Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 2
2016Matemática

(FUVEST - 2016 - 2a FASE) Considere as funes f e g definidas por a) Calcule f(3/2),f(2),f(3),g(-4),g(0) e g(2). b) Encontre x, 1 x 4, tal que f(x) = g(x).

Questão 3
2016Matemática

(FUVEST - 2016 - 2a FASE) Joo e Maria jogam dados em uma mesa. So cinco dados em forma de poliedros regulares: um tetraedro, um cubo, um octaedro, um dodecaedro e um icosaedro. As faces so numeradas de 1 a 4 no tetraedro, de 1 a 6 no cubo, etc. Os dados so honestos, ou seja, para cada um deles, a probabilidade de qualquer uma das faces ficar em contato com a mesa, aps o repouso do dado, a mesma. Num primeiro jogo, Maria sorteia, ao acaso, um dos cinco dados, Joo o lana e verifica o nmero da face que ficou em contato com a mesa. , a) Qual a probabilidade de que esse nmero seja maior do que 12? b) Qual a probabilidade de que esse nmero seja menor do que 5? Num segundo jogo, Joo sorteia, ao acaso, dois dos cinco dados. Maria os lana e anota o valor da soma dos nmeros das duas faces que ficaram em contato com a mesa, aps o repouso dos dados. c) Qual a probabilidade de que esse valor seja maior do que 30?

Questão 3
2016História

(FUVEST - 2016- 2 FASE) Como proteo contra a fantasia e a demncia financeiras, a memria muito melhor do que a lei. Quando a lembrana do desastre de 1929 se perdeu no esquecimento, a lei e a regulao no foram suficientes. A histria extremamente til para proteger as pessoas da avareza dos outros e delas mesmas. John Kenneth Galbraith, O grande crash, 1929. a) Indique duas das caractersticas principais do que o autor chama de desastre de 1929. b) Identifique algum fenmeno posterior, comparvel ao desastre de 1929, estabelecendo semelhanas e diferenas entre ambos.

Questão 3
2016Matemática

(FUVEST - 2016 - 1a FASE) Um veculo viaja entre dois povoados da Serra da Mantiqueira, percorrendo a primeira tera parte do trajeto velocidade mdia de 60 km/h, a tera parte seguinte a 40 km/he o restante do percurso a 20 km/h. O valor que melhor aproxima a velocidade mdia do veculo nessa viagem, em km/h,

Questão 3
2016Física

(FUVEST2016 - 2 FASE) Lasers pulsados de altssima potncia esto sendo construdos na Europa. Esses lasers emitiro pulsos de luz verde, e cada pulso ter 1015W de potncia e durao de cerca de 30 x 10-15s. Com base nessas informaes, determine a) o comprimento de onda da luz desse laser; b) a energia E contida em um pulso; c) o intervalo de tempo t durante o qual uma lmpada LED de 3W deveria ser mantida acesa, de forma a consumir uma energia igual contida em cada pulso; d) o nmero N de ftons em cada pulso.

Questão 3
2016Química

(FUVEST 2016 - 2 fase) A vitamina C, presente em sucos de frutas como a manga, pode sofrer processos de degradao em certas condies. Um pesquisador fez um estudo sobre a degradao da vitamina C contida em sucos de manga comerciais, determinando a variao da concentrao dessa vitamina com o tempo, em diferentes temperaturas. O grfico da pgina de resposta representa os dados de degradao da vitamina C em trs diferentes temperaturas, 25C, 35C e 45C , estando identificada a curva referente ao experimento realizado a 35C. a) No estudo a 35C, a velocidade mdia de degradao da vitamina C a mesma nos intervalos de tempo correspondentes aos 30 primeiros dias e aos 30 ltimos dias do estudo? Explique, apresentando clculos das velocidades (em mg * L-1* dia-1), para esses dois intervalos de tempo. O nmero de molculas com uma determinada energia cintica varia com a temperatura, conforme est ilustrado na figura ao lado. Suponha que a figura se refira energia das molculas de vitamina C presentes no suco, cujo processo de degradao est sendo estudado nas temperaturas de 35C e de 45C. Na figura, est representada, tambm, a energia de ativao desse processo de degradao. b) Identifique, no grfico da pgina de resposta, qual das curvas representa os dados da variao da concentrao de vitamina C com o tempo, a 45C. Justifique sua escolha, utilizando a figura ao lado para fundamentar sua explicao.

