Questões - FUVEST | Gabarito e resoluções

Questão 83
2013PortuguêsHistória

(FUVEST 2013) Os momentos histricos em que se desenvolvem os enredos de Viagens na minha terra, Memrias de um sargento de milcias e Memrias pstumas de Brs Cubas (quanto a este ltimo, em particular no que se refere primeira juventude do narrador) so, todos, determinados de modo decisivo por um antecedente histrico comum menos ou mais imediato, conforme o caso. Trata-se da

Questão 84
2013Português

(FUVEST 2013) Morro da Babilnia noite, do morro descem vozes que criam o terror (terror urbano, cinquenta por cento de cinema, e o resto que veio de Luanda ou se perdeu na lngua geral). Quando houve revoluo, os soldados se espalharam no morro, o quartel pegou fogo, eles no voltaram. Alguns, chumbados, morreram. O morro ficou mais encantado. Mas as vozes do morro no so propriamente lgubres. H mesmo um cavaquinho bem afinado que domina os rudos da pedra e da folhagem e desce at ns, modesto e recreativo, como uma gentileza do morro. Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do mundo. Leia as seguintes afirmaes sobre o poema de Drummond, considerado no contexto do livro a que pertence: I. No conjunto formado pelos poemas do livro, a referncia ao Morro da Babilnia feita no ttulo do texto mais as menes ao Leblon e ao Mier, a Copacabana, a So Cristvo e ao Mangue, presentes em outros poemas , sendo todas, ao mesmo tempo, espaciais e de classe, constituem uma espcie de discreta topografia social do Rio de Janeiro. II. Nesse poema, assim como ocorre em outros textos do livro, a ateno vida presente abre-se tambm para a dimenso do passado, seja ele dado no registro da histria ou da memria. III. A meno ao cavaquinho bem afinado, ao cabo do poema, revela ter sido nesse livro que o poeta finalmente assumiu as canes da msica popular brasileira como o modelo definitivo de sua lrica, superando, assim, seu antigo vnculo com a poesia de matriz culta ou erudita. Est correto o que se afirma em

Questão 85
2013Português

(FUVEST 2013) Morro da Babilônia À noite, do morro descem vozes que criam o terror (terror urbano, cinquenta por cento de cinema, e o resto que veio de Luanda ou se perdeu na língua [geral). Quando houve revolução, os soldados se espalharam [no morro, o quartel pegou fogo, eles não voltaram. Alguns, chumbados, morreram. O morro ficou mais encantado. Mas as vozes do morro não são propriamente lúgubres. Há mesmo um cavaquinho bem afinado que domina os ruídos da pedra e da folhagem e desce até nós, modesto e recreativo, como uma gentileza do morro. Carlos Drummond de Andrade, Sentimento do mundo. Guardadas as diferenças que separam as obras a seguir comparadas, as tensões a que remete o poema de Drummond derivam de um conflito de

Questão 86
2013Inglês

(FUVEST - 2013) Time was, advertising was a relatively simple undertaking: buy some print space and airtime, create the spots, and blast them at a captive audience. Todayits chaos: while passive viewers still exist, mostly we pick and choose what to consume, ignoring ads with a touch of the DVR remote. Ads are forced to become more like content, and the best aim to engage consumers so much that they pass the material on to friends by email, Twitter, Facebook who will pass it on to friends, who will you get the picture. In the industry, viral has become a usefully vague way to describe any campaign that spreads from person to person, acquiring its own momentum. Its not that online advertising has eclipsed TV, but it has become its full partner and in many ways the more substantive one, a medium in which the audience must be earned, not simply bought. Newsweek, March 26 April 2, 2012. Adaptado. De acordo com o texto, a indstria publicitria

Questão 87
2013Inglês

(FUVEST 2013) Time was, advertising was a relatively simple undertaking: buy some print space and airtime, create the spots, and blast them at a captive audience. Todayits chaos: while passive viewers still exist, mostly we pick and choose what to consume, ignoring ads with a touch of the DVR remote. Ads are forced to become more like content, and the best aim to engage consumers so much that they pass the material on to friends by email, Twitter, Facebook who will pass it on to friends, who will you get the picture. In the industry, viral has become a usefully vague way to describe any campaign that spreads from person to person, acquiring its own momentum. Its not that online advertising has eclipsed TV, but it has become its full partner and in many ways the more substantive one, a medium in which the audience must be earned, not simply bought. Newsweek, March 26 April 2, 2012. Adaptado No texto, a palavra viral refere-se a

