Gabarito FUVEST - Provas Anteriores

Questão 97
2005Biologia

(FUVEST - 2005 - 1 FASE)Uma lagarta de mariposa absorve apenas metade das substncias orgnicas que ingere, sendo a outra metade eliminada na forma de fezes. Cerca de 2/3 do material absorvido utilizado como combustvel na respirao celular, enquanto o 1/3 restante convertido em matria orgnica da lagarta. Considerando que uma lagarta tenha ingerido uma quantidade de folhas com matria orgnica equivalente a 600 calorias, quanto dessa energia estar disponvel para um predador da lagarta?

Questão 98
2005Biologia

(FUVEST - 2005 - 1 FASE)Considere as seguintes atividades humanas: I- Uso de equipamento ligado rede de energia gerada em usinas hidreltricas. II- Preparao de alimentos em foges a gs combustvel. III- Uso de equipamento rural movido por trao animal. IV- Transporte urbano movido a lcool combustvel. As transformaes de energia solar, por ao direta ou indireta de organismos fotossintetizantes, ocorrem exclusivamente em

Questão 99
2005Biologia

(FUVEST - 2005 - 1 FASE) Qual das alternativas indica corretamente o tipo de bioma que prevalece nas regies assinaladas?

Questão 100
2005Biologia

(FUVEST - 2005 - 1 FASE)Observando plantas de milho, com folhas amareladas, um estudante de agronomia considerou que essa aparncia poderia ser devida deficincia mineral do solo. Sabendo que a clorofila contm magnsio, ele formulou a seguinte hiptese: As folhas amareladas aparecem quando h deficincia de sais de magnsio no solo. Qual das alternativas descreve um experimento correto para testar tal hiptese?

Questão
2005Português

ESCREVO-LHE ESTA CARTA... Um ano depois, programa de alfabetização no Acre apresenta resultados acima da média e, como prova final, bilhetes comoventes Repleto de adultos lançado recém-lançado-alfabetizados, o Teatro Plácido de Castro, na capital do Acre, Rio Branco, quase veio abaixo com a leitura do bilhete escrito pela dona de casa Sebastiana Costa para o marido: Manoel, eu fui para aula. Se quiser comida esquente. Foi eu que escrevi. Atordoada com os aplausos, a franzina Sebastiana desceu do palco com a cabeça baixa e os ombros encurvados. Casada há trinta anos e mãe de oito filhos, ela só descontraiu um pouco quando a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, comentou que o bilhete não precisava ser interpretado como um desaforo, embora passasse um sentimento de libertação. Alfabetizada apenas aos dezessete anos, a ministra Marina conhece como poucos o drama daqueles que não são capazes de decifrar o letreiro de um ônibus ou de rabiscar uma simples mensagem. (Revista ISTO É) (Fuvest 2005) O título Escrevo-lhe esta carta...