Questão 3
2016Português

(FUVEST 2016 - 2 fase) Leia este texto. conhecida a raridade de dirios ntimos na sociedade escravocrata do Brasil colonial e imperial, em comparao com a frequncia com que surgem noutra sociedade do mesmo feitio, o velho Sul dos Estados Unidos. Gilberto Freire reparou na diferena, atribuindo-a ao catolicismo do brasileiro e ao protestantismo do americano: aquele podia recorrer ao confessionrio, mas a este s restava o refgio do papel. Esta tambm a explicao que oferece Georges Gusdorf, na base de uma comparao mais ampla dos textos autobiogrficos produzidos nos pases da Reforma e da Contrarreforma. Ao passo que no catolicismo o exame de conscincia est tutelado na confisso pela autoridade sacerdotal, no protestantismo, ele no est submetido a interposta pessoa. Evaldo C. de Mello, Dirios e livros de assentos. In: Luiz Felipe de Alencastro (org.), Histria da vida privada no Brasil - 2 a) De acordo com o texto, em que grupo de pases os dirios ntimos surgiam com maior frequncia e por que isso ocorria? b) A que expresses do texto se referem, respectivamente, os termos sublinhados no trecho ele no est submetido a interposta pessoa?

Questão 3
2016Biologia

(FUVEST- 2016) Considere as informaes abaixo, relativas a mulheres e homens saudveis. Tempo de viabilidade do vulo, aps sua liberao pelo ovrio: 24 horas. Tempo de viabilidade do espermatozoide no corpo de uma mulher, aps a ejaculao: 72 horas. Perodo frtil: perodo do ciclo sexual mensal feminino em que a mulher apresenta maiores chances de engravidar. Com base nessas informaes, a) no calendrio da pgina de resposta, assinale com X os dias que correspondem ao perodo frtil de uma mulher que tenha ovulado no dia 15 do ms; b) considerando as taxas dos hormnios luteinizante (LH), folculoestimulante (FSH) e progesterona no sangue, indique aquele(s) hormnio(s) que atinge(m) seu nvel mais alto no perodo frtil da mulher.

Questão 3
2016Física

(FUVEST 2016 - 1 FASE) Um veculo viaja entre dois povoados da Serra da Mantiqueira, percorrendo a primeira tera parte do trajeto velocidade mdia de 60 km/h, a tera parte seguinte a 40 km/h e o restante do percurso a 20 km/h. O valor que melhor aproxima a velocidade mdia do veculo nessa viagem, em km/h,

Questão 4
2016Química

(FUVEST 1 2016 - 2 fase) Na produo de biodiesel, o glicerol formado como subproduto. O aproveitamento do glicerol vem sendo estudado, visando obteno de outras substncias. O 1,3-propanodiol, empregado na sntese de certos polmeros, uma dessas substncias que pode ser obtida a partir do glicerol. O esquema a seguir ilustra o processo de obteno do 1,3-propanodiol. a) Na produo do 1,3-propanodiol a partir do glicerol, tambm pode ocorrer a formao do 1,2-propanodiol. Na pgina de resposta, complete o esquema que representa a formao do 1,2-propanodiol a partir do glicerol b) O glicerol lquido temperatura ambiente, apresentando ponto de ebulio de 290C a 1 atm. O ponto de ebulio do 1,3-propanodiol deve ser maior, menor ou igual ao do glicerol? Justifique

Questão 4
2016Matemática

(FUVEST - 2016 - 2a FASE) No plano cartesiano 0xy , a circunferncia C tem centro no ponto p = (2,1),e a reta t tangente a C no ponto Q = (-1,5) a) Determine o raio da circunferncia C. b) Encontre uma equao para a reta t. c) Calcule a rea do tringulo PQR, sendo Ro ponto de interseo de tcom o eixo 0x.