Questão 88
2013Inglês

(FUVEST - 2013) Time was, advertising was a relatively simple undertaking: buy some print space and airtime, create the spots, and blast them at a captive audience. Todayits chaos: while passive viewers still exist, mostly we pick and choose what to consume, ignoring ads with a touch of the DVR remote. Ads are forced to become more like content, and the best aim to engage consumers so much that they pass the material on to friends by email, Twitter, Facebook who will pass it on to friends, who will you get the picture. In the industry, viral has become a usefully vague way to describe any campaign that spreads from person to person, acquiring its own momentum. Its not that online advertising has eclipsed TV, but it has become its full partner and in many ways the more substantive one, a medium in which the audience must be earned, not simply bought. Newsweek, March 26 April 2, 2012. Adaptado Afirma-se, no texto, que, diferentemente da TV, na publicidade online a audincia tem de ser

Questão 89
2013Inglês

(FUVEST - 2013) Missing Out: In Praise of the Unlived Life is Adam Phillipss 17th book and is a characteristic blend of literary criticism and philosophical reflection packaged around a central idea. The theme here is missed opportunities, roads not taken, alternative versions of our lives and ourselves, all of which, Phillips argues, exert a powerful hold over our imaginations. Using a series of examples and close readings of authors including Philip Larkin and Shakespeare, the booksuggests that a broader understanding of lifes inevitable disappointments and thwarted desires can enable us to live fuller, richer lives. Good things come to those who wait. Does he see himself as a champion of frustration? Im not on the side of frustration exactly, so much as the idea that one has to be able to bear frustration in order for satisfaction to be realistic. Im interested in how the culture of consumer capitalism depends on the idea that we cant bear frustration, so that every time we feel a bit restless or bored or irritable, we eat, or we shop. guardian.co.uk, 1 June 2012. Adaptado. Segundo o texto, o livro Missing Out: In Praise of the Unlived Life sugere que

Questão 90
2013Inglês

(FUVEST 2013) Missing Out: In Praise of the Unlived Life is Adam Phillipss 17th book and is a characteristic blend of literary criticism and philosophical reflection packaged around a central idea. The theme here is missed opportunities, roads not taken, alternative versions of our lives and ourselves, all of which, Phillips argues, exert a powerful hold over our imaginations. Using a series of examples and close readings of authors including Philip Larkin and Shakespeare, the booksuggests that a broader understanding of lifes inevitable disappointments and thwarted desires can enable us to live fuller, richer lives. Good things come to those who wait. Does he see himself as a champion of frustration? Im not on the side of frustration exactly, so much as the idea that one has to be able to bear frustration in order for satisfaction to be realistic. Im interested in how the culture of consumer capitalism depends on the idea that we cant bear frustration, so that every time we feel a bit restless or bored or irritable, we eat, or we shop. guardian.co.uk, 1 June 2012. Adaptado. No texto, em resposta à pergunta Does he see himself as a champion of frustration?, o autor do livro argumenta ser necessário que as pessoas

Questão
2013Redação

Questão
2013QuímicaFísica

(FUVEST 2013 - 2 fase) Antes do incio dos Jogos Olmpicos de 2012, que aconteceram em Londres, a chama olmpica percorreu todo o Reino Unido, pelas mos de cerca de 8000 pessoas, que se revezaram nessa tarefa. Cada pessoa correu durante um determinado tempo e transferiu a chama de sua tocha para a do prximo participante. Suponha que (i) cada pessoa tenha recebido uma tocha contendo cerca de 1,02 g de uma mistura de butano e propano, em igual proporo, em mols; (ii) a vazo de gs de cada tocha fosse de 48 mL/minuto. Calcule: a) a quantidade de matria, em mols, da mistura butano + propano contida em cada tocha; b) o tempo durante o qual a chama de cada tocha podia ficar acesa. Um determinado participante P do revezamento correu a uma velocidade mdia de 2,5 m/s. Sua tocha se apagou no exato instante em que a chama foi transferida para a tocha do participante que o sucedeu. c) Calcule a distncia, em metros, percorrida pelo participante P enquanto a chama de sua tocha permaneceu acesa. Dados: Massa molar (g/mol): butano 58 propano 44 Volume molar nas condies ambientes: 24 L/mol

