Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

ITA
IME
ENEM
FUVEST
UNICAMP
UNESP
ESPCEX
AFA
Questão 3
2011História

(FUVEST 2011)Observe a seguinte foto. Essas duas esttuas representam bandeirantes paulistas do sculo XVII e trazem contedos de uma mitologia criada em torno desses personagens histricos. a) Caracterize a mitologia construda em torno dos bandeirantes paulistas. b) Indique dois aspectos da atuao dos bandeirantes que, em geral, so omitidos por essa mitologia.

Questão 3
2011Química

(FUVEST 2011 - 2 fase) Maaricos so queimadores de gs utilizados para produzir chamas de elevadas temperaturas, como as requeridas para soldar metais. Um gs combustvel, muito utilizado em maaricos, o acetileno, C2H2, sendo que a sua combusto pode ser promovida com ar atmosfrico ou com oxignio puro. a) Escreva a equao qumica balanceada da combusto completa do acetileno com oxignio puro. b) Em uma oficina de solda, existem dois cilindros idnticos, um deles contendo oxignio puro (cilindro A) e o outro, ar atmosfrico (cilindro B). Sabendo que, no interior dos dois cilindros, as condies de presso e temperatura so as mesmas, qual dos dois cilindros contm a maior massa gasosa? Explique. c) A temperatura da chama do maarico maior quando se utiliza a mistura de oxignio e acetileno do que quando se usa a mistura de ar atmosfrico e acetileno, mesmo estando os reagentes em proporo estequiomtrica nos dois casos. Considerando as substncias gasosas que recebem o calor liberado na combusto, em cada caso, explique essa diferena de temperatura.

Questão 3
2011Português

(FUVEST 2011) correto afirmar que os textos a e b, a seguir, podem ser entendidos de maneira diferente da que pretendiam seus redatores? Justifique sua resposta separadamente para cada um dos textos. Texto a: Alguns sonhos no mudam. Quer dizer, s de tamanho. (Propaganda de uma instituio bancria) Texto b: A chuva tirou tudo o que eles tinham. Agora vamos dar o mnimo que eles precisam. (Campanha feita por estabelecimentos comerciais em prol de vtimas de enchente)

Questão 3
2011Matemática

(FUVEST 2011)Para a prova de um concurso vestibular, foram elaboradas 14 questes, sendo 7 de Portugus, 4 de Geografia e 3 de Matemtica. Diferentes verses da prova podero ser produzidas, permutando-se livremente essas 14 questes. a) Quantas verses distintas da prova podero ser produzidas? b) A instituio responsvel pelo vestibular definiu as verses classe A da prova como sendo aquelas que seguem o seguinte padro: as 7 primeiras questes so de Portugus, a ltima deve ser uma questo de Matemtica e, ainda mais: duas questes de Matemtica no podem aparecer em posies consecutivas. Quantas verses classe A distintas da prova podero ser produzidas? c) Dado que um candidato vai receber uma prova que comea com 7 questes de Portugus, qual a probabilidade de que ele receba uma verso classe A?

Questão 3
2011Física

(Fuvest 2011 - 2 fase) Trens de alta velocidade, chamados trens-bala, deverão estar em funcionamento no Brasil nos próximos anos. Características típicas desses trens são: velocidade máxima de 300 km/h, massa total (incluindo 500 passageiros) de 500 t e potência máxima dos motores elétricos igual a 8 MW. Nesses trens, as máquinas elétricas que atuam como motores também podem ser usadas como geradores, freando o movimento (freios regenerativos). Nas ferrovias, as curvas têm raio de curvatura de, no mínimo, 5 km. Considerando um trem e uma ferrovia com essas características, determine: a) O tempo necessário para o trem atingir a velocidade de 288 km/h, a partir do repouso, supondo que os motores forneçam a potência máxima o tempo todo. b) A força máxima na direção horizontal, entre cada roda e o trilho, numa curva horizontal percorrida a 288 km/h, supondo que o trem tenha 80 rodas e que as forças entre cada uma delas e o trilho tenham a mesma intensidade. c) A aceleração do trem quando, na velocidade de 288 km/h, as máquinas elétricas são acionadas como geradores de 8 MW de potência, freando o movimento. NOTE E ADOTE 1 t = 1000 kg Desconsidere o fato de que, ao partir, os motores demoram alguns segundos para atingir sua potência máxima.

