Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 28
2011Matemática

(FUVEST - 2011) No plano cartesiano, os pontos (0, 3) e (-1, 0) pertencem circunferncia C. Uma outra circunferncia, de centro em (-1/2, 4) tangente a C no ponto (0, 3). Ento, o raio de C vale

Questão 29
2011Matemática

(FUVEST - 2011) Seja f(x) = a + 2bx+c , em que a, b e c so nmeros reais. A imagem de f asemirreta ]-1,[ e o grfico de f intercepta os eixos coordenados nos pontos (1, 0) e (0, -3/4).Ento, o produto abc vale

Questão 39
2011BiologiaQuímica

(FUVEST - 2011) Em 2009, o mundo enfrentou uma epidemia, causada pelo vrus A(H1N1), que ficou conhecida como gripe suna. A descoberta do mecanismo de ao desse vrus permitiu o desenvolvimento de dois medicamentos para combater a infeco, por ele causada, e que continuam necessrios, apesar de j existir e estar sendo aplicada a vacina contra esse vrus. As frmulas estruturais dos princpios ativos desses medicamentos so: Examinando-se as frmulas desses compostos, verificase que dois dos grupos funcionais que esto presentes no oseltamivir esto presentes tambm no zanamivir. Esses grupos so caractersticos de:

Questão 41
2011Biologia

(FUVEST - 2011) Os resultados de uma pesquisa realizada na USP revelam que a araucria, o pinheiro brasileiro, produz substncias antioxidantes e fotoprotetoras. Uma das autoras do estudo considera que, possivelmente, essa caracterstica esteja relacionada ao ambiente com intensa radiao UV em que a espcie surgiu h cerca de 200 milhes de anos. Com base na Teoria Sinttica da Evoluo, correto afirmar que:

Questão 42
2011Biologia

(FUVEST - 2011)Na evoluo dos vegetais, o gro de plen surgiu em plantas que correspondem, atualmente, ao grupo dos pinheiros. Isso significa que o gro de plen surgiu antes

Questão 43
2011Biologia

(FUVEST - 2011)Considere os filos de animais viventes e as seguintes caractersticas relacionadas conquista do ambiente terrestre: I. Transporte de gases feito exclusivamente pelo sistema respiratrio, independente do sistema circulatrio. II. Respirao cutnea e pulmonar no mesmo indivduo. III. Ovos com casca calcrea resistente e porosa. A sequncia que reproduz corretamente a ordem evolutiva de surgimento de tais caractersticas :

Questão 44
2011Biologia

(FUVEST - 2011) Em 1910, cerca de 50 indivduos de uma espcie de mamferos foram introduzidos numa determinada regio. O grfico abaixo mostra quantos indivduos dessa populao foram registrados a cada ano, desde 1910 at 1950. Esse grfico mostra que,

Questão 45
2011Biologia

(FUVEST - 2011) O quadro abaixo lista caractersticas que diferenciam os reinos dos fungos, das plantas e dos animais, quanto ao tipo e ao nmero de clulas e quanto forma de nutrio de seus integrantes. Com relao a essas caractersticas, os seres vivos que compem o reino dos fungos esto indicados em: A alternativa que corresponde corretamente a relao entre as colunas e os nmeros :

Questão 49
2011Biologia

(FUVEST- 2011) A figura abaixo representa, em corte longitudinal, o corao de um sapo. Comparando o corao de um sapo com o corao humano, pode-se afirmar que

Questão 50
2011História

(FUVEST - 2011)As cidades [do Mediterrneo antigo] se formaram, opondo-se ao internacionalismo praticado pelas antigas aristocracias. Elas se fecharam e criaram uma identidade prpria, que lhes dava fora e significado. Norberto Luiz Guarinello, A cidade na Antiguidade Clssica. So Paulo: Atual, p.20, 2006. Adaptado. As cidades-estados gregas da Antiguidade Clssica podem ser caracterizadas pela

Questão 51
2011História

(FUVEST - 2011) Se o Ocidente procurava, atravs de suas invases sucessivas, conter o impulso do Isl, o resultado foi exatamente o inverso. Amin Maalouf, As Cruzadas vistas pelos rabes. So Paulo: Brasiliense, p.241, 2007. Um exemplo do resultado inverso das Cruzadas foi a

Questão 52
2011História

(FUVEST - 2011) Quando a expanso comercial europeia ganhou os oceanos, a partir do sculo XV, rapidamente o mundo conheceu um fenmeno at ento indito: populaes que jamais tinham tido qualquer contato umas com as outras passaram a se aproximar, em diferentes graus. Uma das dimenses dramticas desses novos contatos foi o choque entre ambientes bacteriolgicos estranhos, do qual resultou a mundializao de doenas e, consequentemente, altas taxas de mortalidade em sociedades cujos indivduos no possuam anticorpos para enfrentar tais doenas. Isso ocorreu, primeiro, entre as populaes:

Questão 53
2011História

(FUVEST - 2011) Quando os Holandeses passaram ofensiva na sua Guerra dos Oitenta Anos pela independncia contra a Espanha, no fim do sculo XVI, foi contra as possesses coloniais portuguesas, mais do que contra as espanholas, que os seus ataques mais fortes e mais persistentes se dirigiram. Uma vez que as possesses ibricas estavam espalhadas por todo o mundo, a luta subsequente foi travada em quatro continentes e em sete mares e esta luta seiscentista merece muito mais ser chamada a Primeira Guerra Mundial do que o holocausto de 1914-1918, a que geralmente se atribui essa honra duvidosa. Como evidente, as baixas provocadas pelo conflito ibero-holands foram em muito menor escala, mas a populao mundial era muito menor nessa altura e a luta indubitavelmente mundial. Charles Boxer, O imprio martimo portugus, 1415-1825. Lisboa: Edies 70, s.d., p.115. Podem-se citar, como episdios centrais dessa luta seiscentista, a

Questão 54
2011História

(FUVEST - 2011) assim extremamente simples a estrutura social da colnia no primeiro sculo e meio de colonizao. Reduz-se em suma a duas classes: de um lado os proprietrios rurais, a classe abastada dos senhores de engenho e fazenda; doutro, a massa da populao espria dos trabalhadores do campo, escravos e semilivres. Da simplicidade da infraestrutura econmica a terra, nica fora produtiva, absorvida pela grande explorao agrcola deriva a da estrutura social: a reduzida classe de proprietrios e a grande massa, explorada e oprimida. H naturalmente no seio desta massa gradaes, que assinalamos. Mas, elas no so contudo bastante profundas para se caracterizarem em situaes radicalmente distintas. Caio Prado Jr., Evoluo poltica do Brasil. 20 ed. So Paulo: Brasiliense, p.28-29, 1993 [1942]. Neste trecho, o autor observa que, na sociedade colonial,

Questão 55
2011História

(FUVEST - 2011) Fonte: Francisco Jos de Goya y lucientes,3 de maio [de 1808] em Madri A cena retratada no quadro acima simboliza a

NOVIDADES
Kuadro