao transgredir, ela aponta para novos caminhos e para soluções que ainda não tínhamos imaginado para problemas que muitas vezes sequer conhecíamos. A seleção dos trabalhos dos artistas para a próxima edição do festival [Videobrasil], por exemplo, me fez ver que os artistas estão muito antenados com as diversas crises que estamos vivendo e oferecem uma visão inovadora para o nosso cotidiano e acho que isso é um bom exemplo. Solange Farkas. https://www.nexojornal.com.br. Considerando as ideias apresentadas nos textos e também outras informações que julgar pertinentes, redija uma dissertação em prosa, na qual você exponha seu ponto de vista sobre o tema: Devem existir limites para a arte? Instruções: A dissertação deve ser redigida de acordo com a norma-padrão da língua portuguesa. Escreva, no mínimo, 20 linhas, com letra legível e não ultrapasse o espaço de 30 linhas da folha de redação. Dê um título a sua redação