Questão 3
2011HistóriaGeografia

(FUVEST - 2011) Em 2008, o candidato do Partido Democrata, Barack Obama, foi eleito presidente dos Estados Unidos da Amrica (EUA). Os grficos abaixo se referem a uma pesquisa eleitoral realizada no dia das eleies nos estados da Califrnia e do Mississipi. Com base nesses grficos e tendo em vista o contexto das eleies de 2008 e as particularidades histricas dos Estados Unidos, considere as seguintes afirmaes: I. Os grficos relativos ao estado da Califrnia sinalizaram a vitria de Obama com mais de 70% dos votos, obtidos de modo majoritrio em todos os segmentos raciais. II. A eleio de Obama ocorreu em meio a uma profunda crise econmica que exigiu a interveno do Estado no sistema financeiro do pas, alterando as prticas e os discursos liberais cujas premissas vinham se fortalecendo mundialmente desde a dcada de 1990. III. Mesmo com a abolio da escravido, no sculo XIX, a questo racial continuou a marcar a poltica dos estados sulistas, que procuraram garantir os privilgios dos brancos por meio de leis de segregao, anuladas somente entre 1964 e 1967, durante o governo de Lyndon Johnson. Est correto o que se afirma em

Questão 4
2011Biologia

(FUVEST - 2011) Resultados de uma pesquisa publicada na revista Nature, em 29 de julho de 2010, mostram que a quantidade mdia de fitoplncton dos oceanos diminuiu cerca de 1% ao ano, nos ltimos 100 anos. Explique como a reduo do fitoplncton afeta a) os nveis de carbono na atmosfera. b) a biomassa de decompositores do ecossistema marinho.

Questão 4
2011Física

(Fuvest 2011 - 2 fase) A conversão de energia solar em energia elétrica pode ser feita com a utilização de painéis constituídos por células fotovoltaicas que, quando expostas à radiação solar, geram uma diferença de potencial U entre suas faces. Para caracterizar uma dessas células (C) de 20 cm2 de área, sobre a qual incide 1 kW/m2 de radiação solar, foi realizada a medida da diferença de potencial U e da corrente I, variando-se o valor da resistência R, conforme o circuito esquematizado na figura abaixo. Os resultados obtidos estão apresentados na tabela. U (volt) l(ampère) 0,10 1,0 0,20 1,0 0,30 1,0 0,40 0,98 0,50 0,90 0,52 0,80 0,54 0,75 0,56 0,62 0,58 0,40 0,60 0,00 a) Faça o gráfico da curva I U na figura impressa na folha de respostas (imagem abaixo). b) Determine o valor da potência máxima Pm que essa célula fornece e o valor da resistência R nessa condição. c) Determine a eficiência da célula C para U = 0,3 V. NOTE E ADOTE Eficiência =

Questão 4
2011História

(FUVEST 2011) Observe os quadros a seguir: Essas duas pinturas se referem chamada Guerra da Trplice Aliana (ou Guerra do Paraguai), ocorrida na Amrica do Sul entre 1864 e 1870. a) Esses quadros foram pintados cerca de dez anos depois de terminada a Guerra do Paraguai, o da esquerda, por um brasileiro, o da direita, por um uruguaio. Analise como cada um desses quadros procura construir uma determinada viso do conflito. b) A Guerra do Paraguai foi antecedida por vrios conflitos na regio do Rio da Prata, que coincidiram e se relacionaram com o processo de construo dos Estados nacionais na regio. Indique um desses conflitos, relacionando-o com tal processo.

Questão 4
2011Química

(FUVEST 2011 - 2 fase) Recentemente, foi preparado um composto A que insolvel em gua. No entanto, quando misturado com gua saturada de gs carbnico, forma-se uma soluo que contm o on B. Quando a soluo resultante aquecida, o gs carbnico eliminado, e se formam duas camadas, uma de gua e outra de composto A. Essas transformaes reversveis podem ser representadas pela seguinte equao qumica: O composto A est sendo testado em um novo processo de extrao do leo de soja. No processo atual, utiliza-se hexano para extrair o leo dos flocos de soja, formando uma soluo. Em seguida, o hexano separado do leo de soja por destilao. O novo processo, utilizando o composto A em vez de hexano, pode ser representado pelo seguinte esquema: a) Descreva o que deve ser feito nas etapas X e Y para se obter o resultado mostrado no esquema. b) Explique por que, no processo de extrao do leo de soja, vantajoso evitar a destilao do solvente hexano.

Questão 4
2011Português

(FUVEST 2011) Leia os seguintes versos de Alegria, Alegria, de Caetano Veloso, e, em seguida, os dois comentrios em que os autores explicam por que essa cano uma de suas prediletas. Caminhando contra o vento Sem leno e sem documento No sol de quase dezembro Eu vou O sol se reparte em crimes Espaonaves, guerrilhas Em cardinales bonitas Eu vou Em caras de presidentes Em grandes beijos de amor Em dentes, pernas, bandeiras Bomba e Brigitte Bardot (...) Ela pensa em casamento E eu nunca mais fui escola Sem leno e sem documento Eu vou Eu tomo uma coca-cola Ela pensa em casamento E uma cano me consola Eu vou Por entre fotos e nomes Sem livros e sem fuzil Sem fome, sem telefone No corao do Brasil (...) http://www.caetanoveloso.com.br I. A linguagem era nova, cheia de referncias visuais, e tudo estava ali, combinando temas que nem sempre pareciam combinar: despreocupao, engajamento poltico, tecnologia, lirismo... . Laura de Mello e Souza. Adaptado. a) Transcreva um verso* que ilustre, de modo mais expressivo, o que est sublinhado nesse comentrio. Justifique sua escolha. *(verso = uma linha.) II. A cano era importante pela fora mgica de afirmar a potncia criativa da vida em meio fragmentao do mundo. Jurandir Freire Costa. Adaptado. b) Transcreva um verso que exemplifique, de modo mais evidente, o que est sublinhado nesse comentrio. Justifique sua escolha.