Questão
2005Redação

(FUVEST - 2005 - 1 FASE)Considere a foto e os textos abaixo: Catraca invisvel ocupa lugar de esttua Sem que ningum saiba como e muito menos o por qu uma catraca enferrujada foi colocada em cima de um pedestal no largo do Arouche (centro de So Paulo). o monumento catraca invisvel, informa uma placa preta com moldura e letras douradas, colocada abaixo do objeto, onde ainda se l: Programa para a descatracalizao da vida, Julho de 2004. (Foto ao lado) (Adaptado de Folha de S. Paulo, 04 de setembro de 2004) [Catraca = borboleta: dispositivo geralmente formado por trs ou quatro barras ou alas giratrias, que impede a passagem de mais de uma pessoa de cada vez, instalado na entrada e/ou sada de nibus, estaes, estdios etc. para ordenar e controlar o movimento de pessoas, cont-las etc.] Grupo assume autoria da catraca invisvel Um grupo artstico chamado Contra Fil assumiu a responsabilidade pela colocao de uma catraca enferrujada no largo do Arouche (regio central). A interveno elevou a catraca ao status de monumento descatracalizao da vida e fez parte de um programa apresentado no Sesc da Avenida Paulista, paralelamente ao Frum das Cidades. No site do Sesc, o grupo afirma que a catraca representa um objeto de controle biopoltico do capital e do governo sobre os cidados. (Adaptado de Folha de S. Paulo, 09 de setembro de 2004) Em site sobre o assunto, assim foi explicado o projeto do grupo Contra Fil: O Contra Fil desenvolveu o PROGRAMA PARA A DESCATRACALIZAO DA PRPRIA VIDA. A catraca representa um signo revelador do controle biopoltico, atravs de foras visveis e/ou invisveis. Por quantas catracas passamos diariamente? Por quantas no passamos, apesar de termos a sensao de passar? (http://lists.indymedia.org/pipemail/cmi-brasil-video/2004-july/0726-ct.html) INSTRUO. Como voc pde verificar, observando o noticirio da imprensa e o texto da Internet aqui reproduzidos, a catraca que apareceu em uma praa de So Paulo era, na verdade, um Monumento catraca invisvel, ali instalado pelo grupo artstico Contra Fil, como parte de seu Programa para a descatracalizao da vida. Tudo indica, portanto, que o grupo responsvel por este programa acredita que h um excesso de controles, dos mais variados tipos, que se exercem sobre os corpos e as mentes das pessoas, submetendo-as a constantes limitaes e constrangimentos. Tendo em vista as motivaes do grupo, voc julga que o programa por ele desenvolvido se justifica? Considerando essa questo, alm de outras que voc ache pertinentes, redija uma DISSERTAO EM PROSA, argumentando de modo a apresentar seu ponto de vista sobre o assunto.

Questão 1
2004Matemática

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1)O nmero de gols marcados nos 6 jogos da primeira rodada de um campeonato de futebol foi 5, 3, 1, 4, 0 e 2. Na segunda rodada, sero realizados mais 5 jogos. Qual deve ser o nmero total de gols marcados nessa rodada para que a mdia de gols, nas duas rodadas, seja 20% superior mdia obtida na primeira rodada?

Questão 1
2004História

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1) Parece-me que ... o temor religioso salvaguarda os interesses de Roma. Desenvolvendo este sentimento, pensava-se, sobretudo, no povo. Em uma sociedade composta apenas por sbios, esta precauo talvez no fosse necessria; mas como toda multido cheia de inconstncia, de paixes desregradas, de cleras violentas e irrefletidas, no possvel, a quem quer que seja, mant-la, exceto pelo temor de seres invisveis e por toda espcie de fices. Polbio, autor romano do sculo II A.C. Baseando-se no texto, indique: a) A relao estabelecida pelo autor entre religio e poltica. b) Duas caractersticas da religio romana no perodo em que o texto foi escrito.

Questão 1
2004Geografia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1) Considerando a rede mundial de computadores, inovao tecnolgica contempornea das mais importantes, explique as afirmaes. a) A integrao econmica global facilitada pelo uso das mesmas tcnicas... b) ... contudo, integrar no significa incluir a todos.

Questão 1
2004Português

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1) Capitulao Delivery At pra telepizza um exagero. H quem negue? Um povo com vergonha Da prpria lingua J est entregue. (Lus Fernando Verrssimo) a) O ttulo dado pelo autor est adequado, tendo em vista o contedo do poema? Justifique sua resposta. b) O exagero que o autor v no emprego da palavra delivery se aplicaria tambm a telepizza? Justifique sua resposta.