Questão 4
2016Biologia

(FUVEST- 2016) A hemoglobina, protena responsvel pelo transporte de oxignio dos pulmes para os tecidos do corpo, produzida nas clulas precursoras das hemcias. A anemia falciforme uma doena gentica causada por alterao da hemoglobina. determinada por mutao no gene HBB, que leva substituio de um aminocido: no lugar de um cido glutmico, a protena tem uma valina. De clulas da mucosa bucal de uma pessoa com anemia falciforme, foram obtidos: DNA do genoma total (DNA genmico) e RNA mensageiro, que serviu de molde para a sntese do DNA complementar, pelo processo de transcrio reversa (RNA DNA). a) A base nitrogenada trocada, que levou substituio do aminocido na hemoglobina, pode ser detectada no DNA complementar obtido a partir das clulas da mucosa bucal? Justifique sua resposta. b) Essa troca de bases pode ser detectada no DNA genmico obtido a partir das clulas da mucosa bucal? Justifique sua resposta.

Questão 4
2016História

(FUVEST - 2016- 2 FASE) Com base nessas imagens, a) identifique as situaes histricas especficas s quais elas se referem; b) descreva dois elementos internos a cada uma que permitam estabelecer uma relao entre elas.

Questão 4
2016Português

(FUVEST 2016 - 2 fase) Leia este texto Nosso andar elegante e gracioso, e tambm extremamente eficiente do ponto de vista energtico. Somos capazes de andar dezenas de quilmetros por quilo de feijo ingerido. At agora, nenhum sapato, nenhuma tcnica especial de balanar os braos, ou qualquer outro truque foram capazes de melhorar o nmero de quilmetros caminhados por quilo de feijo consumido. Mas, agora, depois de anos investigando o funcionamento de nossas pernas, um grupo de cientistas construiu uma traquitana simples, mas extremamente sofisticada, que capaz de diminuir o consumo de energia de uma caminhada em at 10%. Trata-se de um pequeno exoesqueleto que recobre nosso p e fica preso logo abaixo do joelho. Ele mimetiza o funcionamento do tendo de Aquiles e dos msculos ligados ao tendo. Uma haste na altura do tornozelo, a qual se projeta para trs, segura uma ponta de uma mola. Outra haste, logo abaixo do joelho, segura uma espcie de embreagem (...). Fernando Reinach, www.estadao.com.br, 13/06/2015. Adaptado. a) Transcreva o trecho do texto em que o autor explora, com fins expressivos, o emprego de termos contraditrios, sublinhando-os. b) Esse excerto provm de um artigo de divulgao cientfica. Aponte duas caractersticas da linguagem nele empregada que o diferenciam de um artigo cientfico especializado.

Questão 4
2016Física

(FUVEST 2016 - 2 FASE) Miguel e Joo esto conversando, parados em uma esquina prxima a sua escola, quando escutam o toque da sirene que indica o incio das aulas. Miguel continua parado na esquina, enquanto Joo corre em direo escola. As ondas sonoras propagamse, a partir da sirene, em todas as direes, com comprimento de onda = 17 cm e velocidade Vs= 340 m/s, em relao ao ar. Joo se aproxima da escola com velocidade de mdulo v = 3,4 m/s e direo da reta que une sua posio da sirene. Determine a) a frequncia fMdo som da sirene percebido por Miguel parado na esquina; b) a velocidade vRdo som da sirene em relao a Joo correndo; c) a frequncia fJdo som da sirene percebido por Joo quando est correndo. Miguel, ainda parado, assobia para Joo, que continua correndo. Sendo o comprimento de onda do assobio igual a 10 cm, determine d) a frequncia fAdo assobio percebido por Joo