Questão
2013RedaçãoPortuguês

(FUVEST - 2013) Vivendo e... Eu sabia fazer pipa e hoje no sei mais. Duvido que se hoje pegasse uma bola de gude conseguisse equilibr-la na dobra do dedo indicador sobre a unha do polegar, quanto mais jog-la com a1preciso que tinha quando era garoto. (...) Juntando-se as duas mos de um determinado jeito, com os polegares para dentro, e assoprando pelo buraquinho, tirava-se um silvo bonito que inclusive variava de tom conforme o posicionamento das mos. Hoje no sei mais que jeito esse. Eu sabia a2frmula de fazer cola caseira. Algo envolvendo farinha e gua e3muita confuso na cozinha, de onde ramos expulsos sob ameaas. Hoje no sei mais. A gente comeava a contar depois de ver um relmpago e11o nmero a que chegasse quando ouvia a trovoada, multiplicado por outro nmero, dava a4distncia exata do relmpago. No me lembro mais dos nmeros. (...) 12Lembro o orgulho com que consegui, pela primeira vez, cuspir corretamente pelo espao adequado entre os dentes de cima e a ponta da lngua de modo que o cuspe ganhasse distncia e pudesse ser mirado. Com prtica, conseguia-se controlar a5trajetria elptica da cusparada com uma6mnima margem de erro. Era7puro instinto. Hoje o mesmo feito requereria8complicados clculos de balstica, e eu provavelmente s acertaria a frente da minha camisa. Outra9habilidade perdida. Na verdade, deve-se revisar aquela antiga frase. vivendo e .................... . No falo daquelas13coisas que deixamos de fazer porque no temos mais as condies fsicas e a coragem de antigamente, como subir em bonde andando mesmo porque14no h mais bondes andando. Falo da sabedoria desperdiada, das10artes que nos abandonaram. Algumas at teis. Quem nunca desejou ainda ter o cuspe certeiro de garoto para acertar em algum alvo contemporneo, bem no olho, e depois sair correndo? Eu j. Lus F. Verssimo, Comdias para se ler na escola. A palavra que o cronista omite no ttulo, substituindo-a por reticncias, ele a emprega no ltimo pargrafo, na posio marcada como pontilhado. Tendo em vista o contexto, conclui-se que se trata da palavra

Questão
2013BiologiaPortuguês

(FUVEST - 2013) So Paulo gigante, torro adorado Estou abraado com meu violo Feito de pinheiro da mata selvagem Que enfeita a paisagem l do meu serto. Tonico e Tinoco, So Paulo Gigante. Nos versos da cano dos paulistas Tonico e Tinoco, o termo serto deve ser compreendido como

Questão 1
2012Matemática

(FUVEST - 2012) (2 fase) O polinmio p(x)=x4+ax+bx+cx-8, em que a,b, c so nmeros reais, tem o nmero complexo 1+i como raiz, bem como duas razes simtricas. a) Determine a,b,c e as razes de p(x). b) Subtraia 1 de cada uma das razes de p(x) e determine todos os polinmios com coeficientes reais, de menor grau, que possuam esses novos valores como razes.

Questão 1
2012Química

(FUVEST 2012 - 2 fase) Ao misturar acetona com bromo, na presena de cido, ocorre a transformao representada pela equao qumica Dentre as substncias presentes nessa mistura, apenas o bromo possui cor e, quando este reagente for totalmente consumido, a soluo ficar incolor. Assim sendo, a velocidade da reao pode ser determinada medindo-se o tempo decorrido at o desaparecimento da cor, aps misturar volumes definidos de solues aquosas de acetona, cido e bromo, de concentraes iniciais conhecidas. Os resultados de alguns desses experimentos esto na tabela apresentada na pgina de resposta. a) Considerando que a velocidade da reao dada por Complete a tabelaapresentada na pgina de resposta. b) A velocidade da reao independente da concentrao de uma das substncias presentes na mistura. Qual essa substncia? Justifique sua resposta.

Questão 1
2012Geografia

(Fuvest - 2012) Observe as charges As charges, respectivamente, dos cartunistas Henfil (1982) e Dalcio (2011) esto separadaspor quase trinta anos de histria, mas unidas na crtica