Questão 1
2004Química

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1)Uma reao qumica importante, que deu a seus descobridores (O.Diels e K.Alder) o prmio Nobel (1950), consiste na formao de um composto cclico, a partir de um composto com duplas ligaes alternadas entre tomos de carbono (dieno) e outro, com pelo menos uma dupla ligao, entre tomos de carbono, chamado de dienfilo. Um exemplo dessa transformao : Compostos com duplas ligaes entre tomos de carbono podem reagir com HBr, sob condies adequadas, como indicado: Considere os compostos I e II, presentes no leo de lavanda: a) O composto III reage com um dienfilo, produzindo os compostos I e II. Mostre a frmula estrutural desse dienfilo e nela indique, com setas, os tomos de carbono que formaram ligaes com os tomos de carbono do dieno, originando o anel. b) Mostre a frmula estrutural do composto formado, se 1 mol do composto II reagir com 2 mols de HBr, de maneira anloga indicada para a adio de HBr ao 2-metilpropeno, completando a equao qumica abaixo. c) Na frmula estrutural do composto II, (abaixo), assinale, com uma seta, o tomo de carbono que, no produto da reao do item b, ser assimtrico. Justifique.

Questão 1
2004Física

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1)Durante um jogo de futebol, um chute forte, a partir do cho, lana a bola contra uma parede prxima. Com auxlio de uma cmera digital, foi possvel reconstituir a trajetria da bola, desde o ponto em que ela atingiu sua altura mxima (ponto A) at o ponto em que bateu na parede (ponto B). As posies de A e B esto representadas na figura. Aps o choque, que elstico, a bola retorna ao cho e o jogo prossegue. a) Estime o intervalo de tempo t1, em segundos, que a bola levou para ir do ponto A ao ponto B. b) Estime o intervalo de tempo t2, em segundos, durante o qual a bola permaneceu no ar, do instante do chute at atingir o cho aps o choque. c) Represente, no sistema de eixos da folha de resposta, em funo do tempo, as velocidades horizontal VXe vertical VYda bola em sua trajetria, do instante do chute inicial at o instante em que atinge o cho, identificando por VXe VY, respectivamente, cada uma das curvas. NOTE E ADOTE: VY positivo quando a bola sobe VX positivo quando a bola se move para a direita

Questão 1
2004Português

(FUVEST - 2004 - 1a fase) Observe esta gravura de Escher: Na linguagem verbal, exemplos de aproveitamento de recursos equivalentes aos da gravura de Escher encontram-se, com frequncia,

Questão 1
2004Biologia

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 1)Uma enzima, extrada da secreo de um rgo abdominal de um co, foi purificada, dissolvida em uma soluo fisiolgica com pH 8 e distribuda em seis tubos de ensaio. Nos tubos 2, 4 e 6, foi adicionado cido clordrico (HCl), de modo a se obter um pH final em torno de 2. Nos tubos 1 e 2, foi adicionado macarro; nos tubos 3 e 4, foi adicionada carne; nos tubos 5 e 6, foi adicionada manteiga. Os tubos foram mantidos por duas horas temperatura de 36C. Ocorreu digesto apenas no tubo 1. a) Qual foi o rgo do animal utilizado na experincia? b) Que alterao esperada na composio qumica da urina de um co que teve esse rgo removido cirurgicamente? Por qu? c) Qual foi a substncia que a enzima purificada digeriu?

Questão 2
2004Física

(FUVEST - 2004 - 2 fase - Questo 2)Um sistema industrial constitudo por um tanque cilndrico, com 600 litros de gua e rea do fundo S1= 0,6 m2, e por um balde, com rea do fundo S2= 0,2 m2. O balde est vazio e mantido suspenso, logo acima do nvel da gua do tanque, com auxlio de um fino fio de ao e de um contrapeso C, como indicado na figura. Ento, em t = 0 s, o balde passa a receber gua de uma torneira, razo de 20 litros por minuto, e vai descendo, com velocidade constante, at que encoste no fundo do tanque e a torneira seja fechada. Para o instante t = 6 minutos, com a torneira aberta, na situao em que o balde ainda no atingiu o fundo, determine: a) A tenso adicional ∆F, em N, que passa a agir no fio que sustenta o balde, em relao situao inicial, indicada na figura. b) A altura da gua H6, em m, dentro do tanque. c) Considerando todo o tempo em que a torneira fica aberta, determine o intervalo de tempo T, em minutos, que o balde leva para encostar no fundo do tanque. NOTE E ADOTE: O contrapeso equilibra o peso do balde, quando vazio. O volume das paredes do balde desprezvel.