Questão 5
2011Matemática

(FUVEST - 2011) As razes da equao do terceiro grau x - 14x + kx - 64 = 0 So todas reais e formam uma progresso geomtrica. Determine a) as razes da equao; b) o valor de k.

Questão 5
2011Química

(FUVEST 2011 - 2 fase) A espectrometria de massas uma tcnica muito utilizada para a identificao de compostos. Nesse tipo de anlise, um feixe de eltrons de alta energia provoca a quebra de ligaes qumicas, gerando fragmentos das molculas da amostra, os quais so registrados como linhas verticais em um grfico, chamado espectro de massas. Nesse grfico, em abscissas, so representadas as massas molares dos fragmentos formados e, em ordenadas, as abundncias desses fragmentos. Quando lcoois secundrios so analisados por espectrometria de massas, resultam vrias quebras de ligaes, sendo a principal a que ocorre entre o tomo de carbono ligado ao grupo OH e o tomo de carbono vizinho. Para o 3-octanol, por exemplo, h duas possibilidades para essa quebra, como mostrado abaixo. Forma-se, em maior abundncia, o fragmento no qual o grupo OH est ligado cadeia carbnica mais curta. A reao de hidratao do cis-2-penteno produz dois lcoois secundrios que podem ser identificados por seus espectros de massas (A e B), os quais esto apresentados no espao destinado resposta desta questo. a) Escreva a equao qumica que representa a reao de hidratao do cis-2-penteno, mostrando os dois lcoois secundrios que se formam. b) Atribua, a cada espectro de massas, a frmula estrutural do lcool correspondente. Indique, em cada caso, a ligao que foi rompida para gerar o fragmento mais abundante.

Questão 5
2011História

(FUVEST 2011) Este livro no pretende ser um libelo nem uma confisso, e menos ainda uma aventura, pois a morte no uma aventura para aqueles que se deparam face a face com ela. Apenas procura mostrar o que foi uma gerao de homens que, mesmo tendo escapado s granadas, foram destrudos pela guerra. Erich Maria Remarque, Nada de novo no front. So Paulo: Abril, 1974 [1929], p.9. Publicado originalmente em 1929, logo transformado em best seller mundial, o livro de Remarque , em boa parte, autobiogrfico, j que seu autor foi combatente do exrcito alemo na Primeira Guerra Mundial, ocorrida entre 1914 e 1918. Discuta a ideia transmitida por uma gerao de homens que, mesmo tendo escapado s granadas, foram destrudos pela guerra, considerando: a) As formas tradicionais de realizao de guerras internacionais, vigentes at 1914 e, a partir da, modificadas. b) A relao da guerra com a economia mundial, entre as ltimas dcadas do sculo XIX e as primeiras do sculo XX.

Questão 5
2011Português

(FUVEST 2011) Leia o texto a seguir e responda ao que se pede. Tem-se discutido muito sobre as funes essenciais da linguagem humana e a hierarquia natural que h entre elas. fcil observar, por exemplo, que pela posse e pelo uso da linguagem, falando oralmente ao prximo ou mentalmente a ns mesmos, que conseguimos organizar o nosso pensamento e torn-lo articulado, concatenado e ntido; assim que, nas crianas, a partir do momento em que, rigorosamente, adquirem o manejo da lngua dos adultos e deixam para trs o balbucio e a expresso fragmentada e difusa, surge um novo e repentino vigor de raciocnio, que no s decorre do desenvolvimento do crebro, mas tambm da circunstncia de que o indivduo dispe agora da lngua materna, a servio de todo o seu trabalho de atividade mental. Se se inicia e desenvolve o estudo metdico dos caracteres e aplicaes desse novo e preciso instrumento, vai, concomitantemente, aperfeioando-se a capacidade de pensar, da mesma sorte que se aperfeioa o operrio com o domnio e o conhecimento seguro das ferramentas da sua profisso. E este, e no outro, antes de tudo, o essencial proveito de tal ensino. J. Mattoso Cmara Jr., Manual de expresso oral e escrita. Adaptado. a) Transcreva o trecho em que o autor trata da relao da linguagem com o pensamento. b) Transcreva o trecho em que o autor trata da relao da linguagem com a fisiologia. c) Segundo o autor, qual o essencial proveito do ensino da lngua?

NOVIDADES
Kuadro